Artigo da seção pessoas Jacó Guinsburg

Jacó Guinsburg

Artigo da seção pessoas
Teatro  
Data de nascimento deJacó Guinsburg: 20-09-1921 Local de nascimento: (Moldávia / Riscani) | Data de morte 21-10-2018 Local de morte: (Brasil / São Paulo / São Paulo)

Biografia

Jacó Guinsburg (Riscani, Bessarábia, atual Moldávia 1921 - São Paulo, São Paulo, 2018). Crítico, ensaísta e professor. O mais importante especialista em teatro russo e ídiche entre nós, semiologista e teórico do teatro. Diretor de coleções e editor de obras indispensáveis sobre teatro pela Editora Perspectiva.

Emigra com seus pais para o Brasil em 1924. Na juventude acompanha o movimento intelectual e político do país e interessa-se pelo trabalho teatral na coletividade judaica, bem como pelo processo de renovação do teatro brasileiro. Escreve na imprensa de São Paulo e do Rio de Janeiro sobre literatura brasileira e internacional e colabora em revistas da comunidade judaica com artigos no campo das artes, da literatura e, inclusive, da crítica teatral. Liga-se às atividades editoriais desde 1947, nas Editoras Rampa, Perspectiva (primeira com esse nome), na Difusão Européia do Livro, fundando posteriormente a atual Editora Perspectiva, e também a Editora Polígono.

Passa uma temporada na França como bolsista nesse setor, nos anos de 1962 e 1963, em cujo transcurso faz cursos de filosofia na Sorbonne e entra em contato com a produção cênica francesa e européia.

No seu retorno prossegue no trabalho de tradutor e de produtor editorial na Difel (Difusão Européia do Livro), para a qual também traduz tomos da História da Civilização, de Crouzet, e obras de Jean-Paul Sartre, Descartes e Platão, dentre outras. Ao mesmo tempo começa a escrever com maior freqüência sobre temas teatrais para o Suplemento Literário de O Estado de S. Paulo, em cujas páginas responde por uma seção de Letras Judaicas.

Na década de 60, organiza ainda para a Cultrix, na série dirigida por José Paulo Pais, a coletânea de textos de Diderot, que é reeditada pela Editora Abril na coleção Os Pensadores e, mais tarde, revista e consideravelmente aumentada pela Editora Perspectiva, sob o título Obras I: Filosofia e Política e Obras II: Estética, Poética e Contos, em 2000.

Sua maior aproximação com a arte dramática e seu ensino começa em 1964, na Escola de Arte Dramática - EAD, onde ministra a cadeira de crítica teatral e, posteriormente, em 1967, no então recém-criado Departamento de Teatro, mais tarde, de Artes Cênicas, da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo, ECA/USP. Sob este novo prisma, passou a concentrar seus estudos particularmente em teoria e estética teatral e no teatro russo, judeu e ídiche e no teatro do absurdo.

Em 1985 publica Stanislávski e o Teatro de Arte de Moscou, baseado na sua tese de Livre-Docência, pela Editora Perspectiva; em 1989, Leone de'Sommi, Homem de Teatro do Renascimento, com a tradução da primeira comédia hebraica de autoria de Leone de'Sommi; em 1996, Aventuras de uma Língua Errante: Ensaios de Literatura e Teatro Ídiche, reelaboração e desenvolvimento de sua tese de doutorado com o mesmo título, de 1973; em 1983, escreve com Maria Thereza Vargas o ensaio sobre Cacilda Becker: A Face e a Máscara, que consta do livro: Uma Atriz: Cacilda Becker, de Nanci Fernandes e Maria Thereza Vargas.

Na área teórica e de análise estética, publica em 1986, Semiologia do Teatro de cuja organização também participam Teixeira Coelho e Reni Chaves Cardoso. E, em 2001, publica Da Cena em Cena: Ensaios de Teatro, livro que aborda aspectos relevantes de concepções e correntes estéticas no teatro.

Dentre os estudos e ensaios consagrados ao teatro e publicados em livros, jornais e revistas especializadas, salientam-se: A Idéia de Teatro; Diálogo sobre a Natureza do Teatro; Vanguarda e Absurdo, uma Cena de Nosso Tempo; Evreinov: o Teatro da Vida; