Artigo da seção pessoas Francis Hime

Francis Hime

Artigo da seção pessoas
Música / teatro  
Data de nascimento deFrancis Hime: 31-08-1939 Local de nascimento: (Brasil / Rio de Janeiro / Rio de Janeiro)

Biografia

Francis Victor Walter Hime (Rio de Janeiro RJ 1939). Compositor, pianista, arranjador, maestro, cantor. Começa a estudar piano aos 6 anos, com a professora Carmem Manhães, no Conservatório Brasileiro de Música, no Rio de Janeiro. De 1955 a 1959, estuda em Lausanne, Suíça, e desenvolve o interesse pela música erudita romântica, que, posteriormente, marca sua produção. Quando volta ao Brasil, tem aulas com os pianistas Tomás Terán (1896 - 1964) e Wilma Graça (1928 - 1988).

Frequenta, em 1962, as reuniões na casa do poeta Vinicius de Moraes em Petrópolis, Rio de Janeiro, e conhece Carlos Lyra, Baden Powell, Edu Lobo, Marcos Valle, Wanda Sá, Dori Caymmi. Em 1963 inicia uma parceria com Vinicius com a canção Sem mais Adeus, gravada por Wanda Sá, Tamba Trio, Dóris Monteiro e Elizeth Cardoso.

Nos anos 1960 apresenta-se em shows e participa de vários festivais de música popular, entre eles o 1º Festival de Música Popular Brasileira da TV Excelsior, São Paulo, em 1965, com a música Por um Amor Maior, parceria com o cineasta Ruy Guerra, interpretada por Elis Regina. Grava seu primeiro LP instrumental, Os Seis em Ponto, em 1965. No ano seguinte, faz a direção musical e os arranjos do show Pois É, no Teatro Opinião, no Rio de Janeiro, com Vinicius de Moraes, Gilberto Gil e Maria Bethânia. Em 1968, divide com Dori Caymmi a direção musical de Dura Lex, Sed Lex, no Cabelo só Gumex, peça teatral do dramaturgo Oduvaldo Vianna Filho, e escreve a música para o filme O Homem que Comprou o Mundo, dirigido por Eduardo Coutinho.

Em 1969 casa-se com a cantora Maria Olívia Leuenroth, que adota o nome artístico de Olívia Hime, e vai para os Estados Unidos, onde reside até 1973. Nesse período estuda orquestração com Albert Harris, regência com Roy Rogosin, composição com Paul Glass (1934) e trilha sonora para filmes com Lalo Schifrin (1932), Hugo Friedhopfer (1901 - 1981) e David Raksin (1912 - 2004).

Retorna ao Brasil em 1973 e grava o LP Francis Hime, pela Odeon. Faz parte desse disco a música Atrás da Porta, composta em parceria com Chico Buarque, grande sucesso na voz de Elis Regina. Escreve trilha sonora para filmes nacionais, como A Estrela Sobe (1974), de Bruno Barreto; Lição de Amor (1975), de Eduardo Escorel - que no Festival de Cinema de Gramado recebe o Kikito de melhor trilha sonora e o Prêmio Coruja de Ouro do Instituto Nacional de Cinema (INC), de melhor trilha de cinema do ano -; Dona Flor e Seus Dois Maridos (1976), de Bruno Barreto, dividindo com Chico Buarque mais um Kikito de ouro.

Compõe músicas para as peças de teatro O Rei de Ramos (1979), de Dias Gomes e direção de Flávio Rangel, em parceria com Chico Buarque; O Banquete (1982), de Mário de Andrade, com direção de Camilla Amado; Tá Ruço no Açougue (1985), uma adaptação de Santa Joana dos Matadouros, de Bertolt Brecht, direção de Antonio Pedro.

A partir dos anos 1980, também compõe peças eruditas. Em 1986, escreve a Sinfonia nº 1, dois anos mais tarde, Carnavais para Coro Misto e Orquestra, com texto de Geraldo Carneiro. Rege pela primeira vez, em 1993, a Sinfonia nº 1, à frente da Orquestra Sinfônica Brasileira, no Rio de Janeiro.

