Artigo da seção pessoas Moraes Moreira

Moraes Moreira

Artigo da seção pessoas
Música  
Data de nascimento deMoraes Moreira: 08-07-1947 Local de nascimento: (Brasil / Bahia / Ituaçu)

Biografia
Antonio Carlos Moreira Pires (Ituaçu BA 1947). Compositor, cantor e violonista. Começa na música ainda adolescente, tocando sanfona de 12 baixos. Com pouco tempo de aprendizado anima festas de São João, casamentos e batizados. Em 1963, faz o curso científico na cidade de Caculé, no interior da Bahia, onde conhece diversos violonistas e se apaixona pelo violão. Com 19 anos, muda-se para Salvador com o intuito de fazer o curso de medicina, mas vai estudar música no Seminário de Música da Universidade Federal da Bahia. Na pensão em que mora, conhece os futuros parceiros do grupo Novos Baianos: Paulinho Boca de Cantor e Luiz Galvão. Este o apresenta ao cantor e compositor baiano Tom Zé, professor de violão no seminário, com quem troca informações sobre harmonia e composição.

Seus amigos de pensão começam a elaborar o espetáculo de estreia do grupo Novos Baianos, O Desembarque dos Bichos depois do Dilúvio Universal, em 1968. Contando também com a cantora Baby Consuelo (atual Baby do Brasil) e o guitarrista Pepeu Gomes na formação, o grupo vai para São Paulo participar do 5º Festival da Música Popular Brasileira, da TV Record (1969), defendendo a música De Vera, de Moraes Moreira, com letra de Galvão, de quem se torna parceiro frequente. Em seguida lança o primeiro disco, Ferro na Boneca. Em 1972, grava Acabou Chorare, que vende mais de 100 mil cópias e traz no repertório o samba Brasil Pandeiro, de Assis Valente, além das composições próprias do grupo.

Moraes Moreira decide deixar os Novos Baianos e parte para a carreira solo, em 1975. Seu primeiro parceiro nessa caminhada é o guitarrista Armandinho. Toca com o trio elétrico de Dodô e Osmar (pai de Armandinho) em 1976, sendo o primeiro cantor de trio elétrico. Faz grande sucesso com a marchinha Pombo Correio, parceria com Dodô e Osmar, e é apontado como um dos principais responsáveis pelo crescimento do carnaval de rua em Salvador.

Lança Lá Vem o Brasil Descendo a Ladeira, em 1979, com canções em parceria com Pepeu Gomes, Jorge Mautner, Antonio Rizério, Abel Silva, Fausto Nilo, Armandinho e Oswaldinho do Acordeon. Sua música Santa Fé, parceria com o poeta Fausto Nilo, é tema de abertura da novela Roque Santeiro, de Dias Gomes, censurada pelo governo militar em 1975 e exibida pela Rede Globo em 1985.

Em 1997, reúne o grupo Novos Baianos, que lança o disco ao vivo Infinito Circular, com canções dos discos anteriores e algumas inéditas. Dez anos mais tarde, Moraes Moreira publica o livro A História dos Novos Baianos e Outros Versos, escrito em linguagem de cordel, conta a história dos Novos Baianos.

Comentário crítico
O diálogo entre gêneros musicais é  a marca da trajetória artística de Moraes Moreira. Ao começar a carreira, seu estilo tende para o rock, mas nutre também paixão pelo samba e pelo choro, e aponta nomes como Braguinha, Lamartine Babo, Zé Kéti e Jacob do Bandolim como seus maiores inspiradores. Sua obra dialoga com as produções de Roberto Carlos, Jimi Hendrix, e com a estética do tropicalismo, proposto por Gilberto Gil, Caetano Veloso, Tom Zé e outros artistas. Tais referências estão presentes em Ferro na Boneca, primeiro disco do seu grupo Os Novos Baianos, que, nos anos 1960, vive numa espécie de comunidade alternativa.

continuar a leitura do texto Continuar a leitura do texto...

Outras informações de Moraes Moreira:

  • Outros nomes
    • Antônio Carlos Moraes Pires
  • Habilidades
    • cantor/Intérprete
    • compositor

Eventos relacionados (2)

Fontes de pesquisa (5)

  • GALVÃO, Luiz. Anos 70: novos e baianos. São Paulo: Editora 34, 1997.
  • MOREIRA, Moraes. Entrevista concedida pelo cantor e compositor a Marcelo Fróes. In: International Magazine, n. 33, Ano VII, jan. 1997.
  • MOREIRA, Moraes. Entrevista concedida pelo cantor e compositor ao jornalista Leandro Souto Maior. Rio de Janeiro, 22 ago. 2009.
  • MOREIRA, Moraes. Site Oficial do artista. Disponível em: <www2.uol.com.br/moraesmoreira>. Acesso em: 21 set. 2009.
  • MOREIRA, Moraes. A história dos novos baianos e outros versos. Rio de Janeiro: Língua Geral, 2007.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • MORAES Moreira. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2017. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa15192/moraes-moreira>. Acesso em: 20 de Out. 2017. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7