Artigo da seção pessoas Daniel Galera

Daniel Galera

Artigo da seção pessoas
Literatura  
Data de nascimento deDaniel Galera: 13-07-1979 Local de nascimento: (Brasil / São Paulo / São Paulo)

Biografia

Daniel Galera (São Paulo, São Paulo, 1979). Romancista, contista e tradutor. Nasce em São Paulo, mas muda-se para Porto Alegre ainda na infância. Forma-se em publicidade na Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Aproveitando o início da popularização da internet no Brasil, destaca-se pela publicação de textos em diversos sites, blogs e fanzines virtuais, sobretudo no Cardosonline (COL). Com o escritor Daniel Pellizzari (1974) e o ilustrador Guilherme Pilla, funda a editora Livros do Mal, em 2001, através da qual, nesse mesmo ano, publica seu primeiro livro, a coletânea de contos Dentes Guardados. Também pela Livros do Mal, publica seu segundo livro e primeiro romance, Até o Dia em que o Cão Morreu (posteriormente adaptado para o cinema com o título Cão sem Dono). Em 2010 lança a graphic novel Cachalote, produzida em parceria com o desenhista Rafael Coutinho (1980). Paralelo a seu trabalho autoral, Galera mantém ainda a atividade de tradutor e, eventualmente, de resenhista e ensaísta.

Análise

Grande parte da obra narrativa de Daniel Galera está centrada na representação do universo dos adolescentes e dos jovens adultos contemporâneos. Nesse universo, ganham espaço e relevo consideráveis o sexo, a violência, a cultura pop e a amizade.

Destacam-se, em seus contos e romances, casos de triângulos amorosos, de descobertas sexuais, de traições, de amizades postas à prova e da violência urbana, muitas vezes gratuita. É também notável a utilização de inúmeras referências à cultura pop, que é evocada não apenas como adereço ou como truque para uma identificação imediata com o leitor, mas como aspecto indissociável da vida e da educação sentimental dos personagens.

Galera procura realizar a representação em diversos níveis. No da linguagem, por exemplo, o faz muitas vezes utilizando-se da apresentação direta de pensamentos e falas dos seus personagens, que se expressam através de termos bastante coloquiais e de gírias típicas de suas faixas etárias e de seus locais de origem, quase sempre Porto Alegre. Esse aspecto local e temporal, no entanto, não chega a tornar a obra obscura para aqueles que não compartilham do mesmo contexto, já que aparece quase sempre de forma sutil, pois seu interesse principal não é o registro de época.

Destaca-se, entre os seus escritos, o romance Mãos de Cavalo, construído como uma espécie de romance de formação que acompanha a trajetória do personagem Hermano por meio do contraste entre seu cotidiano de adulto e suas memórias e traumas de infância e adolescência.

Outras informações de Daniel Galera:

Midias (1)

Daniel Galera - Enciclopédia Itaú Cultural
Daniela Galera se inicia na literatura em 1996, mesma época em que a internet se populariza no País. Sendo da geração que mais rápido se adaptou à rede, Galera começa a escrever e a publicar seus textos em sites e blogs simultaneamente. “Editei uma revista on-line, a Flor da Palavra, que existiu de 1997 a 2000. Imitei revistas de literatura americanas que já publicavam na internet. Eu tinha 17 anos.” O escritor também foi um dos colaboradores do e-mail zine CardosOnline, fanzine digital criado em 1998, que se tornou um fenômeno. “Hoje existem blogs literários. Alguns bons, mas são uma minoria”, acredita Galera. “Achava-se que o blog teria mais literatura de ficção, e isso ocorre numa porcentagem pequena. Os textos são rápidos. É quase como assistir televisão”, compara. Entre os autores que ele cita como influência estão os contistas Luiz Vilela e Sérgio Faraco, João Gilberto Noll, Anton Tchekhov e Philip Roth.

Captação, edição e legendagem: Sacisamba
Intérprete: Erika Mota (terceirizada)
Locução: Júlio de Paula (terceirizado)

Eventos relacionados (3)

Fontes de pesquisa (4)

  • GALERA, Daniel. Dentes guardados. Livros do Mal: Porto Alegre, 2001.
  • GALERA, Daniel. Mãos de cavalo. Companhia das Letras: São Paulo, 2006.
  • GALERA, Daniel. Site do artista. Disponível em: http://www.ranchocarne.org/. Acesso em: 15 nov. 2011.
  • RODRIGUES, Sérgio. Mãos de cavalo: parem as máquinas. Disponível em: http://veja.abril.com.br/blog/todoprosa/resenha/mos-de-cavalo-parem-as-mquinas/. Acesso em: 15 nov. 2011.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • DANIEL Galera. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa284726/daniel-galera>. Acesso em: 15 de Out. 2018. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7