Artigo da seção pessoas Paulo Mendes da Rocha

Paulo Mendes da Rocha

Artigo da seção pessoas
Artes visuais / teatro  
Data de nascimento dePaulo Mendes da Rocha: 25-10-1928 Local de nascimento: (Brasil / Espírito Santo / Vitória)

Biografia
Paulo Archias Mendes da Rocha (Vitória ES 1928). Arquiteto, urbanista, professor. Em 1954, forma-se na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade Presbiteriana Mackenzie, em São Paulo. Filho do engenheiro de portos e vias navegáveis Paulo Menezes Mendes da Rocha, diretor da Escola Politécnica da Universidade de São Paulo - Poli/USP entre 1943 e 1947, tem uma formação familiar ligada à reflexão sobre a relação entre engenharia e natureza. Destaca-se muito cedo, aos 29 anos, ao vencer o concurso para o Ginásio do Clube Atlético Paulistano, 1958, obra que lhe vale o Grande Prêmio Presidência da República na 6ª Bienal Internacional de São Paulo, em 1961. Integra, a partir de então, o grupo que, com a liderança de Vilanova Artigas, constitui a chamada "escola paulista" na arquitetura. Realiza entre 1960 e 1961 projetos de escolas para a rede pública,1 e ingressa como professor na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo - FAU/USP. Datam desse período obras fundamentais, como a sede social do Jockey Club de Goiânia, 1962, o edifício residencial Guaimbê, e a própria residência, 1964, no bairro do Butantã, ambos em São Paulo.

Projeta em 1968, ao lado de Artigas e Fábio Penteado, o Conjunto Habitacional Zezinho Magalhães Prado - Parque Cecap, em Guarulhos, para 50 mil moradores. Em 1969, após o Ato Institucional nº 5 - AI-5, é afastado da FAU/USP, à qual retorna apenas com a anistia, em 1980, como auxiliar de ensino - condição na qual permanece até tornar-se professor titular em 1998, quando é aposentado compulsoriamente, por ter completado 70 anos de idade. Com os direitos profissionais cassados, vence, em 1969, em situação paradoxal, o concurso nacional para o Pavilhão do Brasil na Expo'70, em Osaka: uma grande cobertura de concreto e vidro apoiada em colinas artificiais. No concurso internacional para o Centre Georges Pompidou (Beaubourg), em Paris, em 1971, seu projeto é um dos premiados.

Atuante também no campo da representação de classe, preside o departamento paulista do Instituto dos Arquitetos do Brasil - IAB/SP em duas ocasiões: 1972-1973 e 1986-1987. Entre 1987 e 1988, seus projetos para a Loja Forma e para o Museu Brasileiro da Escultura - MuBE, este também vencedor de um concurso, inauguram uma nova fase de reconhecimento público do seu trabalho. Seguem-se a esses os projetos para o pórtico da Praça do Patriarca, 1992, em São Paulo, a reforma da Pinacoteca do Estado de São Paulo - Pesp, 1993, e o Centro Cultural da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo - Fiesp, 1996.

Em 1996, as editoras Blau, de Portugal, e Gustavo Gilli, da Espanha, lançam, em co-edição, o livro Mendes da Rocha. Seu reconhecimento internacional se intensifica com a Sala Especial Mendes da Rocha na 10ª Documenta de Kassel, na Alemanha, 1997, e com o Prêmio Mies van der Rohe de Arquitetura Latino-Americana, em 2000, pela reforma da Pesp. Com a publicação do livro Paulo Mendes Da Rocha: Bauten Und Projekte, na Europa pela Niggli Verlag, em 2001, e encomendas de projetos na Espanha, recebe o importante Prêmio Pritzker, de 2006, condecoração máxima entre os arquitetos no mundo.

Comentário crítico
Vencedor, em 2006, do Pritzker Prize, considerado o prêmio nobel da arquitetura,2 Paulo Mendes da Rocha não é apenas um dos mais importantes arquitetos brasileiros. É, hoje, um nome de destaque no cenário internacional. O crítico italiano Francesco Dal Co caracteriza a produção de Mendes da Rocha pela combinação ímpar dos seguintes atributos: a "segura racionalidade", a "essencialidade das soluções construtivas", a "intransigência no emprego dos materiais" e o "desprezo pelo supérfluo".3

continuar a leitura do texto Continuar a leitura do texto...

Outras informações de Paulo Mendes da Rocha:

  • Outros nomes
    • Paulo Archias Mendes da Rocha
  • Habilidades
    • professor universitário
    • designer
    • arquiteto
    • arquiteto-urbanista

Espetáculos (1)

Exposições (14)

Eventos relacionados (3)

Fontes de pesquisa (10)

  • ANUÁRIO de teatro 1994. São Paulo: Centro Cultural São Paulo, 1996. 415 p. R792.0981 A636t 1994
  • ARTIGAS, Rosa Camargo (org.). Paulo Mendes da Rocha. Texto Paulo Mendes da Rocha, Guilherme Wisnik; apresentação Edemar Cid Ferreira. São Paulo: Cosac & Naify, 2000. 239 p., il. p&b., color.
  • GRUNOW, Evelise. Estação histórica abre espaço para acervo virtual da língua. Disponível em: [http://www.arcoweb.com.br/arquitetura/arquitetura680.asp]. Acesso em: 18 out. 2006.
  • GRUNOW, Evelise. Partido preserva o térreo livre e concentra programa no subsolo. Disponível em: [http://www.arcoweb.com.br/arquitetura/arquitetura681.asp]. Acesso em: 18 out. 2006.
  • GRUNOW, Evelise. Topografia construída preserva declividade e vegetação natural. Disponível em: [http://www.arcoweb.com.br/arquitetura/arquitetura683.asp]. Acesso em: 18 out. 2006.
  • MACADAR, Andrea. Entrevista com o arquiteto Paulo Mendes da Rocha. Disponível em: [http://www.vitruvius.com.br/entrevista/mendesrocha/mendesrocha_6.asp]. Acesso em: 18 out. 2006.
  • MONTANER, Josep Maria; VILLAC, Maria Isabel (org.). Mendes da Rocha. Lisboa: Blau, 1996.
  • PIÑÓN, Helio. Paulo Mendes da Rocha. São Paulo: Romano Guerra, 2002.
  • SERAPIÃO, Fernando. Revertendo a lógica do ecletismo, passeio público adentra edifício. Disponível em: [http://www.arcoweb.com.br/arquitetura/arquitetura682.asp]. Acesso em: 18 out. 2006.
  • SPIRO, Annette (org.). Paulo Mendes da Rocha - Bauten und Projekte. Zürich: Verlag Niggli, 2002.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • PAULO Mendes da Rocha. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2017. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa20547/paulo-mendes-da-rocha>. Acesso em: 28 de Jul. 2017. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7