Artigo da seção pessoas Clarival do Prado Valladares

Clarival do Prado Valladares

Artigo da seção pessoas
Artes visuais  
Data de nascimento deClarival do Prado Valladares: 26-09-1918 Local de nascimento: (Brasil / Bahia / Salvador) | Data de morte 13-05-1983

Biografia
Clarival do Prado Valladares (Salvador, Bahia, 1918 - Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1983). Crítico de arte, historiador da arte, fotógrafo, poeta, médico. Durante a juventude, vive no Recife, onde é auxiliar de pesquisa de campo de Gilberto Freyre (1900-1987) e inicia o curso de medicina. Em 1941, transfere-se para o Rio de Janeiro e, mais tarde, para Salvador, onde conclui a faculdade. Defende tese de doutorado na Universidade Federal da Bahia (UFBA), em 1952. Entre 1953 e 1956, realiza pós-graduação em patologia, na Universidade de Harvard, e em biologia, no Massachusetts Institute of Technology (MIT), em Boston, Estados Unidos. Ao voltar ao Brasil em 1956, torna-se docente de anatomia patológica na UFBA. A partir de 1959, leciona também história da arte na Escola de Belas Artes e na Escola de Teatro da mesma universidade.

No início dos anos 1960, retorna ao Rio de Janeiro, intensificando sua atividade no campo das artes plásticas. Em 1962, publica Paisagem Rediviva, coletânea de textos sobre arte; em 1965, escreve O Comportamento Arcaico Brasileiro e, em 1967, Riscadores de Milagres: um Estudo sobre Arte Genuína. Colabora no Jornal do Brasil e na revista GAM: Galeria de Arte Moderna, entre outras publicações.

Participa do júri da Bienal Internacional de São Paulo em 1967, 1973 e 1977, da 1a Bienal Nacional de Artes Plásticas, em 1966, em Salvador, e de eventos semelhantes de nível internacional, como a 3a Bienal Interamericana de Arte, em Córdoba, Argentina, e o 1o Festival Mundial de Artes Negras, em Dacar, Senegal, ambos em 1966.

Integra ainda a Comissão Nacional de Belas Artes entre 1964 e 1967, além de tornar-se membro do Conselho Federal de Cultura, ainda em 1967. Entre 1971 e 1977, faz parte do júri de premiação do Panorama de Arte Atual Brasileira, no Museu de Arte Moderna São Paulo (MAM/SP).

Na década de 1970, publica os livros Emiliano Di Cavalcanti e Lasar Segall pela editora argentina Codex. Em 1978, saem Rio Barroco e Rio Neoclássico, e o autor recebe o Prêmio Gonzaga Duque, da Associação Brasileira de Críticos de Arte (ABCA) e da Fundação Nacional de Artes (Funarte), pelo livro Lula Cardoso Ayres - Revisão Crítica e Atualidade. Em 1981, publica Aspectos da Arte Religiosa no Brasil - Bahia, Pernambuco, Paraíba e Albert Eckout: Pintor de Mauricio de Nassau no Brasil (1637-1644).

Comentário Crítico
Clarival do Prado Valladares contribui para os estudos de arte brasileira com o levantamento de uma larga iconografia dos temas abordados, entendendo-se o próprio crítico e historiador da arte como um "fotógrafo-pesquisador1". São muitos os títulos de documentação iconográfica produzidos por ele, como Rio Barroco, Rio Neoclássico, Arte e Sociedade nos Cemitérios Brasileiros, Aspectos da Arte Religiosa no Brasil, entre outros.

continuar a leitura do texto Continuar a leitura do texto...

Outras informações de Clarival do Prado Valladares:

  • Outros nomes
    • Clarival Valadares
    • Clarival do Prado Valadares
    • Clarival Valladares
  • Habilidades
    • curador
    • crítico de arte
    • professor universitário
    • médico
    • historiador da arte
    • fotógrafo
    • poeta
  • Relações de Clarival do Prado Valladares com outros artigos da enciclopédia:

Exposições (18)

Fontes de pesquisa (8)

  • PONTUAL, Roberto. Dicionário das artes plásticas no Brasil. Texto Mário Barata, Lourival Gomes Machado, Carlos Cavalcanti et al. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1969. 559 p. R703.0981 P818d
  • PONTUAL, Roberto. Dicionário das artes plásticas no Brasil. Texto Mário Barata, Lourival Gomes Machado, Carlos Cavalcanti et al. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1969. 559 p.
  • VALLADARES, Clarival do Prado. Arte e Sociedade nos Cemitérios Brasileiros: um estudo da arte cemiterial ocorrida no Brasil desde as sepulturas de igrejas e as catacumbas de ordens e confrarias até as necrópoles secularizadas. Brasília; Rio de Janeiro: Conselho Federal de Cultura / Departamento de Imprensa Nacional, 1972.
  • VALLADARES, Clarival do Prado. Aspectos da Arte Religiosa no Brasil - Bahia, Pernambuco, Paraíba. Rio de Janeiro: Spala / Construtora Norberto Odebrecht, 1981.
  • VALLADARES, Clarival do Prado. Lula Cardoso Ayres - revisão crítica e atualidade. Rio de Janeiro: Spala / Construtora Norberto Odebrecht, 1979.
  • VALLADARES, Clarival do Prado. Nordeste Histórico e Monumental. Salvador: Odebrecht, 1990.
  • VALLADARES, Clarival do Prado. Obra Seleta. Salvador: Museu de Arte da Bahia; Museu de Arte de São Paulo Assis Chateaubriand; Museu Nacional de Belas Artes;  Fundação Cultural do Estado da Bahia, 1983.
  • ZANINI, Walter (org.). História geral da arte no Brasil. Pesquisa Cacilda Teixeira da Costa, Marília Saboya de Albuquerque. São Paulo: Fundação Djalma Guimarães: Instituto Walther Moreira Salles, 1983. 1106 p. 2v.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • CLARIVAL do Prado Valladares. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa25557/clarival-do-prado-valladares>. Acesso em: 18 de Jun. 2018. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7