Artigo da seção pessoas Fredi Kleemann

Fredi Kleemann

Artigo da seção pessoas
Artes visuais / teatro  
Data de nascimento deFredi Kleemann: 1927 Local de nascimento: (Alemanha / Berlim / Berlim) | Data de morte 1974 Local de morte: (Brasil / São Paulo / São Paulo)
Imagem representativa do artigo

A Ronda dos Malandros , 1950 , Fredi Kleemann
Registro fotográfico Fredi Kleemann

Biografia
Alfred Kleeman (Berlim, Alemanha 1927 - São Paulo SP 1974). Ator e fotógrafo. Intérprete que participa do Teatro Brasileiro de Comédia (TBC) e do Teatro Cacilda Becker (TCB) deixando, também, um legado em material fotográfico sobre a trajetória dessas companhias.

Nascido na Alemanha, Fredi emigra para o Brasil em 1933. Funcionário da Fotóptica, e fotógrafo de renome com prêmios internacionais, Fredi passa a documentar os acontecimentos sociais da comunidade judaica paulistana. É convidado por Cacilda Becker, em 1949, a integrar a comparsaria de Nick Bar...Álcool, Brinquedos, Ambições, de William Saroyan, com direção de Adolfo CeliA partir de então, será figura constante nas diversas montagens do TBC, encarregado como coadjuvante e pequenos papéis. Alcança certa projeção em O Anjo de Pedra, de Tennessee Williams, dirigido por Luciano Salce, 1950; e como o galã de Seis Personagens à Procura de Um Autor, de Luigi Pirandello, em 1951; Mortos Sem Sepultura, de Jean-Paul Sartre, encenação de Flaminio Bollini, em 1954, e Eurídice, de Jean Anouilh, direção de Gianni Ratto, em 1956.

Acompanha a saída de Cacilda Becker do TBC, juntamente com Ziembinski, Cleyde Yáconis e Walmor Chagas, compondo o grupo que forma a companhia da atriz, ganhando maior destaque em suas aparições como ator. Desse período datam O Santo e a Porca, de Ariano Suassuna, e Jornada de um Longo Dia para Dentro da Noite, de Eugene O'Neill, em 1958; o pai de Armand Duval, em A Dama das Camélias, de Alexandre Dumas Filho, em 1959; duas realizações bem-sucedidas em 1960: Virtude e Circunstância e Em Moeda Corrente do País; até sua aparição como o burgomestre de A Visita da Velha Senhora, de Dürrenmatt, em 1962.

Desde a encenação de O Mentiroso, de Carlo Goldoni, no TBC, é contratado como o fotógrafo oficial da companhia e da Vera Cruz, responsável, desde então, pelos stills de divulgação enviados para a imprensa. Torna-se rotina então, antes das estréias, uma passagem do espetáculo ensaiado para ser fotografado, possibilitando a Fredi registrá-los com minúcias documentais jamais encontráveis no trabalho de outra companhia brasileira. Tornando-se aquele que foi, provavelmente, o primeiro fotógrafo regular de um conjunto teatral fixo, Fredi lega um inestimável acervo de negativos.

Conhecedor dos segredos do palco, explora com sutileza os tons das imagens, fixando momentos cheios de intenções e emoções, nuançando com um tratamento verdadeiramente artístico aquilo que poderia ter sido meramente um documento.

Encerrado o TBC, continua fotografando espetáculos avulsos. Seu último trabalho foi para a versão paulista de Hoje É Dia de Rock, de José Vicente, em 1973.

Comprado pelo antigo Idart, hoje Divisão de Pesquisas do Centro Cultural São Paulo (CCSP), esse acervo está aberto ao público e dele é extraído um álbum - Foto em Cena -, uma panorâmica de seu trabalho ao longo das décadas.

Sobre a atividade do fotógrafo, registra a crítica Maria Lúcia Pereira: "Naturalmente, o fato de a ação ser congelada para o registro transforma a interpretação em algo menos natural, mais figé. Muitas vezes a foto de Fredi lembra um still, a foto de cena cinematográfica. Percebe-se também uma forte influência hollywoodiana, não só na cena (que, no original - principalmente nas comédias - também denotava esta influência), como também nos portraits que Fredi gostava de fazer. Como, nos anos cinqüenta (o grosso e o melhor da obra de Fredi), escapar a esta influência? O mais original, em Fredi, é seu sentimento de mundo. Move-o o sentido da ordem".1

Notas
1. PEREIRA, Maria Lúcia. Da arte à memória. In: KLEEMANN, Fredi; MARCONDES, Tânia; VARGAS, Maria Thereza (Org.). Foto em cena.  São Paulo: Secretaria Municipal de Cultura, 1991.

Outras informações de Fredi Kleemann:

  • Outros nomes
    • Alfred Kleeman
    • Fred Kleeman
    • Freddi Kleemann
    • Fred Klyman
  • Habilidades
    • fotógrafo de cena
    • fotógrafo
    • ator
    • diretor de teatro

Obras de Fredi Kleemann: (53) obras disponíveis:

Todas as obras de Fredi Kleemann:

Espetáculos (66)

Todos os espetáculos

Exposições (5)

Fontes de pesquisa (14)

  • GUZIK, Alberto; PEREIRA, Maria Lúcia (Org.). Teatro Brasileiro de Comédia. Dionysos, Rio de Janeiro, n. 25, set. 1980. Edição especial.
  • CARVALHO, Tania. Ney Latorraca: uma celebração. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado de São Paulo, 2004. 135 p. (Aplauso Especial). 792.092 L358c
  • GÓES, Marta. Um fotógrafo no papel principal. O Estado de S. Paulo, São Paulo, 17 nov. 1991. p. 2.
  • KLEEMANN, Fredi; MARCONDES, Tânia; VARGAS, Maria Thereza (Org.). Foto em cena.  São Paulo: Secretaria Municipal de Cultura, 1991.
  • Planilha enviada pelo pesquisador Edélcio Mostaço Não Catalogado
  • Programa do Espetáculo - Armadilha - 1979 Não catalogado
  • Programa do Espetáculo - Baixa Sociedade ou Apenas 500 Milhões de Dólares - 1979 Não catalogado
  • Programa do Espetáculo - Greta Garbo, Quem Diria, Acabou no Irajá - 1973 Não catalogado
  • Programa do Espetáculo - O Milagre de Annie Sullivan - 1967 Não catalogado
  • Programa do Espetáculo - O Versátil Mr. Sloane - 1967 Não catalogado
  • Programa do Espetáculo - Os Inimigos - 1966 Não catalogado
  • SÁ, Nelson de. Imagens de Fredi Kleemann resgatam décadas de ouro do teatro brasileiro. Folha de S. Paulo, São Paulo, 18 nov. 1991. Ilustrada, p. 1.
  • SKLEEMANN, Fredi. Foto em cena. Apres. Décio de Almeida Prado e Maria Lúcia Pereira. São Paulo: Secretaria Municipal de Cultura, 1991.
  • VARGAS, Maria Thereza; FERNANDES, Nanci. Uma atriz: Cacilda Becker. São Paulo: Perspectiva, 1984. 407 p.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • FREDI Kleemann. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa291/fredi-kleemann>. Acesso em: 25 de Set. 2018. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7