Artigo da seção pessoas Anelis Assumpção

Anelis Assumpção

Artigo da seção pessoas
Música  
Data de nascimento deAnelis Assumpção: 16-05-1980 Local de nascimento: (Brasil / São Paulo / São Paulo)

Biografia
Anelis Assumpção (São Paulo, SP, 1980). Cantora e compositora. Filha do cantor e compositor Itamar Assumpção (1949-2003), nasce no Bairro da Penha, em São Paulo. Ainda adolescente, é convidada por Alzira E (1957), amiga e parceira de seu pai, para fazer uma participação em seu show. Em 1998, Itamar Assumpção a inclui em sua banda como backing vocal ao lado de Iara Rennó (1977), filha de Alzira E e Carlos Rennó (1956). Anelis integra o grupo vocal Lua Peixe, em 1999, e interpreta canções da compositora maranhense Irene Portela. Concomitantemente, aprende, de forma autodidata, a tocar instrumentos de percussão.

Integra o grupo Dona Zica como percussionista e backing vocal, ao lado de Iara e Andreia Dias, e lança dois álbuns: Composição, em 2003, e Filme Brasileiro, em 2005. O primeiro traz duas composições dela em parceria com Iara Rennó: Piano [Ofídico Fatídico] e Pimenta. Com o fim do grupo, Anelis cria, ao lado de Beto Villares, BNegão, Curumin e Céu, o projeto Cordão da Insônia. Em 2005, grava a canção Milágrimas (Itamar Assumpção/Alice Ruiz), com a própria compositora, para a trilha sonora do espetáculo de dança homônimo de Ivaldo Bertazzo. Zélia Duncan a convida para regravar a música em seu DVD Pré-Pós-Tudo-Bossa-Band, de 2007. Desde então, Anelis investe no trabalho solo, mesclando canções próprias com versões de Beatles, Bob Marley e Itamar Assumpção.

Participa do disco de Tom Zé, Estudando a Bossa (2008), interpretando a faixa Salvador, Bahia de Caymmi. Em 2010, monta o show do disco Sampa Midnight (1988), de Itamar Assumpção, para o lançamento de Caixa Preta - projeto produzido por sua irmã, Serena Assumpção, com uma compilação da obra de seu pai pelo selo Sesc, composto de 12 CDs.

Anelis grava seu primeiro álbum, Sou Suspeita, Estou Sujeita, Não Sou Santa, em 2011, com produção de Zé Nigro. O trabalho conta com a participação vocal de Thalma de Freitas, Céu, Alzira E, Lurdez da Luz, Karina Buhr e Gero Camilo, e com os músicos Curumin (bateria), Gustavo Ruiz (guitarra) e Bocato (trombone). A cantora compõe a maioria das músicas e faz parceria com Beto Villares, Cris Scabello, Luz Marina e Jerry Spíndola. Nesse ano, abre o show internacional Sons of Legends, com Andrew Tosh, Keniatta Hill e Ki-Mani Marley. Canta, com Luiz Melodia, Chiquinha Hey, música que faz parte do CD Bambas Dois (2011), do produtor Bid (Eduardo Bidlovski).

Anelis também é apresentadora de televisão e está à frente dos programas Guerrilha (2003), Eco Prático (2009) e Manos e Minas, com o rapper Max B.O, todos na TV Cultura.

Comentário Crítico
Anelis Assumpção compõe em inglês e português e suas canções mesclam influências do afrobeat, da música de cabaré, do samba, da bossa nova, do dub, do reggae e do rap. Estes dois últimos gêneros são muito presentes em seu trabalho. Suas composições têm como ponto de partida a melodia e estão intimamente ligadas ao canto. Anelis tem influência direta dos compositores da chamada vanguarda paulista, da década de 1980, além de dialogar com os músicos paulistas contemporâneos como Romulo Fróes, Iara Rennó, Andreia Dias, Céu, Leo Cavalcanti, Kiko Dinucci e Tulipa Ruiz.

continuar a leitura do texto Continuar a leitura do texto...

Outras informações de Anelis Assumpção:

  • Outros nomes
    • Anelis Brigo de Assumpção
    • Rennó
  • Habilidades
    • cantor/Intérprete
  • Relações de Anelis Assumpção com outros artigos da enciclopédia:

Eventos relacionados (17)

Fontes de pesquisa (4)

  • ANELIS Assumpção faz show do 1º álbum solo em SP. O Estado de S. Paulo, 9 jun. 2011.
  • ANELIS Assumpção. Barulho Cultural, 23 ago. 2011.
  • Apresentadores do programa "EcoPrático" participam de bate-papo em SP. Folha.com, 11 jun. 2010.
  • Patricia   Palumbo. Vozes do Brasil. Entrevista concedida ao blog do programa Vozes do Brasil da jornalista Patricia Palumbo. Disponível em:  http://patriciapalumbo.com/tag/anelis-assumpcao/ Acesso em: 25 setembro 2012.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • ANELIS Assumpção. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2017. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa239305/anelis-assumpcao>. Acesso em: 14 de Dez. 2017. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7