Artigo da seção pessoas João Modé

João Modé

Artigo da seção pessoas
Artes visuais  
Data de nascimento deJoão Modé: 25-06-1961 Local de nascimento: (Brasil / Rio de Janeiro / Resende)

Biografia
João Carlos Mazzucco Modé (Resende RJ 1961). Artista visual. Forma-se em arquitetura pela Universidade Santa Úrsula, Rio de Janeiro, em 1983, e em comunicação visual pela Escola de Belas Artes da Universidade Federal do Rio de Janeiro - EBA/UFRJ, em 1984, ano em que participa da coletiva Como Vai Você, Geração 80?. É professor do núcleo de 3D da Escola de Artes Visuais do Parque Lage - EAV/Parque Lage, Rio de Janeiro. Modé é membro fundador do grupo Visorama, formado por artistas residentes no Rio de Janeiro, que entre 1988 e 1995 promove cursos, simpósios, exposições e debates acerca de questões da arte contemporânea. Em 2001, realiza a interferência urbana Do Céu e Da Terra, no bairro carioca de Santa Teresa, e é contemplado com o Prêmio Interferências Urbanas do 11º Arte de Portas Abertas. Entre 2003 e 2004, atua como professor do Instituto de Artes da Universidade Estadual do Rio de Janeiro - UERJ. Em 2006, conclui o mestrado em Linguagens Visuais pela UFRJ, enquanto participa dos projetos Draw drawing2, em Londres, Notas do Observatório e A Imagem do Som, ambas no Rio de Janeiro. Fez residência internacional em Graz, na Áustria, com o projeto Inherit - conquer, em 2004. No ano seguinte, com o Projeto Road, uma residência móvel entre La Paz, na Bolívia e Lima, no Peru. Em 2007, duas residências: em Belle Île en mer, França e em Medellín, Colômbia.

Comentário Crítico
O acúmulo é um dos elementos recorrentes na obra de João Modé. Em obras como Sentido-Carnal - Lascivo, 1995 ou Estudo da Natureza Animal - Relacional, 1996, o artista cria a partir de elementos orgânicos reunidos ao longo do tempo; são cabelos, unhas, pêlos de barba etc., tudo proveniente de seu próprio corpo. A estes elementos somam-se ainda materiais como couro, pêlo animal, corda, cobre, ouro, dando às peças forte apelo sensorial e tátil. A formalização não é preestabelecida nestas obras: o simples amontoamento desses elementos é, muitas vezes, seu agente organizador. Em outras palavras, as formas são definidas pela própria reunião desordenada, a partir do acúmulo.

Estes três elementos - acumulação, materiais orgânicos, sensorialidade - estão presentes em Comida Para Alma, 1996/1999, instalação em que Modé reúne vasos de porcelana, cipós, argila, incensos e água. Sobre esta obra, o crítico e artista Ricardo Basbaum comenta: "Modé busca um diálogo singular entre a organicidade do tempo próprio dos seus materiais (plantas, insetos, incensos, água) e o espaço físico da galeria. Suas instalações carregam um efeito sedutor de envolvimento do espectador, conduzindo a uma região limite entre a fisicalidade do mundo orgânico e a ascese espiritual e sensorial". No projeto interativo Rede, 2003, o artista deixa a cargo do público a estruturação da obra, e coloca-se como simples promotor ou agente dessa ação, desse intercâmbio: trata-se da confecção de uma trama, com a utilização de fios dos mais variados tipos, fornecidos pelo artista ou trazidos pelo próprio público. Neste caso, a formalização casual do acúmulo, presente em obras anteriores, cede lugar à estruturação espontânea do coletivo.

