Artigo da seção pessoas Felix Bernardelli

Felix Bernardelli

Artigo da seção pessoas
Artes visuais  
Data de nascimento deFelix Bernardelli: 08-10-1862 Local de nascimento: (Brasil / Rio Grande do Sul / São Pedro do Sul) | Data de morte 1908 Local de morte: (México / Jalisco / Guadalajara)
Imagem representativa do artigo

Costumes Mexicanos , s.d. , Felix Bernardelli
Reprodução fotográfica Autoria desconhecida

Biografia

Atiliano Félix Bernardelli (São Pedro do Sul, Rio Grande do Sul, 1862 - Guadalajara, México, 1908). Pintor, músico. Provém de uma família de artistas - o avô é escultor; o pai, músico; a mãe, bailarina; um irmão é o escultor Rodolfo Bernardelli (1852-1931); e outro, o pintor Henrique Bernardelli (1858-1936). Muda-se com a família para o Rio de Janeiro, quando os pais são convidados pelo imperador dom Pedro II (1825-1891), a ser preceptores das princesas Isabel (1846-1921) e Leopoldina (1847-1871). Felix Bernardelli segue os passos dos irmãos, ingressa na Academia Imperial de Belas Artes (Aiba) em 1877 e também viaja para Roma a estudo. Divide-se entre a prática da pintura e da música, tendo como instrumento musical o violino. Participa de várias edições da Exposição Geral de Belas Artes, e obtém, em 1894, a medalha de ouro de 3ª classe, com a apresentação, entre outros trabalhos, de Passará Ele?, adquirido na ocasião pelo Museu Nacional de Belas Artes (MNBA). Especializa-se em pintura de cenas de costumes e paisagem. Por volta de 1900, estabelece-se no México (onde seu avô vai executar um busto do presidente Benito Juarez, anos antes) e lá morre prematuramente. Laudelino Freire (1873-1916), em seu livro Um Século de Pintura, publicado em 1915, considera o pintor um dos destaques da "época de desenvolvimento" da pintura brasileira.

Análise

Felix Bernardelli não tem o mesmo papel na vida artística brasileira que seus irmãos Rodolfo e Henrique, cuja contribuição, na passagem do império para a república, é importante quando a Enba busca redimensionar sua missão, em meio a intenso debate. Rodolfo torna-se professor e posteriormente diretor da Enba. Henrique, também professor da Enba, é tido como um artista cuja pintura é portadora de um impulso novo, influenciada pelos macchiaioli e pelo realismo na temática.

É possível enxergar características semelhantes na pintura de Felix Bernardelli, porém com resultados mais convencionais. Passará Ele?, premiada em 1894 na 1ª Exposição Geral de Belas Artes, traz uma moça no momento em que interrompe seus afazeres domésticos para observar o exterior, à espera do amado. A composição é articulada por um forte contraste de luz. O foco, vindo da janela, é rebatido pelo avental branco da moça, acentuando a penumbra do restante do quarto. Apesar de as superfícies serem compostas de manchas de cor, e não de pinceladas que desenhem as formas, o resultado não alcança o efeito de luminosidade característico da técnica da mancha, em que cada superfície de cor emite certa intensidade luminosa.

Em Costumes Mexicanos, s.d., a paleta é clareada, mas o modelado das figuras remete aos padrões da pintura em claro-escuro. Ambas atestam a resistência, comum a muitos artistas do período, de abrir mão por completo da tradição formal mais coerente com os novos propósitos da arte.

Outras informações de Felix Bernardelli:

  • Outros nomes
    • Felix Atiliano Bernardelli
    • Felix Bernardeli
    • Atiliano Bernardelli
    • Atiliano Felix Bernardelli
  • Habilidades
    • Pintor
  • Relações de Felix Bernardelli com outros artigos da enciclopédia:

Obras de Felix Bernardelli: (1) obras disponíveis:

Exposições (14)

Artigo sobre Exposição Retrospectiva dos Irmãos Bernardelli em Comemoração do Centenário de Nascimento do Escultor Rodolfo Bernardelli (1952 : Rio de Janeiro, RJ)

Artigo da seção eventos
Temas do artigo: Artes visuais  
Data de inícioExposição Retrospectiva dos Irmãos Bernardelli em Comemoração do Centenário de Nascimento do Escultor Rodolfo Bernardelli (1952 : Rio de Janeiro, RJ): 1952
Resumo do artigo Exposição Retrospectiva dos Irmãos Bernardelli em Comemoração do Centenário de Nascimento do Escultor Rodolfo Bernardelli (1952 : Rio de Janeiro, RJ):

