Artigo da seção pessoas Rino Levi

Rino Levi

Artigo da seção pessoas
Artes visuais  
Data de nascimento deRino Levi: 31-12-1901 Local de nascimento: (Brasil / São Paulo / São Paulo) | Data de morte 29-09-1965

Biografia
Rino Levi (São Paulo SP 1901 - Lençóis BA 1965). Arquiteto, urbanista. Filho de imigrantes italianos, ingressa na Escola Preparatória e de Aplicação para os Arquitetos Civis em Milão, Itália, em 1921. Em 1924, transfere-se para a Escola Superior de Arquitetura de Roma. Ali, conhece os arquitetos italianos Adalberto Libera (1903 - 1963) e Marcello Piacentini (1881 - 1960), em cujo escritório faz estágio. Em 1925, ainda estudante, envia ao jornal O Estado de S. Paulo uma carta que é publicada com o título Arquitetura e Estética das Cidades, considerada uma das primeiras manifestações por uma arquitetura moderna no Brasil. Em consonância com as posições da escola romana, propõe uma modernização sem rupturas com a tradição clássica.1 Retorna ao Brasil em 1926, e trabalha por um ano na Companhia Construtora Santos. Inicia uma carreira independente em 1927, construindo pequenas residências e conjuntos de casa de aluguel para membros da comunidade italiana paulista. Em 1929, visita a Casa Modernista, de Gregori Warchavchik (1896 - 1972), que influencia vivamente a sua produção. É do ano seguinte o primeiro estudo para o Edifício Columbus, construído alguns anos mais tarde.

Sua primeira obra moderna construída é o Pavilhão da L. Queiroz na Feira de Amostras do Parque da Água Branca, 1931. A construção do Cine Ufa-Palácio, 1936, e o sucesso alcançado pela aplicação dos princípios de acústica lhe abrem as portas para um novo programa. Seus projetos são publicados na Revista Politécnica, de São Paulo, na italiana Architettura, e na francesa Architecture d´Aujourd´hui, entre outras. A partir de 1936, seu escritório conta com a colaboração de outros dois arquitetos, que se tornam sócios: Roberto Cerqueira César (1917) e Luiz Roberto Carvalho Franco (1926 - 2001). Levi tem participação decisiva na constituição do Instituto de Arquitetos do Brasil - IAB, em 1933. Vence, com outras duas equipes, o concurso promovido para a sede do IAB em São Paulo, 1946, com o projeto desenvolvido em seu escritório. Participa da criação do Museu de Arte Moderna de São Paulo - MAM/SP, em 1948, e torna-se diretor-executivo da instituição. Integra o 1º Congresso Brasileiro de Arquitetos, realizado em São Paulo em 1945, ano em que se torna membro do Congresso Internacional de Arquitetura Moderna - Ciam. Em 1952 chefia a delegação brasileira no 8º Congresso Pan-Americano de Arquitetos, no México, e é eleito diretor do IAB/SP, onde permanece por duas gestões, até 1955.

Em 1957, ao lado de Vilanova Artigas (1915 - 1985) e outros colegas, organiza uma proposta de reelaboração do ensino na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo - FAU/USP, onde leciona até 1959. Tem atuação destacada também na imprensa, discutindo temas ligados à cidade e à arquitetura. Seu projeto para a Maternidade Universitária de São Paulo, 1944, lhe garante o reconhecimento público como uma autoridade na área de projetos hospitalares. A partir de então projeta inúmeros complexos hospitalares e realiza cursos e conferências sobre o tema. A convite da Venezuela, coordena o planejamento e o projeto de uma rede hospitalar nesse país. No Brasil, segue projetando edifícios residenciais e comerciais, galpões, hospitais etc. Seu último projeto é o Centro Cívico de Santo André, vencedor de um concurso público, em 1965.

Comentário crítico
Rino Levi é um dos principais arquitetos modernos brasileiros, não apenas pela quantidade e variedade de projetos realizados, mas sobretudo pela qualidade dos trabalhos, em paralelo à constante introdução de novidades técnicas e à busca de soluções originais para novos programas. Sua carreira é pautada pela atuação em programas tão distintos quanto complexos, sem deixar de lado a participação intensa nos órgãos de classe e na imprensa, numa constante luta pela regulamentação profissional, defesa de uma cidade vertical, e consolidação de uma arquitetura moderna brasileira.

continuar a leitura do texto Continuar a leitura do texto...

Outras informações de Rino Levi:

  • Habilidades
    • arquiteto-urbanista

Exposições (4)

Fontes de pesquisa (3)

  • MINDLIN, Henrique E. Arquitetura Moderna no Brasil. Tradução Paulo Pedreira. Rio de Janeiro: Aeroplano, 1999. 288 p., il. p&b.
  • LEVI, Rino. Rino Levi: Arquitetura e cidade. Texto Renato Luiz Sobral Anelli; apresentação Roberto Cerqueira César, Luiz Roberto Carvalho Franco, Paulo J. V. Bruna, Antonio Carlos Sant'Anna Junior; prefácio Lúcio Gomes Machado; versão em inglês Izabel Murat Burbridge. São Paulo: Romano Guerra, 2001. 323 p., il. p&b.
  • LEVI, Rino. A arquitetura e a estética das cidades (1925). In: XAVIER, Alberto (Org.). Depoimento de uma geração: arquitetura moderna brasileira. rev. ampl. São Paulo: Cosac & Naify, 2003, p.38-39.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • RINO Levi. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2017. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa351575/rino-levi>. Acesso em: 24 de Set. 2017. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7