Artigo da seção pessoas José Leandro de Carvalho

José Leandro de Carvalho

Artigo da seção pessoas
Artes visuais  
Data de nascimento deJosé Leandro de Carvalho: 1770 Local de nascimento: (Brasil / Rio de Janeiro / Itaboraí) | Data de morte 08-11-1834 Local de morte: (Brasil / Rio de Janeiro / Rio de Janeiro)
Imagem representativa do artigo

Dom João VI , início do século 19 , José Leandro de Carvalho
Reprodução fotográfica Jorge Butsuem

Biografia
José Leandro de Carvalho (São João de Itaboraí RJ ca.1770 - Campos dos Goytacazes RJ 1834). Pintor e desenhista. É levado para o Rio de Janeiro pelo seu padrinho, o cirurgião Muzi. Na capital fluminense, estuda com Leandro Joaquim (ca.1738-ca.1798) e Raimundo da Costa e Silva. Com a chegada da corte portuguesa ao Brasil, em 1808, torna-se o principal retratista do período, e representa por diversas vezes dom João VI (1767-1826). Executa também retratos e pinturas para famílias da sociedade carioca. Realiza pintura religiosas, como o painel Ascensão (s.d.), para a Igreja de Bom Jesus do Calvário, no Rio de Janeiro. Pinta o retrato da família real para o altar-mor da antiga capela da Igreja de Nossa Senhora do Carmo, hoje Catedral Metropolitana, painel não mais existente. Faz cenografia para o Teatro de São Pedro e para as cerimônias de coroação de dom João VI e e do imperador dom Pedro I (1798-1834).

Comentário Crítico
O pintor José Leandro de Carvalho é o principal retratista da corte de dom João VI. Como favorito do rei, a quem representa por diversas vezes, pinta ainda retratos de outros membros da nobreza da época como dom Pedro I, a princesa Leopoldina (1797-1826) e dona Maria I, rainha de Portugal. O crítico de arte Gonzaga Duque (1863-1911) afirma que o melhor retrato de dom João VI, presente no Convento de Santo Antonio, no Rio de Janeiro, é realizado por Carvalho, que gradualmente se torna "um pequeno Velásquez"1 da elite imperial.

O historiador da arte Quirino Campofiorito (1902-1993) ressalta que a sua técnica é vigorosa, com um desenho bem acentuado e de notável personalidade. Para ele, a capacidade artística de Carvalho melhor se revela na obra A Família Real em Meio a Anjos e Santos sob a Proteção de Nossa Senhora (ca.1811), painel pintado para o altar-mor da capela da Igreja de Nossa Senhora do Carmo, considerada sua obra-prima.2 Nela, Carvalho retrata a família real, dom João VI e a rainha ajoelhados e os príncipes dom Pedro I e dom Luiz, guiados por um anjo da guarda, em adoração à Virgem do Carmelo.

continuar a leitura do texto Continuar a leitura do texto...

Outras informações de José Leandro de Carvalho:

  • Habilidades
    • pintor
    • cenógrafo

Obras de José Leandro de Carvalho: (1) obras disponíveis:

Exposições (3)

Fontes de pesquisa (16)

  • BATISTA, Nair. Pintores do Rio de Janeiro colonial: notas bibliográficas. In: PINTURA e escultura II. Compilacao Carlos Ott; compilação Joaquim Cardozo, Nair Batista. São Paulo: MEC/IPHAN : FAU/USP, 1978. 157 p., il. p&b. (Textos escolhidos da Revista do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, 8). p.23-38. 709.81033 O89p
  • BATISTA, Nair. Pintores do Rio de Janeiro colonial: notas bibliográficas. In: PINTURA e escultura II. Compilacao Carlos Ott; compilação Joaquim Cardozo, Nair Batista. São Paulo: MEC/IPHAN : FAU/USP, 1978. 157 p., il. p&b. (Textos escolhidos da Revista do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, 8). p.23-38.
  • CAMPOFIORITO, Quirino. História da pintura brasileira no século XIX. Prefácio Carlos Roberto Maciel Levy. Rio de Janeiro: Pinakotheke, 1983. 292 p., il. p&b. color. 759.981034 C198hi
  • CAMPOFIORITO, Quirino. História da pintura brasileira no século XIX. Prefácio Carlos Roberto Maciel Levy. Rio de Janeiro: Pinakotheke, 1983. 292 p., il. p&b. color.
  • DUQUE, Gonzaga. A Arte brasileira. Introdução Tadeu Chiarelli. Campinas: Mercado de Letras, 1995. 270 p. (Arte: ensaios e documentos). 709.81 D946ar
  • DUQUE, Gonzaga. A Arte brasileira. Introdução Tadeu Chiarelli. Campinas: Mercado de Letras, 1995. 270 p. (Arte: ensaios e documentos).
  • ARAÚJO, Emanoel (coord.). Reflexões iconográficas: memória. Texto Jaelson Bitran Trindade, Carlos Eugênio Marcondes de Moura, Maria Cecília França Lourenço, Ruth Sprung Tarasantchi; apresentação Ricardo Ohtake. São Paulo: Pinacoteca do Estado, 1994. 110 p., il. color.
  • ARAÚJO, Emanoel (Coord.). Reflexões iconográficas : memória. São Paulo: Pinacoteca do Estado, 1994. 110 p., il. color. 709.034 R332
  • ARTE no Brasil. Prefácio Pietro Maria Bardi; introdução Pedro Manuel. São Paulo: Abril Cultural, 1979. v. 1, 556 p., il. color. 709.81 A163ar v.1
  • LEITE, José Roberto Teixeira. Dicionário crítico da pintura no Brasil. Rio de Janeiro: Artlivre, 1988. 555 p. R759.981 L533d
  • LEITE, José Roberto Teixeira. Dicionário crítico da pintura no Brasil. Rio de Janeiro: Artlivre, 1988. 555 p.
  • PONTUAL, Roberto. Dicionário das artes plásticas no Brasil. Texto Mário Barata, Lourival Gomes Machado, Carlos Cavalcanti et al. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1969. 559 p. R703.0981 P818d
  • REIS JÚNIOR, José Maria dos. História da pintura no Brasil. Prefácio Oswaldo Teixeira. São Paulo: Leia, 1944. 409 p. 759.981 R375h
  • REIS JÚNIOR, José Maria dos. História da pintura no Brasil. Prefácio Oswaldo Teixeira. São Paulo: Leia, 1944. 409 p.
  • SANTOS, Francisco Marques dos. Artistas do Rio colonial. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1948.
  • SANTOS, Francisco Marques dos. Artistas do Rio colonial . Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1948. 700.98153 S2373a

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • JOSÉ Leandro de Carvalho. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa23700/jose-leandro-de-carvalho>. Acesso em: 19 de Ago. 2018. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7