Artigo da seção pessoas Rossi Osir

Rossi Osir

Artigo da seção pessoas
Artes visuais  
Data de nascimento deRossi Osir: 1890 Local de nascimento: (Brasil / São Paulo / São Paulo) | Data de morte 1959 Local de morte: (Brasil / São Paulo / São Paulo)
Imagem representativa do artigo

Retrato de Paulo Rossi Osir , 1935 , Candido Portinari
Reprodução Fotográfica Romulo Fialdini

Biografia
Paulo Cláudio Rossi Osir (São Paulo SP 1890 - idem 1959). Pintor, desenhista, arquiteto. Começa a pintar com seu pai, o arquiteto Cláudio Rossi. Viaja para a Itália e estuda com Alberto Beniscelli, na Accademia di Belle Arti di Brera, em 1906 e 1907. No ano seguinte, em Dover, Inglaterra, faz cursos de aquarela e água-forte com Alexandre Austed. Retorna ao Brasil e, entre 1909 e 1911, estuda na Escola Politécnica de São Paulo - Poli e no Liceu de Artes e Ofícios de São Paulo - Laosp. De volta à Europa, freqüenta o ateliê do arquiteto Victor Alexandre Frédéric Laloux (1850 - 1937) e a Académie de la Grande Chaumière, em Paris, em 1912. Na Itália recebe diploma de construtor, em Milão, em 1915, e forma-se arquiteto na Real Academia de Bolonha, em 1916. Participa da fundação da Sociedade Pró-Arte Moderna - Spam, em 1932, e da Família Artística Paulista - FAP, em 1937. Na década de 1940, cria a empresa de azulejaria Osirarte, e passa a produzir os azulejos desenhados por Candido Portinari (1903 - 1962) para o edifício do Ministério da Educação e Saúde - MES, no Rio de Janeiro, e para a Igreja da Pampulha, em Belo Horizonte. Entre 1941 e 1947, promove exposições regulares da Osirarte, para difundir os azulejos artísticos criados pelo grupo que integra a oficina. Conta com a participação de Mario Zanini (1907 - 1971), Alfredo Volpi (1896 - 1988), Hilde Weber (1913 - 1994), Gerda Brentani (1908 - 1999), entre outros.

Comentário Crítico
Como nota o historiador da arte Tadeu Chiarelli, Rossi Osir aproxima-se da tendência do retorno à ordem, principalmente em sua vertente neo-renascentista, no tratamento conferido ao corpo feminino, em obras como Nu, Mulata, 1930. Nesse quadro, o uso sensual da linha de contorno das figuras e a temática revelam afinidades do artista com a produção de Vittorio Gobbis (1894 - 1968). Já em Imigrante Lituano, 1930, explora a linearidade da forma, utilizando um procedimento altamente estilizado, com origem na pintura não só de Amedeo Modigliani (1884 - 1920), mas, sobretudo em alguns retratos, de Ubaldo Oppi (1889 - 1942).

continuar a leitura do texto Continuar a leitura do texto...

Outras informações de Rossi Osir:

  • Outros nomes
    • Paulo Cláudio Rossi Osir
    • Paulo Rossi Ozir
    • Paulo Rossi Osir
    • Paulo Rossi Ossir
  • Habilidades
    • aquarelista
    • desenhista
    • pintor
    • arquiteto
  • Relações de Rossi Osir com outros artigos da enciclopédia:

Obras de Rossi Osir: (12) obras disponíveis:

Representação (1)

Exposições (85)

Artigo sobre The First Representative Collection of Paintings by Brazilian Artists (1930 : Nova York, Estados Unidos)

Artigo da seção eventos
Temas do artigo: Artes visuais  
Data de inícioThe First Representative Collection of Paintings by Brazilian Artists (1930 : Nova York, Estados Unidos): 11-10-1930  |  Data de término | 30-10-1930
Resumo do artigo The First Representative Collection of Paintings by Brazilian Artists (1930 : Nova York, Estados Unidos):

Nicholas Roerich Museum (Nova York, Estados Unidos)

Todas as exposições

Eventos relacionados (1)

Fontes de pesquisa (23)

