Artigo da seção pessoas Cabral Teive

Cabral Teive

Artigo da seção pessoas
Artes visuais  
Data de nascimento deCabral Teive: 08-02-1816 Local de nascimento: (Brasil / Rio de Janeiro / Rio de Janeiro) | Data de morte 06-11-1863 Local de morte: (Brasil / Rio de Janeiro / Rio de Janeiro)
Imagem representativa do artigo

Passagem do Exército Brasileiro Pelo Rio Negro , s.d. , Cabral Teive
Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Biografia
Joaquim Lopes de Barros Cabral Teive (Rio de Janeiro RJ 1816 - idem 1863). Pintor, desenhista, cenógrafo e professor, caricaturista. Aluno da primeira turma da Academia Imperial de Belas Artes (Aiba), matricula-se nas aulas de pintura de Debret (1768-1848) e de arquitetura de Grandjean de Montigny (1776-1850), em 1826. Nas duas primeiras mostras de professores e alunos da Aiba, de 1829 e 1830, apresenta cópias de desenhos arquitetônicos de Grandjean de Montigny e duas pinturas, cópias de telas de Félix EmíleTaunay (1795-1881), professor de pintura de paisagem. Participa da Exposição Geral de Belas Artes de 1842 com a obra Naufrágio da "Medusa", que possivelmente se inspira na composição de Le Radeau de La "Méduse", do pintor francês Géricault (1791-1824). Expõe também nas edições de 1843 e 1850. Na primeira, mostra a tela Interior de um Cárcere, que hoje integra o acervo do Museu Nacional de Belas Artes (MNBA). Torna-se professor substituto da cadeira de desenho da Aiba em 1850 e professor catedrático de pintura histórica em 1857, com o falecimento do pintor e professor Corrêa Lima (1878-1974). Sua nomeação é tida como causa do pedido de exoneração do diretor da instituição, Manuel de Araújo Porto-Alegre (1806-1879), que não concorda com a escolha. Cabral Teive leciona na Aiba até 1860. Um ano depois, pinta o teto e painéis laterais para a capela-mor da Igreja de Nossa Senhora Mãe dos Homens, no Rio de Janeiro.

Comentário Crítico
Há apenas uma obra de Cabral Teive em coleção pública. Trata-se de Interior de um Cárcere, óleo que mostra uma arquitetura de calabouço, com colunas e arcos pobremente iluminados. Segundo o crítico Gonzaga Duque (1863-1911), "É uma obra fraca; esbatida e lisa como uma pintura em porcelana, feita por mão pouco amestrada."1 Segundo o crítico Walter Zanini, é uma boa tela que mostra a ligação do romantismo com a cenografia.2 De fato, o quadro lembra a base arquitetônica para uma imagem fantástica de prisão de Giovanni Battista Piranesi (1720-1778), como um cenário vazio para uma ação que ali se desenvolveria.

continuar a leitura do texto Continuar a leitura do texto...

Outras informações de Cabral Teive:

  • Outros nomes
    • Joaquim Lopes de Barros Cabral Teive
    • Joaquim Lopes de Barros Cabral
    • Lopes Cabral
    • Barros Cabral Teive
    • Barros Cabral
  • Habilidades
    • Cenógrafo
    • Caricaturista
    • professor de artes plásticas
    • Pintor

Obras de Cabral Teive: (4) obras disponíveis:

Exposições (10)

Fontes de pesquisa (12)

  • DUQUE, Gonzaga. A Arte brasileira: pintura e esculptura. Rio de Janeiro: H. Lombaerts & C., 1888. 254 p.
  • DUQUE, Gonzaga. A Arte brasileira. Introdução Tadeu Chiarelli. Campinas: Mercado de Letras, 1995. 270 p. (Arte: ensaios e documentos).
  • AYALA, Walmir (org.). Dicionário brasileiro de artistas plásticos. Brasília: MEC / INL, 1980. v.4: Q a Z. (Dicionários especializados, 5).
  • AYALA, Walmir. Dicionário de pintores brasileiros. Rio de Janeiro: Spala, 1992. 2v.
  • FREIRE, Laudelino. Um século de pintura: apontamentos para a história da pintura no Brasil de 1816-1916. Rio de Janeiro: Fontana, 1983. 677 p.
  • LEITE, José Roberto Teixeira. Dicionário crítico da pintura no Brasil. Rio de Janeiro: Artlivre, 1988.
  • LIMA, Herman. História da caricatura no Brasil II. Rio de Janeiro: J. Olympio, 1963. p. 411-828, il. p.b. color.
  • LIMA, Herman. História da Caricatura no Brasil I. Rio de Janeiro: J. Olympio, 1963. 410 p., il. p.b. color.
  • MORALES DE LOS RIOS FILHO, Adolfo. Grandjean de Montigny e a evolução da arte brasileira. Ilustração Arnaldo Pacheco; fotografia Mario Baldi. Rio de Janeiro: Noite, 1941. xv, 315 p., il. p&b.
  • PONTUAL, Roberto. Dicionário das artes plásticas no Brasil. Rio de Janeiro: Civilização Brasileira, 1969.
  • RUBENS, Carlos. Pequena história das artes plásticas no Brasil. São Paulo: Editora Nacional, 1941. (Brasiliana. Série 5ª: biblioteca pedagógica brasileira, 198).
  • ZANINI, Walter (Coord.). História geral da arte no Brasil. São Paulo: Instituto Moreira Salles: Fundação Djalma Guimarães, 1983. v.2.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • CABRAL Teive. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2019. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa22407/cabral-teive>. Acesso em: 25 de Abr. 2019. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7