Artigo da seção pessoas Raimundo Cela

Raimundo Cela

Artigo da seção pessoas
Artes visuais  
Data de nascimento deRaimundo Cela: 19-07-1890 Local de nascimento: (Brasil / Ceará / Sobral) | Data de morte 06-06-1954 Local de morte: (Brasil / Rio de Janeiro / Niterói)
Imagem representativa do artigo

Arrastão , s.d. , Raimundo Cela
Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Biografia
Raimundo Brandão Cela (Sobral, Ceará, 1890 - Niterói, Rio de Janeiro, 1954). Pintor, gravador, professor. Forma-se em ciências e letras no Liceu do Ceará. Em 1910, muda-se para o Rio de Janeiro e matricula-se como aluno livre da Escola Nacional de Belas Artes (Enba). É aluno de Zeferino da Costa (1840-1915), Eliseu Visconti (1866-1944) e Baptista da Costa (1865-1926). Nessa época, titula-se em engenharia, pela Escola Politécnica. Entre 1917 e 1922, viaja a Paris para aperfeiçoar-se. Quando volta ao Brasil, por problemas de saúde, reside em Camocim, no interior do Ceará, e trabalha como engenheiro. Em 1938, cria um painel sobre a abolição da escravatura para o Palácio do Governo do Estado, em Fortaleza. Volta a dedicar-se à carreira de artista plástico de forma mais enfática após 1940, quando se muda para Niterói, no Rio de Janeiro. A partir dessa data leciona gravura em metal na Enba. Realiza a primeira mostra individual em 1945, no Museu Nacional de Belas Artes (MNBA), no Rio de Janeiro. São temas constantes em sua produção as paisagens, os tipos populares e o trabalho de vaqueiros e pescadores de sua terra natal. Destaca-se também sua obra gráfica, na qual retoma a mesma temática. Após sua morte, é criada a Casa Raimundo Cela, Centro de Artes Visuais, em Fortaleza, onde ocorre, em 1970, uma mostra de artistas cearenses com o lançamento de uma monografia sobre o artista. Em 2004, é lançado o livro Raimundo Cela: 1890-1954, de autoria de Estrigas, pela editora Pinakotheke.

Análise
A produção de Raimundo Cela permanece isolada, à margem do modernismo e de outros movimentos transformadores nas artes do Brasil. Revela, entretanto, a paisagem e as figuras populares do Ceará, com sensibilidade e inquietação em face das questões sociais de seu tempo. São constantes em sua produção as paisagens litorâneas e as atividades de vaqueiros, pescadores e jangadeiros, pintadas com paleta clara e luminosa.

Destaca-se também sua obra gráfica, que revela domínio técnico da gravura em metal. Trata dos temas recorrentes em sua pintura: paisagens, cenas cotidianas e tipos populares, utilizando o claro-escuro de forma controlada.

Outras informações de Raimundo Cela:

  • Outros nomes
    • Raimundo Brandão Cela
  • Habilidades
    • professor de artes plásticas
    • gravador
    • Pintor

Obras de Raimundo Cela: (3) obras disponíveis:

Exposições (32)

Todas as exposições

Fontes de pesquisa (16)

  • 1º SALÃO nacional de artes plásticas. Rio de Janeiro, RJ: Funarte, 1978. 70 p., il. p&b.
  • ARTE brasileira dos séculos XIX e XX nas coleções cearenses: pinturas e desenhos. Curadoria Max Perlingeiro. Fortaleza: Fundação Edson Queiroz. Espaço Cultural da UNIFOR, 1989. 132 p.
  • ESTRIGAS. Contribuição ao reconhecimento de Raimundo Cela. Prefácio Rubens de Azevedo. Fortaleza: Tukano, 1988. 94p.
  • SOCIEDADE CEARENSE DE ARTES PLÁSTICAS (FORTALEZA, CE). Scap: 50 anos. Fortaleza, 1991. 30p.
  • SOUZA, Wladimir Alves de. Aspectos da arte brasileira. Prefácio João Vicente Salgueiro. Rio de Janeiro: Fun arte, 1981. 132 p.
  • ACQUARONE, Francisco; VIEIRA, Adão de Queiroz. Primores da pintura no Brasil. 2.ed. [Rio de Janeiro]: [s.n.], 1942. [145] p., v. 1.
  • ARTE BRASILEIRA século XX: Galeria Eliseu Visconti: pinturas e esculturas. Rio de Janeiro: MNBA, 1984.
  • BRAGA, Theodoro. Artistas pintores no Brasil. São Paulo: São Paulo Editora, 1942.
  • CAMPOFIORITO, Quirino. A República e a decadência da disciplina neoclássica: 1890-1918. Prefácio Carlos Roberto Maciel Levy. Rio de Janeiro: Pinakotheke, 1983. 80 p. (História da pintura brasileira no século XIX, 5).
  • CAVALCANTI, Carlos (org.). Dicionário brasileiro de artistas plásticos. Brasília: MEC / INL, 1973. v.1: A a C. (Dicionários especializados, 5).
  • CELA, Raimundo. Raimundo Cela (1890-1954): pinturas inéditas. Fortaleza: Multiarte Galeria, 2000. 32 p.
  • CELA, Raimundo. Raimundo Cela: 1890-1990. Fortaleza : Museu de Arte da Universidade Federal do Ceará - MAUC, 1990.
  • ESTRIGAS. Raimundo Cela: 1890-1954. Texto Adir Botelho, Claudio Valério Teixeira; versão em inglês Carolyn Brisset. São Paulo: Pinakotheke, 2004. 416 p., il. p&b. color.
  • LEITE, José Roberto Teixeira. A gravura brasileira contemporânea. Rio de Janeiro: Rio, 1965. 70 p.
  • LEITE, José Roberto Teixeira. Dicionário crítico da pintura no Brasil. Rio de Janeiro: Artlivre, 1988.
  • PONTUAL, Roberto. Dicionário das artes plásticas no Brasil. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1969.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • RAIMUNDO Cela. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2019. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa24123/raimundo-cela>. Acesso em: 26 de Mar. 2019. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7