Eventos relacionados (1)

Artigo sobre sp-arte 2010

Artigo da seção eventos
Temas do artigo: Artes visuais  
Data de iníciosp-arte 2010: 29-04-2010  |  Data de término | 02-05-2010
Resumo do artigo sp-arte 2010:

Fundação Bienal de São Paulo

Fontes de pesquisa (35)

  • 30 Mestres da pintura no Brasil: 30 anos Credicard. Curadoria Luiz Marques. São Paulo: Masp, 2001. CAT-G SPmasp 2001/tr
  • 30 Mestres da pintura no Brasil: 30 anos Credicard. Curadoria Luiz Marques. São Paulo: Masp, 2001.
  • DUQUE, Gonzaga. A Arte brasileira. Introdução Tadeu Chiarelli. Campinas: Mercado de Letras, 1995. 270 p. (Arte: ensaios e documentos). 709.81 D946ar
  • DUQUE, Gonzaga. A Arte brasileira. Introdução Tadeu Chiarelli. Campinas: Mercado de Letras, 1995. 270 p. (Arte: ensaios e documentos).
  • ACQUARONE, Francisco; VIEIRA, Adão de Queiroz. Primores da pintura no Brasil. 2.ed. [Rio de Janeiro]: [s.n.], 1942. [145] p., v. 1. LIV-G 759.981 A186p 2.ed. v.1
  • ACQUARONE, Francisco; VIEIRA, Adão de Queiroz. Primores da pintura no Brasil. 2.ed. [Rio de Janeiro]: [s.n.], 1942. [170] p., v. 2. LIV-G 759.981 A186p 2.ed. v.2
  • ACQUARONE, Francisco; VIEIRA, Adão de Queiroz. Primores da pintura no Brasil. 2.ed. [Rio de Janeiro]: [s.n.], 1942. [170] p., v. 2. LIV-G 759.981 A186p 2.ed. v.2
  • ACQUARONE, Francisco; VIEIRA, Adão de Queiroz. Primores da pintura no Brasil. 2.ed. [Rio de Janeiro]: [s.n.], 1942. [315] p., 2 v.
  • ALUNOS Premiados da Academia Imperial de Belas Artes. Rio de Janeiro: Escola Nacional de Belas Artes, 1955, nº 1
  • ALUNOS Premiados da Academia Imperial de Belas Artes. Rio de Janeiro: Escola Nacional de Belas Artes, 1955, nº 1.
  • BARDI, Pietro Maria. História da arte brasileira artes: pintura, escultura, arquitetura, outras. 2.ed São Paulo: Melhoramentos, 1975. 228 p., il. p&b. color.
  • BARDI, Pietro Maria. História da arte brasileira artes: pintura, escultura, arquitetura, outras. 2.ed São Paulo: Melhoramentos, 1975. 228 p., il. p&b. color. 709.81 B246h 2.ed
  • BROUDE, Norma Freedman. The Troubetzkoy Collection and the Influence of Decamps on the Macchiaioli, The Art Bulletin, Vol. 62, No. 3. (Set., 1980), pp. 398-408. Disponível em: [http://links.jstor.org/sici?sici=0004-3079%28198009%2962%3A3%3C398%3ATTCATI%3E2.0.CO%3B2-K]. Acesso em: maio 2007.
  • CAVALCANTI, Carlos (org.). Dicionário brasileiro de artistas plásticos. Brasília: MEC / INL, 1973. v.1: A a C. (Dicionários especializados, 5). R703.0981 C376d v.1 pt. 2
  • CAVALCANTI, Carlos (org.). Dicionário brasileiro de artistas plásticos. Brasília: MEC / INL, 1973. v.1: A a C. (Dicionários especializados, 5).
  • ENTRE duas modernidades: do Neoclassicismo ao Pós-impressionismo na Coleção do Museu Nacional de Belas Artes. Versão em inglês Renato Rezende. Brasília: Centro Cultural Banco do Brasil, 2004. CAT-G DFccbb 2004
  • ENTRE duas modernidades: do Neoclassicismo ao Pós-impressionismo na Coleção do Museu Nacional de Belas Artes. Versão em inglês Renato Rezende. Brasília: Centro Cultural Banco do Brasil, 2004.
  • Félix Bernardelli en Guadalajara (IV). Disponível em: . Acesso em: 14 out. 2011 Não catalogada
  • Félix Bernardelli en Guadalajara. Disponível em: . Acesso em: 14 out. 2011 Não catalogada
  • FELIX Bernardelli y Su Taller. Guadalajara: Instituto Cultural Cabañas, 1996.
