Pessoas

Adriana Varejão

Outros Nomes: Adriana Varejão
  • Análise
  • Biografia
    Adriana Varejão (Rio de Janeiro RJ 1964). Pintora. Freqüenta cursos livres na Escola de Artes Visuais do Parque Lage - EAV/Parque Lage, no Rio de Janeiro, entre 1981 e 1985. Faz sua primeira exposição individual em 1988, na Galeria Thomas Cohn, no Rio de Janeiro. Em sua produção, evoca repertório de imagens associadas à história do período colonial brasileiro, como azulejos e mapas. Em obras que se situam entre a pintura e o relevo, emprega freqüentemente cortes e suturas em telas e outros suportes que permitem entrever materiais internos que imitam o aspecto de carne. A artista evoca também o barroco, associando pintura, escultura e arquitetura em seus trabalhos.

    Comentário Crítico
    No fim da década de 1980, Adriana Varejão produz telas com espessas camadas de tinta, tendo como parâmetro as igrejas barrocas brasileiras e sua azulejaria, como em Altar I, 1987. Posteriormente, passa a apropriar-se de imagens da história do Brasil, retomando representações etnográficas de indígenas e negros, como, por exemplo, as ilustrações do livro Viagem Pitoresca e Histórica ao Brasil, de Debret (1768 - 1848), para comentar o processo de miscigenação no país e a violência do processo de colonização. A artista percorre, assim, o repertório de imagens relacionadas ao Período Colonial brasileiro: os azulejos, os mapas e os registros dos viajantes.

    Em outras obras, utiliza cacos de louça e pratos da Companhia das Índias, que são moldados e pintados pela artista, como em Linha do Equinócio II, 1997. Adriana Varejão faz também incisões e suturas em suas telas, como ocorre em Filho Bastardo II, 1997 ou em Parede com Incisões a la Fontana, 2000, nas quais, por meio dos cortes, deixa entrever uma matéria interna, que tem a aparência de carne. Também reproduz em seus quadros fragmentos anatômicos, fazendo referências a esquartejamentos e canibalismo, em obras de grande densidade simbólica.

     

Espetáculo

  • Erwartung

    início: 18/10/2009 - término: 24/10/2009

    Fundação Clóvis Salgado. Palácio das Artes. Grande Teatro

Exposições

Exibir

Eventos

Fontes de Pesquisa

AFRICUS JOHANNESBURG BIENNALE (1. : 1995 : Johannesburg). Africus Johannesburg Biennale: catálogo. Johannesburg: Transitional Metropolitan Council, 1995. 303 p., il. color.

ART Cologne. Rio de Janeiro: Thomas Cohn Arte Contemporânea, 1989. , il. color., fotos.

BRASIL já: Beispiele zeitgenossischer brasilianischer Malerei. Leverkusen: Museum Morsbroich, 1988. 159p. il. p.b. color.

GALERIA de Arte Centro Empresarial Rio 1987. Curadoria Ascânio MMM, Márcio Doctors, Ronaldo do Rego Macedo; texto Ricardo Basbaum, Carlos S. Duarte, Márcio Doctors, Suzi Coralli, Paul Gauguin, Gonçalo Ivo, José Lino Grunewald, José Geraldo Vieira, Mário Pedrosa, Antonio Bento, Frederico Morais, Roberto Pontual, Wilson Coutinho, Marcus de Lontra Costa. Rio de Janeiro: Galeria de Arte Centro Empresarial Rio, 1987. [222] p., il. p.&b.

HERKENHOFF, Paulo. Adriana Varejão, da China brasileira à unificação com o mundo. Galeria Revista de Arte, São Paulo, n.31, pp.24-31,1992.

LAGNADO, Lisette. Adriana Varejão: pintura como fim. Galeria Revista de Arte, São Paulo, n. 11, p. 74-77, 1988.

MOSTRA DO REDESCOBRIMENTO, 2000, SÃO PAULO, SP. Arte contemporânea. Curadoria geral e organização Nelson Aguilar; curadoria Franklin Espath Pedroso; organização Suzanna Sassoun; tradução Arnaldo Marques, Ivone Castilho Benedetti, Izabel Murat Burbridge, Katica Szabó, John Norman. São Paulo: Fundação Bienal de São Paulo : Associação Brasil 500 anos Artes Visuais, 2000. 255 p., il. color. ISBN 85-87742-07-8.

O ESPÍRITO da nossa época: coleção Dulce e João Carlos de Figueiredo Ferraz. Curadoria e texto Stella Teixeira de Barros; curadoria Ricardo Resende; texto João Carlos de Figueiredo Ferraz; versão em inglês Thomas William Nerney, Izabel Murat Burbridge. São Paulo: MAM, 2001. 216 p., il. color.

SALÃO NACIONAL DE ARTES PLÁSTICAS, 9. , Belo Horizonte, 1986. 9º Salão Nacional de Artes Plásticas - Sudeste. Belo Horizonte: Fundação Clóvis Salgado/Palácio das Artes, 1986.

VAREJÃO, Adriana. Azulejões e charques. Texto Paulo Herkenhoff. Brasília: Centro Cultural Banco do Brasil, 2001. [6] p., il. p&b color.

VAREJÃO, Adriana. Azulejões. Texto Adriano Pedrosa; tradução Carolyn Brisset. Rio de Janeiro: Centro Cultural Banco do Brasil, 2001. [42] p., il. color.

VAREJÃO, Adriana. Imagens de troca. Texto Isabel Carlos, Paulo Herkenhoff; tradução Esther Stearns d'Utra e Silva, Brad Cherry. Lisboa: IAC, 1998. s.p. il. color.

VAREJÃO, Adriana. Pintura/Sutura. Texto Paulo Herkenhoff; tradução Esther Stearns d'Utra e Silva; São Paulo: Galeria Camargo Vilaça, 1996. 48p. il., color.