Artigo da seção pessoas Otto Maria Carpeaux

Otto Maria Carpeaux

Artigo da seção pessoas
Literatura  
Data de nascimento deOtto Maria Carpeaux: 09-03-1900 Local de nascimento: (Áustria / Viena) | Data de morte 03-02-1978 Local de morte: (Brasil / Rio de Janeiro / Rio de Janeiro)

Biografia
Otto Maria Karpfen (Viena, Áustria, 1900 - Rio de Janeiro, RJ, 1978). Ensaísta e jornalista. Filho do advogado e pianista judeu Max Karpfen e da violonista católica Gizela Schmelz Karpfen. Aos 20 anos ingressa na Faculdade de Direito da Universidade de Viena. Obtém, em 1925, o título de doutor em letras e filosofia e inicia trabalho como jornalista. Intelectual ativo, estuda ciências matemáticas em Leipzig, Alemanha, sociologia em Paris, literatura comparada em Nápoles, Itália, e política em Berlim. Tempos depois, por opor-se ao regime nazista em ascensão na Alemanha, é perseguido e foge, em 1938, para a Antuérpia, Bélgica, onde trabalha no periódico Gazet van Atwerpen. Com a eclosão da Segunda Guerra Mundial (1939-1945) vem para o Brasil, em 1939. Chega ao Paraná com sua mulher, a cantora lírica Helena Carpeaux, e depois vai para São Paulo. Conhecedor de diversos idiomas, aprende o português em menos de um ano. Transforma seu sobrenome original, Karpfen, em Carpeaux (francês) - ambos significam carpa -, por considerá-lo mais prestigioso entre os intelectuais brasileiros. Muda-se, em 1940, para o Rio de Janeiro. Em 1941, precisando urgentemente de trabalho, envia uma carta ao crítico Álvaro Lins (1912-1975), oferecendo um artigo sobre o escritor tcheco Franz Kafka (1883-1924), que conhece pessoalmente na Europa. O artigo é aceito e então passa a colaborar no jornal carioca Correio da Manhã. Em 1942, torna-se diretor da biblioteca da Faculdade Nacional de Filosofia, e publica seu primeiro livro em língua portuguesa, A Cinza do Purgatório. Assume a direção da biblioteca da Fundação Getulio Vargas (FGV), em 1944, cargo que ocupa até 1949. Sua maior e mais conhecida obra é a História da Literatura Ocidental, escrita entre os anos de 1941 e 1947 e publicada em oito volumes, entre 1959 e 1966. Trabalha, a partir de 1950, como redator editorialista do Correio da Manhã. Em 1968, anuncia o fim de sua carreira literária e promete dedicar o resto de seus dias à luta política, fazendo oposição ao regime militar instaurado no Brasil em 1964. Além da produção extensa de ensaios sobre literatura, publica livros sobre música, história da arte e política.

Comentário Crítico
O crítico Antonio Candido (1918) fala de Carpeaux como uma espécie de "herói civilizador", similar a outro grande intelectual estrangeiro radicado no Brasil, Anatol Rosenfeld (1912-1973), também de formação germanista, na medida em que ambos se instalam no país e contribuem de forma decisiva para a atualização do meio literário e a formação de novas gerações da crítica universitária. Há, por exemplo, marcas da influência de Carpeaux na formação de Alfredo Bosi (1936), que em breve ensaio chega a reconhecer sua dívida com o mestre austríaco.

continuar a leitura do texto Continuar a leitura do texto...

Outras informações de Otto Maria Carpeaux:

  • Outros nomes
    • Otto Maria Karpfen
    • Otto Karpfen
  • Habilidades
    • crítico de arte
    • historiador
    • ensaísta
    • jornalista

Obras de Otto Maria Carpeaux: (1) obras disponíveis:

Fontes de pesquisa (5)

  • BOSI, Alfredo. Carpeaux e a dignidade das letras. Céu, Inferno. São Paulo: Ed. 34, 2003.
  • CARPEAUX, Otto Maria. Ensaios reunidos: 1942-1978. Rio de Janeiro: UniverCidade Ed.: Topbooks, 1999. 928p.
  • CARPEAUX, Otto Maria. História da literatura ocidental. 2. ed., rev. e atualizada. Rio de Janeiro: Alhambra, 1978.
  • BOSI, Alfredo. História concisa da literatura brasileira. 36. ed. rev. e aum. São Paulo: Cultrix, [1999]. 528 p.
  • CANDIDO, Antonio. Dialética apaixonada. In: ______. Recortes. São Paulo: Companhia das Letras, 1993.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • OTTO Maria Carpeaux. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa11008/otto-maria-carpeaux>. Acesso em: 19 de Nov. 2018. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7