Em 2000 compõe a Sinfonia do Rio de Janeiro de São Sebastião com textos de Geraldo Carneiro e Paulo Cesar Pinheiro, projeto idealizado por Ricardo Cravo Albin. Dois anos mais tarde, no CD Choro Rasgado, grava a canção Jardim Botânico, em homenagem ao compositor Tom Jobim. Nesse ano, tem seu songbook publicado pela Lumiar Editora.

Lança Francis ao Vivo, em CD e DVD, em 2007. Estreia em 2009, na Sala São Paulo, o Concerto para Violão e Orquestra, com o violinista Fábio Zanon como solista, a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo (Osesp) e regência da mexicana Alondra de La Parra.

 

Comentário Crítico

Francis Hime, juntamente com os compositores Edu Lobo, Marcos Valle, Dori Caymmi, Joyce Moreno e a cantora Wanda Sá, faz parte do grupo da chamada segunda geração da bossa nova. É dono de uma grande e diversificada obra, está sempre envolvido em novos projetos. Utiliza elementos da música popular e da clássica, estabelecendo a ponte entre essas duas formas de composição.

continuar a leitura do texto Continuar a leitura do texto...

Outras informações de Francis Hime:

  • Outros nomes
    • Francis Victor Walter Hime
  • Habilidades
    • compositor
    • arranjador
    • regente/maestro
    • pianista
    • cantor/Intérprete

Espetáculos (7)

Eventos relacionados (1)

Fontes de pesquisa (13)

  • FRANCIS Hime. Site Oficial do Artista. Disponível em < http://www.francishime.com.br/> Acesso em 10 de janeiro de 2010.
  • HIME, Francis. O tempo das palavras... Imagem - CD Duplo, Francis Hime, Biscoito Fino, 2009.
  • HIME, Francis. Sinfonia do Rio de Janeiro de São Sebastião - Francis Hime, com letras de Geraldo Carneiro e Paulo Cesar Pinheiro. Argumento - Ricardo Cravo Albin. Orquestra Sinfônica sob regência de Francis Hime - DVD. Biscoito Fino, Rio de Janeiro, 2000.
  • HOMEM DE MELLO, Zuza. A era dos festivais - uma parábola. São Paulo: Editora 34, 2003.
  • MOTTA, Nelson. Noites tropicais. Rio de Janeiro: Editora Objetiva, 2000.
  • RIBEIRO, Solano. Prepare seu coração. São Paulo: Geração Editorial, 2003.
  • Francis Hime. In: DICIONÁRIO Cravo Albin da Música Popular Brasileira. Rio de Janeiro: Instituto Cultural Cravo Albin, 2002. Disponível em: [http://www.dicionariompb.com.br/francis-hime]. Acesso em: 20 dez. 2009.
  • CASTRO, Ruy. Chega de saudade: a história e as histórias da bossa nova. São Paulo: Companhia das Letras, 1990.
  • CAMPOS, Augusto de. Balanço da bossa e outras bossas. São Paulo: Editora Perspectiva, 1968.
  • MARCONDES, Marcos Antônio. Enciclopédia da música brasileira: erudita, folclórica, popular. 2. ed., rev. ampl. São Paulo: Art Editora : Itaú Cultural, 1998. 912 p. R780.981 M321e 2.ed.
  • Programa do Espetáculo - Belas Figuras,SP - 1983. Não catalogado
  • SEVERIANO, Jairo e MELLO, Zuza Homem de. A Canção no tempo II: 85 anos de músicas brasileiras (1958-1985). São Paulo: Editora 34, 1998. v. 2 . 367 p. (Ouvido Musical) 
  • TATIT, Luiz. O século da canção. São Paulo: Ateliê Editorial, 2004.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • FRANCIS Hime. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2017. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa12528/francis-hime>. Acesso em: 27 de Mai. 2017. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7