Artigo da seção pessoas Mauro Restiffe

Mauro Restiffe

Artigo da seção pessoas
Artes visuais  
Data de nascimento deMauro Restiffe: 13-04-1970 Local de nascimento: (Brasil / São Paulo / São José do Rio Pardo)
Imagem representativa do artigo

Sem Título , 1995 , Mauro Restiffe

Biografia

Mauro de Paiva Restiffe (São José do Rio Pardo, São Paulo, 1970). Fotógrafo. Estuda cinema na Faculdade de Comunicação da Fundação Armando Álvares Penteado (Faap), em São Paulo, formando-se em 1993. Neste ano, inicia suas exposições com a participação no 1º Mês Internacional da Fotografia, no Sesc Pompéia, em São Paulo. Em 1994, recebe o Prêmio Estímulo de Fotografia, concedido pela Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo. Estuda fotografia no International Center of Photography, em Nova York, entre 1994 e 1995. Nesse ano e nessa mesma instituição, participa da coletiva One Year Program Students Exhibitions. De volta ao Brasil, expõe em diversas cidades brasileiras, como Rio de Janeiro (Projeto Macunaíma, 1997), Salvador (6º Salão MAM-Bahia, 1997) e Goiânia (Entre o Eu e o Mundo, 1999). É contemplado, em 2000, com a bolsa ApARTES, concedida pelo Ministério da Cultura (MinC). Neste mesmo ano, realiza suas duas primeiras exposições individuais, no Espaço Cultural Sérgio Porto, no Rio de Janeiro, e na galeria Thomas Cohn, em São Paulo. Em 2001, recebe dois prêmios, ambos em Nova York: The Louis Comfort Tiffany Biennial Award e Rema Hort Mann Art Grant. Entre 2001 e 2003, estuda no departamento de artes da Universidade de Nova York.

Análise

Segundo o crítico Dan Cameron, a fotografia de Mauro Restiffe vem se baseando, já há algum tempo, numa espécie de observação oblíqua daquilo que o circunda. Como se o fotógrafo dirigisse seu interesse a imagens que aparentemente revelam pouco, porém na realidade expressam muito. Afastando-se de qualquer tendência da fotografia atual que encene ou manipule as imagens, Restiffe não faz retoques em suas fotos, seja no laboratório, seja pelo uso do computador. Ainda segundo Cameron, o artista fotografa detalhes, fragmentos de experiências visuais, que insistem em sugerir que o que olhamos sem muita atenção pode, frequentemente, revelar tanto quanto aquilo que queremos de fato ver. Para o crítico, essa atitude está ligada à formação de Restiffe em cinema, pois representa um procedimento vagamente cinematográfico de elevar detalhes à experiência essencial. A opção pela fotografia em preto e branco poderia ser compreendida através dessa busca por uma imagem reduzida à essência. Ainda que Restiffe traga traços do cinema para sua fotografia, não há nela qualquer tentativa de criar uma linha narrativa que ligue percepções isoladas. Ao invés disso, a pesquisa deste fotógrafo é pautada pelo questionamento de alguns limites - aquele existente entre as dimensões físicas no espaço, como em O Espelho (1999) ou na série Oclusões (1998); o limite entre fotografia, pintura e escultura, com Vermeer (1998) e Rio (2000); ou ainda o limite entre a anarquia da natureza e a ordem imposta pelo ambiente construído, nas séries Mirante (2003) e Roebling & North 4th (2002).

Outras informações de Mauro Restiffe:

  • Outros nomes
    • Mauro de Paiva Restiffe
  • Habilidades
    • fotógrafo

Obras de Mauro Restiffe: (12) obras disponíveis:

Midias (1)

Mauro Restiffe - Enciclopédia Itaú Cultural
Como conduzir o espectador a ler uma imagem? O fotógrafo paulista Mauro Restiffe tem perseguido essa ideia desde a primeira exposição em São Paulo, em 1993. Desde então, tem tido sucesso na empreitada, com um trabalho elogiado no Brasil e no exterior que revela suas vivências pelo mundo a partir de imagens em preto e branco. Seu olhar apurado à frente de uma câmera 35 milímetros registra desde retratos do cotidiano até paisagens urbanas, tendo como destaque as formas geométricas dos objetos e a relação do sujeito com o entorno: “Tento não me aproximar tanto do assunto, ter uma visão distanciada para melhor compreender o todo e imprimir uma linguagem”, explica. Ao utilizar o método analógico de revelação, ampliação e impressão dos negativos, manipula as imagens de forma a alcançar maiores granulações de cinza, o que faz com que suas composições dialoguem também com o desenho e a pintura.

