Artigo da seção pessoas Auguste Petit

Auguste Petit

Artigo da seção pessoas
Artes visuais  
Data de nascimento deAuguste Petit: 12-06-1844 Local de nascimento: (França / Borgonha / Châtillon-sur-Seine) | Data de morte 1927 Local de morte: (Brasil / Rio de Janeiro / Rio de Janeiro)
Imagem representativa do artigo

Cena de Atelier , 1913 , Auguste Petit
Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Biografia 

Auguste Petit (Chatillon-Sur-Seine, França 1844 - Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 1927). Pintor, professor. Chega ao Brasil em 1864 trazendo o conhecimento artístico adquirido em seu país de origem como aluno do pintor de paisagens Eugène Nesle (1819 - 1871). Fixa-se no Rio de Janeiro, onde realiza paisagens, naturezas-mortas, cenas históricas e, principalmente, retratos, em que se destacam aqueles do casal imperial dom Pedro II (1825 - 1891) e dona Teresa Cristina (1822 - 1889), dos políticos Quintino Bocaiúva (1836 - 1912) e Nilo Peçanha (1867 - 1924), e do maestro Carlos Gomes (1836 - 1896). É premiado em diversas Exposições Gerais de Belas Artes, com destaque para a menção honrosa que recebe em 1882, e as medalhas de prata e de ouro que lhe são concedidas nos anos de 1884 e 1888, respectivamente. Entre 1890 e 1918, o pintor se apresenta regularmente em coletivas promovidas pela Escola Nacional de Belas Artes - Enba, deixando de participar de poucas dessas exposições. Como professor, Petit dá aulas de pintura. Entre os anos de 1880 e 1901 recebe os alunos em seu ateliê, que se localiza em diferentes endereços do Rio de Janeiro ao longo desse período.

Análise

A obra de Auguste Petit, no Brasil, começa a se estabelecer nas duas últimas décadas do Império. Abrange os principais gêneros pictóricos do século XIX, como a paisagem, a natureza-morta, a pintura histórica e o retrato. Petit destaca-se como retratista, realizando pinturas de personalidades da época, como José Teles da Silva, 1880, d. Pedro II, ca.1882, e d. Teresa Cristina, ca.1882, que trazem características semelhantes: os retratados são mostrados levemente de perfil e de meio corpo (rosto, ombros e antebraços) sobre um fundo escuro, dentro de uma forma oval. O artista destaca o rosto e detalhes do traje, como a miniatura da "Ordem da Rosa" e do "Tosão de Ouro", nas lapelas esquerdas de José Teles da Silva e d. Pedro II, respectivamente, e o broche na gola do vestido de d. Teresa Cristina, e revela a importância social do retratado.

Nos anos 1890, Petit mantém algumas características dos retratos que realiza na década anterior, como apresentar o busto do retratado e detalhes da vestimenta, ao mesmo tempo em que pratica mudanças na maneira de representação. Entre elas, aproveitar o espaço retangular da tela (elimina as formas ovais), mostrar o retratado quase de corpo inteiro (retrato de d. Francisca Rosa de Morais, 1894), totalmente frontal (retrato de Charles Morel, 1898), ou sobre fundo claro (Árabe, 1898). A produção de retratos de Auguste Petit mostra a crescente importância do gênero no Brasil oitocentista para a representação da hierarquia social que vai da corte imperial à burguesia.

Outras informações de Auguste Petit:

  • Outros nomes
    • Augusto Petit
  • Habilidades
    • professor de artes
    • Pintor

Obras de Auguste Petit: (3) obras disponíveis:

Exposições (25)

Todas as exposições

Fontes de pesquisa (12)

  • DUQUE, Gonzaga. A Arte brasileira: pintura e esculptura. Rio de Janeiro: H. Lombaerts & C., 1888. 254 p.
  • ACQUARONE, Francisco. Mestres da pintura no Brasil. Rio de Janeiro: Francisco Alves, s.d. 253 p., 15 il. p&b., color.
  • ARTE no Brasil. São Paulo: Abril Cultural, 1979. 2v.
  • BUENO, Alexei. O Brasil do século XIX na Coleção Fadel. Texto Alexei Bueno; versão em inglês Renato Rezende. Rio de Janeiro, 2004. 304 p., il. p&b. color.
  • DUQUE, Gonzaga. Contemporâneos: pintores e esculptores. Rio de Janeiro: Tipografia Benedicto de Souza, 1929.
  • EXPOSIÇÃO de mestres do retrato no Brasil. Apresentação José Roberto Teixeira Leite. São Paulo: VASP Galeria de Arte, 1979.
  • FREIRE, Laudelino. Pedro II e a arte no Brasil Histórico: discurso de recepção no Instituto Histórico. Rio de Janeiro: Imprensa Nacional, 1917.
  • FREIRE, Laudelino. Um século de pintura: apontamentos para a história da pintura no Brasil de 1816-1916. Rio de Janeiro: Fontana, 1983. 677 p.
  • LEITE, José Roberto Teixeira. Dicionário crítico da pintura no Brasil. Rio de Janeiro: Artlivre, 1988.
  • PALACIO Itamaraty - Brasília / Rio de Janeiro. Texto Silvia Escorel, André Aranha Corrêa do Lago, João Hermes Pereira de Araújo. São Paulo: Banco Safra, 1993. 319p. il. color. (Banco Safra).
  • PONTUAL, Roberto. Dicionário das artes plásticas no Brasil. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1969.
  • REIS JÚNIOR, José Maria dos. História da pintura no Brasil. Prefácio Oswaldo Teixeira. São Paulo: Leia, 1944.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • AUGUSTE Petit. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2019. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa22571/auguste-petit>. Acesso em: 17 de Jan. 2019. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7