  • FREIRE, Laudelino. Um século de pintura: apontamentos para a história da pintura no Brasil de 1816-1916. Rio de Janeiro: Fontana, 1983. 677 p. 759.981034 F866u
  • FREIRE, Laudelino. Um século de pintura: apontamentos para a história da pintura no Brasil de 1816-1916. Rio de Janeiro: Fontana, 1983. 677 p.
  • GALERIA Irmãos Bernardelli. Apresentação Oswaldo Teixeira. Rio de Janeiro: Museu Nacional de Belas Artes, s.d. [30] p., il. RJmnba [s.d.]/g
  • GALERIA Irmãos Bernardelli. Rio de Janeiro: Museu Nacional de Belas Artes, s.d[30] p., il. p&b.
  • LEITE, José Roberto Teixeira. Dicionário crítico da pintura no Brasil. Rio de Janeiro: Artlivre, 1988. R759.981 L533d
  • LEITE, José Roberto Teixeira. Dicionário crítico da pintura no Brasil. Rio de Janeiro: Artlivre, 1988.
  • MATUTE, Laura González. Félix Bernardelli (1862-1908). Un artista moderno en el Museo Nacional de San Carlos. Discurso Visual. Disponível em: http://discursovisual.cenart.gob.mx/dvweb11/agora/agolaura.htm. Acesso em: 14 out. 2011
  • MOSTRA DO REDESCOBRIMENTO, 2000, SÃO PAULO, SP. Arte do século XIX. Curadoria Luciano Migliaccio, Pedro Martins Caldas Xexéo; tradução Roberta Barni, Christopher Ainsbury, John Norman. São Paulo: Fundação Bienal de São Paulo : Associação Brasil 500 anos Artes Visuais, 2000.
  • MOSTRA DO REDESCOBRIMENTO, 2000, São Paulo, SP. Mostra do Redescobrimento: Brasil 500 anos. Curadoria Nelson Aguilar, Maria Cristina Mineiro Scatamacchia, Eduardo Góes Neves, Cristiana Barreto, Lúcia Hussak Van Velthem, José António Braga Fernandes Dias, Luiz Donisete Benzi Grupioni, Regina Pólo Miller, Emanoel Araújo, Maria Lúcia Montes, Carlos Eugênio Marcondes de Moura, François Neyt, Catherine Vanderhaeghe, Kabengele Munanga, Marta Heloísa Leuba Salum, Myriam Andrade Ribeiro de Oliveira, Luciano Migliaccio, Pedro Martins Caldas Xexéo, Frederico Pernambucano de Mello, Nise da Silveira, Luiz Carlos Mello, Franklin Espath Pedroso, Maria Alice Milliet, Glória Ferreira, Jean Galard, Pedro Corrêa do Lago; apresentação Fernando Henrique Cardoso, Luiz Felipe Palmeira Lampreia, Francisco Weffort, Rafael Greca de Macedo, Marcos Maciel, Edemar Cid Ferreira. São Paulo: Fundação Bienal de São Paulo, 2000. CAT-G SPfb 2000/m
  • O RETRATO na coleção da Pinacoteca. Texto Aracy Amaral. São Paulo: Pinacoteca do Estado, 1976. 20 p., il. p&b.
  • O RETRATO na coleção da Pinacoteca. Texto Aracy Amaral. São Paulo: Pinacoteca do Estado, 1976. 20 p., il. p&b. SPpe 1976/r
  • PINACOTECA do Estado de São Paulo: catálogo geral de obras. Texto de Maria Cecília França Lourenço. São Paulo: Imprensa Oficial do Estado, 1988.
  • PONTUAL, Roberto. Dicionário das artes plásticas no Brasil. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1969. R703.0981 P818d
  • RUBENS, Carlos. Pequena história das artes plásticas no Brasil. São Paulo: Editora Nacional, 1941. (Brasiliana. Série 5ª: biblioteca pedagógica brasileira, 198). NÃO DISPONÍVEL PARA CONSULTA 709.81 R895p Ed. ilust.
  • RUBENS, Carlos. Pequena história das artes plásticas no Brasil. São Paulo: Editora Nacional, 1941. (Brasiliana. Série 5ª: biblioteca pedagógica brasileira, 198).

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • FELIX Bernardelli. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa23071/felix-bernardelli>. Acesso em: 15 de Dez. 2018. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7