  • 100 obras- primas da Coleção Mário de Andrade: pintura e escultura. São Paulo: IEB, 1993. 24 p., il. p.b.
  • CHIARELLI, Tadeu. Arte internacional brasileira. São Paulo: Lemos, 1999. 311 p., il. color.
  • O MUSEU de Arte do Rio Grande do Sul. Edição Fábio Luiz Borgatti Coutinho; texto Vera Regina Luz Grecco, Cida Golin. São Paulo: Banco Safra, 2001. 320 p. il. color.
  • OS SALÕES: da família artística paulista, de maio e do sindicato dos artistas plásticos de São Paulo. Texto Lisbeth Ruth Rebollo Gonçalves. São Paulo: Museu Lasar Segall, 1976. [72 p.]. (Ciclo de Exposições de Pintura Brasileira Contemporânea).
  • SALÃO PAULISTA DE ARTE MODERNA, 3., 1954, São Paulo. III Salão Paulista de Arte Moderna. São Paulo: Galeria Prestes Maia, 1954. [32] p.
  • A PINACOTECA do Estado. Apresentação Ricardo Ohtake, Emanoel Araújo. São Paulo : Banco Safra, 1994. ALMEIDA, Paulo Mendes de. De Anita ao Museu. São Paulo: Perspectiva: Diâmetro Empreendimentos, 1976. (Debates, 133).
  • ARTE brasileira : 50 anos de história no acervo MAC/USP 1920-1970. São Paulo: MAC, 1996. 44 p. il. color.
  • ARTE no Brasil. Apresentação de Pietro Maria Bardi e Pedro Manuel. São Paulo: Abril Cultural, 1979.
  • AYALA, Walmir (org.). Dicionário brasileiro de artistas plásticos. Brasília: MEC / INL, 1980. v.4: Q a Z. (Dicionários especializados, 5).
  • BATISTA, Marta Rossetti, LIMA, Yone Soares de. Coleção Mário de Andrade artes plásticas. Apresentação José Mindlin, Gilda de Mello e Souza. 2. ed. São Paulo : USP. IEB, 1998. 322 p. il. color.
  • BIENAL Brasil Século XX (1994 : São Paulo, SP), AGUILAR, Nelson (org.). São Paulo : Fundação Bienal de São Paulo, 1994. 516 p. il. color. 
  • BRAGA, Theodoro. Artistas pintores no Brasil. São Paulo: São Paulo Editora, 1942. 251 p.
  • LEITE, José Roberto Teixeira. Dicionário crítico da pintura no Brasil. Rio de Janeiro: Artlivre, 1988. 555 p.
  • MARGS. Disponível em: . Acesso em: 9 nov. 2011. Não catalogado
  • MOSTRA do Redescobrimento (2000 : São Paulo, SP), ARAÚJO, Emanoel (org.). Negro de corpo e alma. São Paulo : Fundação Bienal de São Paulo : Associação Brasil 500 anos Artes Visuais, 2000. 559 p. il. color.
  • MUSEU de Arte Brasileira : 40 anos. Texto Maria Izabel Branco Ribeiro; apresentação Celita Procopio de Carvalho. São Paulo : MAB, 2001. 110 p. il. color.
  • O GRUPO Santa Helena. Curadoria Walter Zanini, Marília Saboya de Albuquerque. Rio de Janeiro : Centro Cultural Banco do Brasil, 1996. 56 p. il. p&b., color.
  • O GRUPO Santa Helena. Curadoria Walter Zanini, Marília Saboya de Albuquerque. São Paulo : MAM, 1995. 56 p. il. color.
  • O OLHAR de Sérgio sobre a arte brasileira : desenhos e pinturas. São Paulo : Biblioteca Mário de Andrade, 1992. 96 p. il. color.
  • PINACOTECA Ruben Berta e Pinacoteca Aldo Locatelli : catálogo geral. 1991. il. p.b. color.
  • PONTUAL, Roberto. Entre dois séculos: arte brasileira do século XX na coleção Gilberto Chateaubriand. Rio de Janeiro: Edições Jornal do Brasil, 1987. 585 p.
  • SPAM e CAM. São Paulo: Museu Lasar Segall, 1975. 44 p. (Ciclo de Exposições de Pintura Brasileira Contemporânea). 
  • ZANINI, Walter. A Arte no Brasil nas décadas de 1930-40: o Grupo Santa Helena. São Paulo : Nobel, 1991.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • ROSSI Osir. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2017. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa24706/rossi-osir>. Acesso em: 28 de Mai. 2017. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7