Artigo da seção pessoas Hélio Ziskind

Hélio Ziskind

Artigo da seção pessoas
Música / teatro / artes visuais  
Data de nascimento deHélio Ziskind: 06-09-1955 Local de nascimento: (Brasil / São Paulo / São Paulo)

Biografia

Hélio Celso Ziskind (São Paulo SP 1955). Compositor, arranjador, multi-instrumentista, cantor, produtor musical. Começa a ter aulas particulares de violão com cerca de 7 anos. Por volta dos 17, familiarizado com o universo da música popular brasileira, conhece os irmãos Paulo e Luiz Tatit. Com eles funda o grupo Rumo, em 1974, e atua como flautista, saxofonista, arranjador e, esporadicamente, compositor. No ano seguinte, ingressa no curso de composição da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA/USP), e se forma em 1980. Monta o próprio estúdio e começa a compor trilhas e jingles para rádio e televisão em 1983. Também dá aulas de música para crianças e cria, com fins didáticos, suas primeiras canções. Em 1986, produz em fita cassete (mais tarde reeditada em CD) O Som e o Sint, que acompanha o livro O Som e o Sentido, de José Miguel Wisnik. Em 1988, grava com o Rumo o quinto disco do grupo, Quero Passear, dedicado ao público infantil. Nele é incluída sua canção A Noite no Castelo, vencedora do Prêmio Sharp de melhor canção infantil. Participa, em 1993, da concepção e implementação do Laboratório de Linguagens Sonoras do programa de pós-graduação em comunicação e semiótica da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (PUC/SP), trabalhando com música eletrônica. No período entre 1985 e 1993, compõe para diversos programas da TV Cultura e se torna especialmente conhecido por seu trabalho na grade infantil, com os programas Glub-Glub, Cocoricó, Castelo Rá-Tim-Bum e X-Tudo. Algumas das canções criadas para esses programas são compiladas em seu primeiro disco infantil, Meu Pé Meu Querido Pé (MCD, 1997), vencedor do Prêmio Sharp 1998 de melhor CD infantil e melhor canção infantil para Sono de Gibi. O segundo CD, O Gigante da Floresta: Uma Viagem Musical de Hélio Ziskind, destinado às crianças, lançado em 2000, também pela MCD. No ano seguinte, realiza o projeto Lá Vem Pipoca, do qual resultam um site, uma coleção de discos e diversos shows. Lança o CD Cantigas de Roda (MCD/Lua Discos) em 2004, e volta a se reunir com o Rumo para uma série de shows. Dois anos depois, sai seu quarto CD infantil, Trem Maluco e Outras Cantigas de Roda (MCD). Grava com a cantora Fortuna o CD Na Casa de Ruth (selo Sesc), em 2008, para o qual musica poemas de Ruth Rocha. Lança com o Rumo o CD Sopa Concha (Biscoito Fino) em 2010.

 

Comentário crítico

Hélio Ziskind tem apenas três canções gravadas pelo Rumo: Satélite e Um Beijo (ambas no disco Rumo, de 1981) e Sob o Domínio do Frevo (parceria com Luiz Tatit, gravada no álbum Diletantismo, de 1982). A participação no grupo, no entanto, influencia profundamente sua maneira de compor e arranjar. Desde o início, a banda evita criar ou imitar um estilo específico. Em vez disso, procura encontrar a "essência" de cada composição, para só então elaborar seu arranjo e interpretação. Do mesmo modo, as obras de Ziskind não se vinculam a nenhum movimento ou tendência musical, mas à preocupação em transmitir determinado conteúdo, valendo-se para isso dos mais variados estilos. O canto falado, outra característica do Rumo, também é utilizado em várias composições, como a abertura do programa X-Tudo ou as canções Sono de Gibi e Porque Sim Não É Resposta. Por outro lado, ele critica o aspecto rítmico das composições do grupo, cuja ênfase na melodia entoativa acaba por menosprezar a importância do bit (batida constante). As excessivas e bruscas mudanças de compasso e de andamento nos discos do Rumo (uma clara influência da música de vanguarda do século XX, que apregoa não só o fim do tonalismo, mas também da regularidade rítmica) dificultam uma fruição corporal, não intelectualizada das canções. Nutrindo enorme admiração pelo minimalismo de compositores norte-americanos como Philip Glass e Steve Reich - sobre quem produz uma série de programas na Rádio Cultura FM, em 1985 -, Ziskind procura, em sua carreira solo, reconciliar-se com o bit, compondo jingles e canções em que o pulso constante é bastante evidente.

continuar a leitura do texto Continuar a leitura do texto...

Outras informações de Hélio Ziskind:

  • Outros nomes
    • Hélio Celso Ziskind
  • Habilidades
    • arranjador
    • cantor/Intérprete
    • compositor
    • produtor musical
    • Instrumentista

Espetáculos (3)

Exposições (4)

Eventos relacionados (1)

Fontes de pesquisa (4)

  • DICIONARIO Cravo Albin da Música Popular Brasileira. Helio Ziskind. Disponível em: <www.dicionariompb.com.br/helio-ziskind>. Acesso em: 13 nov. 2010.
  • ZISKIND, Helio. Entrevista ao programa Letras e Leituras, da Rádio Eldorado. São Paulo, 18 mar. 2009. Disponível em: <www.letraseleituras.com.br/entrevistas/?a=helio_ziskind>. Acesso em: 20 nov. 2010.
  • ZISKIND, Helio. Entrevista concedida pelo músico ao site Gafieiras. São Paulo, 21 set. 2004. Disponível em: <www.gafieiras.com.br>. Acesso em: 18 nov. 2010.
  • OLIVEIRA, Laerte Fernandes de. Em um porão de São Paulo: o Lira Paulistana e a produção alternativa. São Paulo: Annablume , 2002.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • HÉLIO Ziskind. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2017. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa12411/helio-ziskind>. Acesso em: 28 de Jun. 2017. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7