Artigo da seção pessoas Beatriz Apocalypse

Beatriz Apocalypse

Artigo da seção pessoas
Teatro / artes visuais  
Data de nascimento deBeatriz Apocalypse: 13-02-1969 Local de nascimento: (Brasil / Minas Gerais / Belo Horizonte)

Biografia
Beatriz Veloso Apocalypse (Belo Horizonte, Minas Gerais, 1969). Designer de bonecos, artista bonequeira, atriz manipuladora de bonecos, diretora de teatro. Filha de Álvaro Apocalypse (1937-2003) e Terezinha Veloso (1936-2003), é uma das atuais diretoras do Giramundo, grupo de teatro de bonecos fundado em 1970 por seus pais e por Maria do Carmo Vivacqua Martins (1945), também conhecida como Madu. Desde criança, Beatriz acompanha os primeiros ensaios e montagens do grupo, no qual ingressa efetivamente em 1985, substituindo uma das manipuladoras de bonecos no espetáculo Auto das Pastorinhas (1985).
Beatriz traz para o teatro de bonecos algumas formas e movimentos de personagens que encontra nas animações da TV ou do cinema. Além de participar da concepção, do desenho e da montagem de bonecos, atua como diretora artística, administradora, pesquisadora e professora oficineira. Ministra cursos e realiza projetos com o Giramundo em diversas cidades do Brasil.
Suas influências artísticas imediatas estão ligadas, sobretudo, ao trabalho dos pais, Álvaro e Terezinha, e de Madu, e também ao dos artistas plásticos Júlio Espíndola (1941), Sandra Bianchi (1952) e Mário Zavagli (1956).
Trabalha em parceria com o grupo Palavra Cantada (1994) na criação do espetáculo infantil Ramom e Maraó (2008), para o qual também faz direção de cena e de manipulação de bonecos. A peça é composta de adaptações de músicas do compositor alemão Robert Schumann (1810-1856) e tem como tema o primeiro amor entre dois pré-adolescentes, representados por bonecos criados e manipulados pelo grupo Giramundo. No musical, são retratadas três fases da vida desses personagens: na infância, eles são representados pelos bonecos; na idade adulta, por atores-cantores; e, na terceira fase, pela dupla de narradores.
Em 2010, Beatriz é convidada pela banda mineira Pato Fu para produzir bonecos manipuláveis para o projeto Música de Brinquedo (2010). Prosseguindo com essa parceria, Beatriz convida os músicos John Ulhoa (1966) e Fernanda Takai (1971) para comporem a trilha de Alice no País das Maravilhas (2013), espetáculo produzido pelo Giramundo e com participação de outro parceiro mineiro, o Grupo Galpão, na preparação do ator que divide a cena com bonecos.

Outras informações de Beatriz Apocalypse:

Espetáculos (8)

Fontes de pesquisa (7)

  • APOCALYPSE, Beatriz. Entrevista concedida a Flávio Tonnetti por e-mail. 18 nov. 2014

     

  • ENGLER, Natalia. Palavra Cantada apresenta a opereta Ramon e Maraó. Folha de S.Paulo, São Paulo, 3 nov. de 2008. Guia da Folha. Disponível em: < http://guia.folha.uol.com.br/crianca/ult10047u462768.shtml >. Acesso em: dez. 2014

     

  • AMAZÔNICAS. São Paulo: Itaú Cultural, 1998. Folder. ICPG Eve/98 AMA
  • APOCALYPSE, Beatriz. Palavra Ética com Beatriz Apocalypse. Entrevistadora: Delze Laureano. 28 jun. 2012. Disponível em: < https://www.youtube.com/watch?v=dYKSVpMPr4g >. Acesso em: dez. 2014. 
  • BEATRIZ Apocalypse – Ocupação Giramundo. Produção de Itau Cultural. Coordenadora de Conteúdo Audiovisual: Kety Fernandes. Entrevista: Maria Clara da Silva Matos. Edição: Karina Fogaça. São Paulo: Itau Cultural, 2014. Entrevista (6 min. 39) Disponível em: < http://youtu.be/wEWR5bGjUeo >. Acesso em: dez. 2014.
  • CENAPAULISTANA. São Paulo.Disponível em: < http://www.cenapaulistana.com.br/index.php?option=com_content&view=article&id=1758:a-tempestade>. Acesso em : 30 de maio de 2011
  • OLIVEIRA, Luciano Flávio de. Representações Culturais no Giramundo Teatro de Bonecos: um olhar de brincante sobre os textos, personagens e trilhas sonoras de Um Baú de Fundo Fundo, Cobra Norato e Os Orixás.  Dissertação (Mestrado em Teatro) – Centro de Artes, Universidade do Estado de Santa Catarina, Florianópolis, 2010.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • BEATRIZ Apocalypse. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2017. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa386952/beatriz-apocalypse>. Acesso em: 12 de Dez. 2017. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7