Produção: Documenta Vídeo Brasil
Captação, edição e legendagem: Sacisamba
Intérprete: Carolina Fomin (terceirizada)
Locução: Júlio de Paula (terceirizado)

Exposições (77)

Artigo sobre Fotógrafos e Fotoartistas na Coleção do Museu de Arte Moderna de São Paulo: fotografia contemporânea brasileira

Artigo da seção eventos
Temas do artigo: Artes visuais  
Data de inícioFotógrafos e Fotoartistas na Coleção do Museu de Arte Moderna de São Paulo: fotografia contemporânea brasileira: 20-05-1999  |  Data de término | 13-06-1999
Resumo do artigo Fotógrafos e Fotoartistas na Coleção do Museu de Arte Moderna de São Paulo: fotografia contemporânea brasileira:

Espaço Porto Seguro de Fotografia

Artigo sobre Entre o Eu e o Mundo...

Artigo da seção eventos
Temas do artigo: Artes visuais  
Data de inícioEntre o Eu e o Mundo...: 22-10-1999  |  Data de término | 13-11-1999
Resumo do artigo Entre o Eu e o Mundo...:

Museu de Arte Contemporânea de Goiás (Goiânia)

Todas as exposições

Eventos relacionados (3)

Artigo sobre sp-arte 2010

Artigo da seção eventos
Temas do artigo: Artes visuais  
Data de iníciosp-arte 2010: 29-04-2010  |  Data de término | 02-05-2010
Resumo do artigo sp-arte 2010:

Fundação Bienal de São Paulo

Artigo sobre sp-arte 2011

Artigo da seção eventos
Temas do artigo: Artes visuais  
Data de iníciosp-arte 2011: 12-05-2011  |  Data de término | 15-05-2011
Resumo do artigo sp-arte 2011:

Fundação Bienal de São Paulo

Fontes de pesquisa (18)

  • ALÉM do arco íris. Curadoria e texto Per Hovdenakk. São Paulo: FAAP, 1998.
  • CANONGIA, Ligia (coord.). Arte Foto. Curadoria Ligia Canongia; tradução Paulo Andrade Lemos. Rio de Janeiro: Centro Cultural Banco do Brasil, 2002.
  • CHIARELLI, Tadeu (org). Alegoria. São Paulo: MAM, [2002].
  • ECOS do século: reflexões do Museu da Imagem e do Som: 30 anos de MIS. Curadoria Miguel Paladino. São Paulo: Museu da Imagem e do Som, [2000].
  • ENTRE o eu e o mundo. Goiânia : MAC, s.d.
  • FOTOGRAFIAS no acervo do Museu de Arte Moderna de São Paulo. São Paulo: MAM, 2002.
  • IDENTIDADE/NÃO identidade: a fotografia brasileira atual. Curadoria Tadeu Chiarelli e Rejane Cintrão; tradução Izabel Murat Burbridge. São Paulo: MAM, 1997.
  • LOBACHEFF, Georgia e BOFFA, Marcelo (Coord.). Fotógrafos e fotoartistas na Coleção do Museu de Arte Moderna de São Paulo: fotografia contemporânea brasileira. Curadoria Georgia Lobacheff. São Paulo: Espaço Porto Seguro de Fotografia, 1999.
  • NOVÍSSIMOS 98. Curadoria Eli Sudbrack, Everton Ballardin, Rubens Mano. São Paulo: Paço das Artes, 1998.
  • PHOTO99@THOMASCOHN.BR. Projeto gráfico José Roberto Freire. São Paulo: Galeria Thomas Cohn, 1999. [14 p.], il. p.b. color.
  • PRATA, Isabella e AYDAR, Bia (org.). Antarctica Artes com a Folha. São Paulo: Cosac & Naify, 1998.
  • RESTIFFE, Mauro. Mauro Restiffe. Tradução Ana Teresa Jardim Reynaud. São Paulo: Galeria Thomas Cohn, 2000.
  • RESTIFFE, Mauro. Mauro Restiffe. São Paulo: Casa Triângulo, [2007].
  • SALÃO DA BAHIA (4. : 1997 : Salvador, BA). IV Salão da Bahia. Salvador: Museu de Arte Moderna da Bahia, 1997.
  • SALÃO NACIONAL DE ARTES PLÁSTICAS, 16., 1998, Rio de Janeiro. 16º Salão Nacional de Artes Plásticas. Curadoria Viviane Matesco, Luiz Camillo Osorio. Rio de Janeiro: Funarte, 1998.
  • SEMANA FERNANDO FURLANETTO, 1., 1998, São João da Boa Vista, SP. 1º Semana Fernando Furlanetto. São João da Boa Vista: Prefeitura Municipal, 1998.
  • SEMANA FERNANDO FURLANETTO, 2., 1999, São João da Boa Vista, SP. 2ª Semana Fernando Furlanetto. Curadoria Fritz. São João da Boa Vista: Prefeitura Municipal, 1999.
  • SEMANA FERNANDO FURLANETTO, 3., 2000, São João da Boa Vista, SP. 3ª Semana Fernando Furlanetto. São João da Boa Vista: Prefeitura Municipal, 2000.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • MAURO Restiffe. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2019. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa21255/mauro-restiffe>. Acesso em: 15 de Jan. 2019. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7