Artigo da seção pessoas Gabriel Bolaffi

Gabriel Bolaffi

Artigo da seção pessoas
Artes visuais  
Data de nascimento deGabriel Bolaffi: 1934 Local de nascimento: (Itália / Piemonte / Turim) | Data de morte 2011 Local de morte: (Brasil / São Paulo / São Paulo)

Biografia
Gabriel Bolaffi (Turim Itália 1934 - São Paulo SP 2011). Sociólogo e professor. Migra para São Paulo aos cinco anos de idade, fugindo com a família da perseguição nazista aos judeus. Em 1956, ingressa no curso de ciências sociais da Faculdade de Filosofia Ciências e Letras da Universidade de São Paulo (FFCL/USP). Inicia a carreira docente, em 1960, na mesma universidade. Dois anos depois, é convidado a integrar o núcleo de Fundamentos Sociais e Econômicos da Arquitetura e do Urbanismo da Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo (FAU/USP), parte do bloco de disciplinas Estudos Sócio-Econômicos, criado pela reforma de ensino de 1962. O sentido e a importância dessas disciplinas para a formação dos arquitetos são discutidos na comunicação "As disciplinas sócio-econômicas no quadro dos principais problemas do ensino da arquitetura no Brasil", apresentada no 1º Encontro de Professores de História da Arquitetura e Teorização (1975), ocorrido em Salvador. Faz o doutorado na Universidade de Washington de 1965 a 1968, apresentando na FAU/USP a tese Aspectos sócio-econômicos do Plano Nacional de Habitação (1972), orientada por Juarez Brandão Lopes (1925-2011).

É professor visitante na Universidade de Sussex, Inglaterra (1976-1977), e na Universidade de Nova York (1988), aposentando-se na FAU/USP, onde desenvolve pesquisas sobre habitação e a produção da cidade. É autor dos livros A casa das ilusões perdidas: aspectos sócio-econômicos do Plano Nacional de Habitação (1977), versão revista de sua tese de doutorado; A Saga da Comida (2000), livro de receitas e história e O Legado de Renata, romance autobiográfico. Publica artigos que se tornam clássicos na área de arquitetura, tais como: "Habitação e urbanismo: o problema e o falso problema" (1979), escrito originalmente para o Simpósio de Habitação da 27ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) (1975), e "Para uma nova política habitacional e urbana" (1980), além de textos no Caderno 2 do jornal O Estado de S. Paulo e Mais da Folha de S. Paulo. Ao lado da atividade acadêmica, trabalha na Empresa Municipal de Urbanização (Emurb) e na Companhia Metropolitana de Habitação (Cohab).

Comentário crítico
Gabriel Bolaffi se destaca entre aqueles que desde a década de 1970 se dedicam a formular uma teoria capaz de explicar o intenso e desigual processo de modernização e urbanização brasileiro. Formado em sociologia, integra, em 1962, o quadro de professores da FAU/USP, onde desenvolve sua tese de doutorado Aspectos sócio-econômicos do Plano Nacional de Habitação (1972), cuja análise é retomada no artigo "Habitação e urbanismo: o problema e o falso problema" (1979). Tomando o contexto de criação do Plano Nacional de Habitação Popular, nos anos 1960, e os resultados dessa iniciativa, que se revela desastrosa e insuficiente em menos de dez anos, Bolaffi afirma que "a necessidade de melhorar as condições habitacionais das populações urbanas de baixa renda, é formulada" como um falso problema, motivo pelo qual o Banco Nacional de Habitação (BNH), "não só jamais tomou qualquer medida eficiente no sentido de organizar a indústria da construção civil e aumentar a produtividade, como na realidade desempenhou funções totalmente alheias aos seus objetivos manifestos". Do seu ponto de vista, "ao transferir para a iniciativa privada todas as decisões sobre a localização e a construção das habitações que financia" o BNH gera "uma cadeia de negociatas inescrupulosas" que "se inicia com a utilização de terrenos inadequados e mal localizados, prossegue na construção de edificações imprestáveis e se conclui com a venda da casa a quem não pode pagá-la, por preços freqüentemente superiores ao valor de mercado".1 Por isso, o verdadeiro objetivo do BNH seria drenar para o setor privado os recursos públicos recolhidos com o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS), com o intuito de "alimentar o mecanismo de acumulação e concentração de renda" no país.

continuar a leitura do texto Continuar a leitura do texto...

Outras informações de Gabriel Bolaffi:

  • Habilidades
    • sociólogo
    • professor universitário

Fontes de pesquisa (13)

  • ARANTES, Pedro Fiori. Marxistas e a cidade de São Paulo nos anos de 1970. Novos Estudos Cebrap, São Paulo, n. 83, p. 103-127, mar. 2009.
  • BERTONI, Estêvão. Gabriel Bolaffi (1934-2011) - A saga do sociólogo e da comida. Folha de S. Paulo, São Paulo, dez. 2011. Seção Cotidiano. Disponível em: <http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/942674-gabriel-bolaffi-1934-2011---a-saga-do-sociologo-e-da-comida.shtml>. Acesso em: dez. 2011.
  • BOLAFFI, Gabriel. A casa das ilusões perdidas: aspectos sócio-econômicos do Plano Nacional de Habitação. São Paulo: Brasiliense: Cebrap, 1977.
  • ROLNIK, Raquel; CYMBALISTA, Renato e NAKANO, Kazuo. Solo urbano e habitação de interesse social: a questão fundiária na política habitacional e urbana do país. Blog da Raquel Rolnik, jun. 2008. Disponível em: <http://www.usp.br/srhousing/rr/docs/solo_urbano_e_habitacao_de_interesse_social.pdf>. Acesso em: dez. 2011.
  • ______. A saga da comida. São Paulo: Record, 2000. 714 p.
  • ______. Aspectos sócio-econômicos do Plano Nacional de Habitação. 1972. 163 f. Tese (Doutorado em Arquitetura e Urbanismo) - Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo, São Paulo, 1972.
  • ______. O legado de Renata. São Paulo: Perspectiva, 2006. 304 p.
  • ______. Papel da renda fundiária nos processos de concentração de renda urbana. São Paulo: Fundap, 1978.
  • ______. Arquitetura do poder e o poder da arquitetura. , 1985. p.144-7. Projeto, São Paulo, n.81, p.144-7, nov. 1985.
  • ______. Habitação e urbanismo: o problema e o falso problema. Comunicação apresentada para o Simpósio de Habitação da XXVII Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência. Salvador: S.N., p. 1-34, 1975.
  • ______. Habitação e urbanismo: o problema e o falso problema. In: MARICATO, Ermínia (Org.). A Produção capitalista da casa (e da cidade) no Brasil industrial. São Paulo: Editora Alfa-Omega, 1979. 166 p
  • ______. Mitos sobre o problema de habitação. Espaço e Debates, São Paulo, n.17, p.24-32, 1986.
  • ______. Para uma nova política habitacional e urbana. In: VALLADARES, Licia do Prado (Org.). Habitação em questão. Rio de Janeiro: Zahar, 1980. 196 p.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • GABRIEL Bolaffi. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa14574/gabriel-bolaffi>. Acesso em: 23 de Mai. 2018. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7