Artigo da seção pessoas Antonio Lizarraga

Antonio Lizarraga

Artigo da seção pessoas
Artes visuais  
Data de nascimento deAntonio Lizarraga: 18-11-1924 Local de nascimento: (Argentina / Buenos Aires / Buenos Aires) | Data de morte 15-11-2009 Local de morte: (Brasil / São Paulo / São Paulo)
Imagem representativa do artigo

Como Sustentar uma Referência Indeterminada , ca. 1970 , Antonio Lizarraga
Reprodução fotográfica Isabella Matheus

Biografia

Antonio Gundemaro Lizarraga (Buenos Aires, Argentina 1924 - São Paulo, São Paulo, 2009). Pintor, escultor, artista gráfico e designer. Muda-se para o Brasil em 1959, fixa residência em São Paulo e inicia carreira como ilustrador do Suplemento Literário do jornal O Estado de S. Paulo, atividade que exerce até 1967. Seus desenhos desse período se situam entre a figuração e a abstração. Atua como designer em projetos gráficos para editoras e objetos para indústrias. A partir da década de 1970, dedica-se a outros meios expressivos como a gravura, a escultura e a pintura, e também cria interferências no espaço urbano e instalações. Em 1983, sofre um acidente vascular cerebral e, impossibilitado de realizar diretamente suas obras, passa a trabalhar com assistentes. É pesquisador do CNPq entre 1987 e 1999. São lançados livros sobre sua produção: Antonio Lizárraga: Uma Poética da Radicalidade, de Annateresa Fabris, em 2000, e Antonio Lizárraga: Quadrados em Quadrados, de Maria José Spiteri, em 2004.

Análise

A partir de 1959, Antonio Lizarraga trabalha como ilustrador do suplemento literário do jornal O Estado de S. Paulo, atuando também em publicações de várias editoras. Nessa época, sua produção é abstrata, com formas predominantemente orgânicas.  Posteriormente, sua obra passa a apresentar afinidade com a arte construtiva. Como nota a historiadora da arte Annateresa Fabris, em meados da década de 1960, o artista cria formas densas em seus desenhos, que fazem alusão a esculturas. Na década seguinte, realiza várias intervenções urbanas, explorando materiais industriais, como o concreto. A temática da metrópole está presente em muitas obras do período.
 
No início da década de 1980, realiza gravuras em metal, buscando a sensação de tridimensionalidade, de acordo com a definição que o artista dá de seu trabalho, a de "escultor do plano". Sofre um acidente vascular cerebral, em 1983, ficando praticamente sem movimentos. Dois anos depois, volta a dedicar-se às artes visuais, passando a trabalhar com o auxílio de assistentes. Em 1985, é exposta parte de sua produção como ilustrador, na qual pode ser percebida a sensibilidade clara e precisa com relação ao espaço gráfico.
 
Como aponta Annateresa Fabris, ao apresentar diferentes possibilidades para a relação entre forma e cor no plano, Lizarraga recoloca em questão algumas das indagações centrais às vertentes construtivas, propondo uma problematização, por vezes impregnada de sensualidade e de um sentido lúdico, da relação entre espaço e matéria.

Outras informações de Antonio Lizarraga:

  • Outros nomes
    • Antonio Gundemaro Lizarraga
    • Antonio Lizárraga
    • Antônio Lizárraga
    • G. Lizárraga
    • Gundemaro Lizárraga
  • Habilidades
    • artista gráfico
    • pintor
    • desenhista
    • gravador
    • Ilustrador

Obras de Antonio Lizarraga: (23) obras disponíveis:

Todas as obras de Antonio Lizarraga:

Exposições (160)

Todas as exposições

Eventos relacionados (2)

Artigo sobre sp-arte 2010

Artigo da seção eventos
Temas do artigo: Artes visuais  
Data de iníciosp-arte 2010: 29-04-2010  |  Data de término | 02-05-2010
Resumo do artigo sp-arte 2010:

Fundação Bienal de São Paulo

Artigo sobre sp-arte 2011

Artigo da seção eventos
Temas do artigo: Artes visuais  
Data de iníciosp-arte 2011: 12-05-2011  |  Data de término | 15-05-2011
Resumo do artigo sp-arte 2011:

Fundação Bienal de São Paulo

Fontes de pesquisa (17)

  • ARTE xerox Brasil. Curadoria Hudinilson Jr.. São Paulo: Pinacoteca do Estado, 1984.
  • BIENAL BRASIL SÉCULO XX, 1994, São Paulo, SP. Bienal Brasil Século XX: catálogo. Curadoria Nelson Aguilar, José Roberto Teixeira Leite, Annateresa Fabris, Tadeu Chiarelli, Maria Alice Milliet, Walter Zanini, Cacilda Teixeira da Costa, Agnaldo Farias. São Paulo: Fundação Bienal de São Paulo, 1994.
  • CAVALCANTI, Carlos (org.). Dicionário brasileiro de artistas plásticos. Brasília: MEC / INL, 1974. v.2: D a L. (Dicionários especializados, 5).
  • CHIARELLI, Tadeu. Arte internacional brasileira. São Paulo: Lemos, 1999.
  • FABRIS, Annateresa. Antonio Lizárraga: uma poética da racionalidade. Belo Horizonte: C/Arte, 2000. (História & Arte).
  • HIRZSMAN, Maria. Morre o artista Antonio Lizárraga. O Estado de S. Paulo. São Paulo, 16 de novembro 2009. Caderno Vida&, p. A13.
  • LEITE, José Roberto Teixeira. 500 anos da pintura brasileira. Produção Raul Luis Mendes Silva, Eduardo Mace. [S.l.]: Log On Informática, 1999. 1 CD-ROM.
  • LEITE, José Roberto Teixeira. Dicionário crítico da pintura no Brasil. Rio de Janeiro: Artlivre, 1988.
  • LIZÁRRAGA, Antônio. Desenhando a cor. São Paulo: Valu Oria Galeria de Arte, 1996.
  • LIZÁRRAGA, Antônio. Deslocamentos gráficos. Curadoria Taisa Helena P. Palhares, Thiago Honório. São Paulo: Pinacoteca do Estado, 2006.
  • LIZÁRRAGA, Antônio. Lizarraga: formas: relevos, esculturas, pinturas. São Paulo: Galeria de Arte Paulo Vasconcelos, 1988.
  • MAMMÍ, Lorenzo. Antonio Lizárraga. Guia das Artes, São Paulo: Casa Editorial Paulista, v. 3, n. 11, p. 67, 1988.
  • PONTUAL, Roberto. Dicionário das artes plásticas no Brasil. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1969.
  • PROJETO Arte Atual Brasil: Senses: um olhar sensível sobre a arte atual. Curadoria Paulo Klein. São Paulo: Renato Magalhães Gouvêa Escritório de Arte, 1994.
  • SARUÉ, Hans Sulman-Grudzinski, Tikashi Fukushima e Gisela Eichbaum: Neyde Bonfiglioli, Masumi Tsuchimoto, Lizarraga, Gerty. São Paulo: Galeria de Arte Alberto Bonfiglioli, 1969.
  • SPITERI, Maria José. Antonio Lizárraga: quadrados em quadrados. São Paulo: Edusp : Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2004.
  • TENDÊNCIAS construtivas no acervo do MAC/USP: construção, medida e proporção. Organização Lisbeth Rebollo Gonçalves. Rio de Janeiro: Centro Cultural Banco do Brasil, 1996.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • ANTONIO Lizarraga. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa3540/antonio-lizarraga>. Acesso em: 22 de Fev. 2018. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7