Artigo da seção pessoas Eugênio Hirsch

Eugênio Hirsch

Artigo da seção pessoas
Artes visuais  
Data de nascimento deEugênio Hirsch: 1923 Local de nascimento: (Áustria / Viena) | Data de morte 23-09-2001 Local de morte: (Brasil / Rio de Janeiro / Rio de Janeiro)

Biografia
Eugen Aloisius Hirsch (Viena, Áustria, 1923 - Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2001). Designer gráfico, ilustrador e pintor. Ainda menino, tem aulas de desenho com o artista expressionista vienense Oskar Kokoschka (1886-1980).1 Em 1938, com a proximidade da Segunda Guerra Mundial, sua família emigra para a Argentina. Em 1945, conhece Monteiro Lobato (1882-1948) em Buenos Aires, após ter ilustrado a edição argentina de seus livros. O escritor tenta trazê-lo ao Brasil para ilustrar o livro Sítio do Pica-Pau Amarelo, mas morre antes de concretizar a contratação.

Hirsch vem ao Brasil por iniciativa própria em meados dos anos 1950 e, inicialmente, trabalha em agências de propaganda, abandonando a pintura. Em 1959, cria sua primeira capa de livro para a editora Civilização Brasileira, para a inédita edição nacional do polêmico romance Lolita, de Vladimir Nabokov (1899-1977). Em 1964, cria o projeto gráfico da revista Pif-Paf, de Millôr Fernandes (1923-2012), e vai para os Estados Unidos, onde colabora com a revista Playboy. Em seguida, muda-se para a Espanha, contratado pela editora Codex como diretor de arte da coleção O Mundo dos Museus. Retorna ao Brasil em 1970 e trabalha como editor de arte na Livraria Editora José Olympio.

A sua obra torna-se objeto de estudo de diversas pesquisas no campo do design visual. As capas produzidas para a Civilização Brasileira estão documentadas e analisadas no livro O Design Gráfico Brasileiro: Anos 60, organizado por Chico Homem de Melo e publicado pela Cosac Naify, em 2006.

Comentário crítico
Eugênio Hirsch é frequentemente apontado como o responsável pela revolução da visualidade das capas de livro brasileiros que ocorre na década de 1960. A sua notável contribuição deve-se, sobretudo, às capas criadas para a Editora Civilização Brasileira, no Rio de Janeiro, na primeira metade dos anos 1960. Nelas é possível verificar a versatilidade da sua linguagem gráfica, seu extenso repertório e sintonia com a cultura visual do seu tempo.

continuar a leitura do texto Continuar a leitura do texto...

Outras informações de Eugênio Hirsch:

  • Outros nomes
    • Eugen Aloisius Hirsch
    • Eugenio Hirsch
  • Habilidades
    • Ilustrador
    • designer gráfico
    • Pintor

Fontes de pesquisa (9)

  • ALMEIDA, Marta Assis. Ênio Silveira. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo: Com-Arte, 2003. Coleção Editando o editor, v. 3.
  • Design Gráfico. O Estado de S. Paulo, São Paulo, 29 set, 2001, p. D5
  • FERNANDES, Amaury. A construção de um imaginário moderno: as capas da Editora Civilização Brasileira (1960-1975). Arte & Ensaios – Revista do Programa de Pós-Graduação em Artes Visuais EBA. UFRJ, ano VIII, número 8, 2001, p. 29-37. Disponível em: < http://www.amaury.pro.br/textos/ConstImagMod.pdf >. Acesso em: 10 jan. 2014.
  • FERNANDES, Amaury. Eugênio Hirsch: um perfil especial entre os pioneiros do design brasileiro. In HORCADES, Carlos; THEES, Isabel (org.). Design. Rio de Janeiro: Instituto de Artes Visuais, Escola de Artes Visuais Univercidade, 2002. n. 4, p. 5-9. Disponível em: < http://www.amaury.pro.br/textos/ArtigoEugenio >.pdf. Acesso em: 10 jan. 2014.
  • HALLEWELL, Laurence. O livro no Brasil, sua história. Tradução Maria da Penha Villalobos e Lólio Lourenço de Oliveira. São Paulo: Editora da Universidade de São Paulo, 1985.
  • LEON, Ethel. Eugênio Hirsch o cigano das capas. Revista Design & Interiores, São Paulo, v. 25, p. 111-114.
  • LIMA, Guilherme Cunha; MARIZ, Ana Sofia. Design editorial, conceitos e processos: editora Civilização Brasileira (1959-1970). Apresentação XXIV Simpósio Nacional de História. São Leopoldo, 2007. Disponível em: < http://www.anasofia.net/pdf/apresentacao_simposio_historia_2007.pdf >. Acesso em: 10 jan. 2014.
  • LIMA, Guilherme Cunha; MARIZ, Ana Sofia. Uma nova abordagem para o design do livro brasileiro: a experiência da editora Civilização Brasileira, 1950-1960. Recife: Congresso Internacional de Design da Informação (SBDI), 2003. Disponível em: < http://www.anasofia.net/pdf/artigo_SBDI_2003.pdf >. Acesso em: 10 jan. 2014.
  • MELO, Chico Homem de (org.). O design gráfico brasileiro: anos 60. São Paulo: Cosac & Naify, 2006. 304 p.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • EUGÊNIO Hirsch. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2019. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa257330/eugenio-hirsch>. Acesso em: 23 de Mar. 2019. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7