Artigo da seção pessoas Arthur Omar

Arthur Omar

Artigo da seção pessoas
Artes visuais / cinema  
Data de nascimento deArthur Omar: 12-03-1948 Local de nascimento: (Brasil / Minas Gerais / Poços de Caldas)
Imagem representativa do artigo

Atos de Diamante , 1998 , Arthur Omar

Biografia
Arthur Omar de Noronha Squeff (Poços de Caldas MG 1948). Fotógrafo, artista multimídia. Formado em sociologia. Trabalha com diferentes linguagens, como cinema, vídeo, fotografia, instalações, música, poesia e desenho. Escreve também ensaios e reflexões teóricas sobre arte. Realiza, em 1974, o longa-metragem Triste Trópico, selecionado, em 1982, para a mostra retrospectiva do cinema brasileiro no Festival dos Três Continentes, em Nantes, França, e vídeos sobre a produção de diversos artistas, como O Nervo de Prata, em 1987, sobre Tunga (1952), e Derrapagem no Éden, em 1997, sobre Cildo Meireles (1948). Como experiências no campo da videoinstalação faz Tristão e Isolda, em 1983; Silêncios do Brasil, em 1992; Inferno, em 1994, e Atos de Diamante, em 1998. Apresenta na 24ª Bienal Internacional de São Paulo o conjunto de fotografias Antropologia da Face Gloriosa, painel com 99 imagens em preto-e-branco, desenvolvido pelo artista em 20 anos. Algumas dessas imagens são retrabalhadas na série colorida A Pele Mecânica, 2003. Omar recebe prêmio da Associação Paulista dos Críticos de Arte - APCA, pelas exposições O Esplendor dos Contrários e Fracções de Luz, ocorridas em 2001. Publica os livros de fotografias Antropologia da Face Gloriosa, 1998, O Zen e a Arte Gloriosa da Fotografia, 1999, e O Esplendor dos Contrários, 2002.

Comentário Crítico
Arthur Omar inicia sua trajetória artística na década de 1970, atuando como diretor de cinema. Posteriormente, trabalha também com vídeo, fotografia e escreve ensaios estéticos e poéticos. Na série de fotografias intitulada Antropologia da Face Gloriosa (1973-1998), realizada em preto e branco, registra pessoas anônimas, participantes do carnaval no Rio de Janeiro, procurando captar as expressões de desvario, alegria ou tristeza em seus rostos. A partir dessas fotos, interfere na revelação, acrescentando cores ou trilhas luminosas, como na série A Pele Mecânica (2003), em que explora ainda a serialidade da Arte Pop.

Demônios, Espelhos e Máscaras Celestiais (1998) é um conjunto de auto-retratos, nos quais o artista produz intervenções gráficas e pictóricas durante a revelação, dando-lhes caráter aterrorizante ou trágico. Já na série O Esplendor dos Contrários (2001), realiza fotos de paisagens amazônicas, em que recria a luz e a espacialidade do lugar.

Os temas ligados ao êxtase, à violência social e também à construção de metáforas visuais marcam a sua trajetória.

Outras informações de Arthur Omar:

  • Outros nomes
    • Arthur Omar de Noronha Squeff
  • Habilidades
    • artista multimídia
    • fotógrafo

Obras de Arthur Omar: (6) obras disponíveis:

Espetáculos (1)

Exposições (86)

Artigo sobre Arte e Tecnologia (1985 : São Paulo, SP)

Artigo da seção eventos
Temas do artigo: Artes visuais  
Data de inícioArte e Tecnologia (1985 : São Paulo, SP): 02-09-1985  |  Data de término | 09-09-1985
Resumo do artigo Arte e Tecnologia (1985 : São Paulo, SP):

Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo (Ibirapuera, São Paulo, SP)

Todas as exposições

Eventos relacionados (20)

Fontes de pesquisa (6)

  • BIENAL INTERNACIONAL DE SÃO PAULO, 24. , 1998, São Paulo. Núcleo histórico: antropofagia e histórias de canibalismos. Curadoria Paulo Herkenhoff, Adriano Pedrosa; apresentação Paulo Herkenhoff, Francisco Weffort. São Paulo: Fundação Bienal de São Paulo, 1998. 570 p. , il. color.
  • FARIAS, Agnaldo. Arte brasileira hoje. São Paulo: Publifolha, 2002. (Folha explica)
  • OMAR, Arthur, MANDARINO, Luciane (coord. ). Demônios, espelhos e máscaras celestiais. Texto Antonio Gonçalves Filho, Arthur Omar, Ligia Canongia; projeto gráfico Arthur Omar, João Modé; versão em inglês Stephen Berg. Rio de Janeiro : Centro Cultural Light, 1998. 28p. il. color.
  • OMAR, Arthur. A pele mecânica. São Paulo: Galeria Nara Roesler, 2003. 
  • OMAR, Arthur. Antropologia da face gloriosa. São Paulo: Cosac & Naify, 1977.
  • OMAR, Arthur. O esplendor dos contrários. Aventuras da cor caminhando sobre as águas do Rio Amazonas. São Paulo : Cosac & Naify, 2003.

    OMAR, Arthur. O Zen e a arte gloriosa da fotografia : livro de trabalho. Texto Ligia Canongia, Arthur Omar, Aluisio Pereira de Menezes; versão em inglês Luís Augusto Silveira; design Sônia Barreto. Rio de Janeiro : Centro Cultural Banco do Brasil, 1999. 76 p. il. p. b.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • ARTHUR Omar. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2017. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa11862/arthur-omar>. Acesso em: 23 de Nov. 2017. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7