Outras informações de João Modé:

  • Outros nomes
    • João Carlos Mazzucco Modé
  • Habilidades
    • Artista visual

Exposições (93)

Todas as exposições

Eventos relacionados (4)

Artigo sobre sp-arte 2010

Artigo da seção eventos
Temas do artigo: Artes visuais  
Data de iníciosp-arte 2010: 29-04-2010  |  Data de término | 02-05-2010
Resumo do artigo sp-arte 2010:

Fundação Bienal de São Paulo

Artigo sobre sp-arte 2011

Artigo da seção eventos
Temas do artigo: Artes visuais  
Data de iníciosp-arte 2011: 12-05-2011  |  Data de término | 15-05-2011
Resumo do artigo sp-arte 2011:

Fundação Bienal de São Paulo

Fontes de pesquisa (11)

  • ARTE em campus. Curadoria Jorge Emanuel. Rio de Janeiro: UVA, 1997. 1 folha dobrada.
  • CADERNO didático-informativo. Brasília: Fundação Athos Bulcão, 1993. 30 p., s. il.
  • CENTRO Cultural São Paulo: programa de exposições 91. São Paulo: Pavilhão da Bienal, 1992. , il. p&b.
  • ECO-SENSORIAL: extrativismo urbano. Fotografia César Duarte, Loris Machado, Nei Santi Júnior, Wilton Montenegro, J. Moreno. Rio de Janeiro: Escola de Artes Visuais do Parque Lage, 1992. 24 p., il. p.b.
  • GALERIA de Arte Centro Empresarial Rio 1989. Produção Ascânio MMM, Claudio Fortes, João Augusto Fortes, Ronaldo do Rego Macedo; projeto gráfico David Cury; fotografia João Bosco, Marco Rodrigues, Fernando Zago, Sebastião Barbosa, Maurício Ruiz, Pedro Marinho Rêgo; curadoria Ascânio MMM, Ronaldo do Rego Macedo, David Cury; fotografia Emigdio Gonzaga, Carlos Gregório, Luciana Leal, Raul Mourão Vieira, Aimberê César, Márcia X., Andréia Cals, Paulo Scheüenstuhl; projeto gráfico Beatriz Araújo Campos, Rafael Rodrigues; fotografia Ricardo Cunha; projeto gráfico João Modé; fotografia Fausto Fleury; projeto gráfico Salvio Daré; texto Wilson Coutinho, Frederico Morais, Paulo Venancio Filho; curadoria e texto Nilza Procopiak; apresentação João Augusto Fortes; fotografia Frans Krajcberg; ilustração Glauco Rodrigues; texto Eduardo Neiva Jr., Antonio Bacalhau; fotografia Cesar Carneiro; texto Carlos Manes Bandeira; design Wesley Duke Lee; fotografia Lígia Bighetti, Auracébio Pereira; design José Francisco Alves, Gaudêncio Fidelis; texto Ferreira Gullar, Fernando Cocchiarale, Ricardo Basbaum, Fausto Fawcett. Rio de Janeiro: Galeria de Arte-Centro Empresarial Rio, 1989. [194 p.], il. p.b. color. 
  • MODÉ, João. Natureza animal / Cama. Curadoria Franklin Espath Pedroso; apresentação Franklin Espath Pedroso; tradução Esther Stearns d'Utra e Silva; fotografia Vicente de Mello. Rio de Janeiro: Galeria do IBEU Copacabana, 1996. 9 p., il. color.
  • MODÉ, João. Rede. Texto José Thomaz Brum; versão em inglês Steve Berg. Copacabana: Sesc Copacabana, 2003. [64] p., il. color.
  • OUTRA paisagem. Apresentação Ricardo Basbaum. São Paulo: Galeria Millan, 1999. folha dobrada, 3 il. color.
  • PAIXÃO do olhar: instalação, pintura, fotografia e vídeo. Rio de Janeiro: MAM, 1993. 32 p., il.
  • PRÊMIO Brasília de Artes Plásticas 1990. Brasília: Museu de Arte de Brasília, 1990. 20 lâminas.
  • SALÃO PARANAENSE, 44., 1987, Paraná, PR. 44º Salão Paranaense. Curadoria Adalice Araújo. Curitiba: MAC/Paraná, 1988.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • JOÃO Modé. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2019. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa25650/joao-mode>. Acesso em: 22 de Abr. 2019. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7