Artigo da seção pessoas Marcelo Tas

Marcelo Tas

Artigo da seção pessoas
Teatro / literatura  
Data de nascimento deMarcelo Tas: 1959 Local de nascimento: (Brasil / São Paulo / Ituverava)

Biografia
Marcelo Tristão Athayde de Souza (Ituverava, SP, 1959). Jornalista, ator, diretor e roteirista. Conhecido como Marcelo Tas, acrônimo dos seus sobrenomes. Muda-se no final da década de 1970 para São Paulo, onde se forma em engenharia civil na Escola Politécnica da Universidade de São Paulo (Poli/USP), em 1983. Na faculdade, faz parte da chapa Beleza Pura, editando o jornal de humor anarquista Cê-Viu? e, em 1980, começa a cursar comunicação social na Escola de Comunicações e Artes (ECA), também da USP, mas não conclui a graduação.

Formado e ainda morando em São Paulo, ingressa no Centro de Pesquisa Teatral (CPT), do dramaturgo Antunes Filho (1929). Na mesma época, conhece Fernando Meirelles (1955), Marcelo Machado (1958), Paulo Morelli (1956) e Beto Salatini – jovens formados na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo (FAU/USP), que haviam acabado de fundar uma das primeiras produtoras independentes de vídeo do Brasil: a Olhar Eletrônico. Seu trabalho junto à Olhar Eletrônico o leva a iniciar a carreira como ator na televisão, criando seus primeiros personagens que o tornam conhecido: o repórter Ernesto Varela e o apresentador Bob Mac Jack, do programa Crig-Rá, da TV Gazeta.

Em 1987, morando no Rio de Janeiro a trabalho para o Vídeo Show, da TV Globo, Tas é premiado com uma bolsa de estudos da Fundação Fullbright para cinema e televisão na Tisch School os Arts, parte da New York University (NYU), onde se estabelece por um ano. De volta ao Brasil, compõe, entre 1989 e 1992, a equipe do programa infantil Rá-Tim-Bum, da TV Cultura, atuando na direção, roteiro e como ator com o personagem Professor Tibúrcio. Depois, no Castelo Rá-Tim-Bum (1994-1997), interpreta o personagem Telekid. Além disso, é roteirista do Programa Legal (1991-1992, TV Globo); diretor e roteirista de Netos do Amaral, na MTV Brasil; diretor de criação do Telecurso 2000, entre 1995 e 1997, na Fundação Roberto Marinho; e âncora do programa Vitrine, na TV Cultura, entre 1998 e 2003.

É colunista do caderno Link, do Estado de S. Paulo, entre 2004 e 2005. Em 2006, cria e dirige o espetáculo multimídia ZAP – O Resumo da Ópera, para a série de pocket óperas do Sesc São Paulo. Desde 2008, é apresentador do programa CQC – Custe o que Custar, na Rede Bandeirantes.

Tem dois livros publicados: Nunca Antes na História deste País, 2009, que reúne frases do ex-presidente Lula durante seu mandato e É Rindo que se Aprende, 2011, que compila uma entrevista concedida ao jornalista Gilberto Dimenstein (1956) sobre educação e comunicação.

Comentário crítico
O trabalho de Marcelo Tas destaca-se principalmente nas áreas de comunicação social, novas tecnologias e educação – principalmente para o público infantil –, sempre permeadas por um traço característico de informalidade e humor.

continuar a leitura do texto Continuar a leitura do texto...

Outras informações de Marcelo Tas:

  • Outros nomes
    • Marcelo Tristão Athayde de Souza
    • Marcelo Taz
    • Ernesto Varela
  • Habilidades
    • Ator
    • jornalista
    • diretor
    • Roteirista

Espetáculos (1)

Exposições (2)

Eventos relacionados (11)

Fontes de pesquisa (10)

  • BRESSANE, Ronaldo. Páginas negras: careca de saber. Revista Trip, n. 166. São Paulo: Trip Editora, mai. 2008.
  • CASTRO, Rui. No ar, o trapalhão Ernesto Varela. Folha de S.Paulo, São Paulo, 24 jun. 1984.
  • CHARLAB, S.; CREMACIO, C. Marcelo Tas voltou. Publicado originalmente na revista UM, ed. 41, editora Símbolo. Disponível em: http://www.selecoes.com.br/marcelo_tas_voltou. Acesso em: set./out. 2013.
  • FRANÇA, Carla. Tas invade o Fantástico. O Estado de S. Paulo, São Paulo, 15 mar. 1998.
  • HAMA, Lia. Ernesto Varela, o repórter. Revista Trip, n. 221. Trip Editora, São Paulo, mai. 2013.
  • MARSIAJ, Angela. Globo contrata Marcelo Tas. Folha de S.Paulo, São Paulo, 21 fev. 1997.
  • PRIOLLI, Gabriel. No ar, inteligência e ritmo. Folha de S.Paulo, caderno Acontece, São Paulo, 27 nov. 1984.
  • SASSA, Yone. A despedida de Marcelo e sua turma. Jornal da Tarde, São Paulo, 10 jul. 1987.
  • TAS, Marcelo. Site oficial. Disponível em: http://marcelotas.terra.com.br/. Acesso em: out./nov. 2013.
  • TINOCO, Pedro. MTV chega à fronteira. Jornal do Brasil, São Paulo, 22 dez. 1990.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • MARCELO Tas. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2019. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa14401/marcelo-tas>. Acesso em: 13 de Dez. 2019. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7