Artigo da seção pessoas Cyro del Nero

Cyro del Nero

Artigo da seção pessoas
Artes visuais / teatro  
Data de nascimento deCyro del Nero: 28-12-1931 Local de nascimento: (Brasil / São Paulo / São Paulo) | Data de morte 31-07-2010 Local de morte: (Brasil / São Paulo / São Paulo)

Biografia
Cyro del Nero (São Paulo SP 1931 - idem 2010). Cenógrafo. De hábeis soluções técnicas, especialmente em grandes dimensões, torna-se colaborador de alguns marcantes encenadores brasileiros, principalmente de Flávio Rangel, com o qual realiza diversas parcerias.

Após concluir formação em cenografia na Alemanha, Cyro realiza trabalhos de assistência de cenografia na Grécia; e em Stuttgart, na Alemanha, com Wieland Wagner, diretor do Festival Wagner de Bayreuth.

É contratado como cenógrafo do Teatro Brasileiro de Comédia (TBC), fazendo sua estréia profissional no Brasil com O Pagador de Promessas, de Dias Gomes, na encenação de Flávio Rangel, em 1960. No mesmo ano, com o mesmo diretor, está em A Semente, texto de Gianfrancesco Guarnieri que lhe possibilita explorar o acanhado palco do TBC. Para essa companhia, cenografa Almas Mortas, de Nikolai Gogol, realização de pouca ressonância, e A Escada, de Jorge Andrade, com resultados bem melhores, ambas em 1961.

Em 1962, surpreende com a cenografia de Quarto de Despejo, espetáculo de Amir Haddad baseado no livro de Carolina de Jesus, que lhe rende duas premiações, Saci e Associação Paulista de Críticos Teatrais (APCT).

Realiza outro trabalho de destaque em 1962, em A Revolução dos Beatos, novo texto de Dias Gomes, alçado à categoria de espetáculo grandioso pelas mãos de Flávio Rangel, sua última criação no TBC.

Participando da 4ª Bienal Internacional de São Paulo, obtém um prêmio que o conduz à exposição de trabalhos na Quadrienal de Cenografia de Praga, em 1963. Paralelamente ao seu trabalho como cenógrafo, desenvolve ativa participação na televisão e no cinema, como diretor de arte ou cenógrafo. Igualmente realiza feiras, exposições e shows, especialmente ao lado de Abelardo Figueiredo, no Brasil e no exterior.

Em 1969, faz a cenografia de Esperando Godot, de Samuel Beckett, último desempenho de Cacilda Becker no teatro, criação de Flávio Rangel. Em 1973, com o mesmo diretor, cenografa À Flor da Pele, de Consuelo de Castro. Após um período de afastamento, retorna em 1986 com Antônio Abujamra e a encenação de Hamletto, de Giovanni Testori.

Nos anos 1990, torna-se professor titular da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA/USP), onde leciona cenografia e indumentária. É o cenógrafo de Meno Male, de Juca de Oliveira, com direção de Bibi Ferreira, em 1990. Em 1994 e 1995 é assessor cultural para Artes Cênicas e Gráficas do Centro Cultural São Paulo da Secretaria Municipal de Cultura (CCSP).

Outras informações de Cyro del Nero:

  • Outros nomes
    • Cyro del Nero
    • Ciro Del Nero
  • Habilidades
    • cenógrafo
    • fotógrafo de cena
    • figurinista
    • professor universitário

Espetáculos (66)

Todos os espetáculos

Exposições (3)

Fontes de pesquisa (9)

  • ALBUQUERQUE, Johana. Cyro Del Nero (ficha curricular) In: ___________. ENCICLOPÉDIA do Teatro Brasileiro Contemporâneo. Material elaborado em projeto de pesquisa para a Fundação VITAE. São Paulo, 2000.
  • Disponível em: [http://diversao.terra.com.br/gente/noticias/0,,OI4597682-EI13419,00-Cenografo+brasileiro+Cyro+del+Nero+morre+aos+anos.html]. Acesso em: 03/08/2010. Terra
  • FERRARA, J.A.; SERRONI, J. C. (Org.). Cenografia e indumentária no TBC. São Paulo: Secretaria do Estado da Cultura, 1980. 157 p.
  • Jorge Amado, Angelina Muniz, Dona Flor e Seus Dois Maridos juntos no Brigadeiro. Palco e Platéia, São Paulo, ano 0, julho de 1985. Não catalogado
  • Planilha enviada pelo pesquisador Edélcio Mostaço Não Catalogado
  • Programa do Espetáculo - Feira do Adultério - 1976 Não catalogado
  • Programa do Espetáculo - O Hamlet - 1982 Não catalogado
  • Programa do Espetáculo - Os Rapazes da Banda - 1970 Não catalogado
  • SIQUEIRA, José Rubens. Viver de teatro: uma biografia de Flávio Rangel. São Paulo: Nova Alexandria, 1995. 383 p.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • CYRO del Nero. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2017. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa26029/cyro-del-nero>. Acesso em: 25 de Jun. 2017. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7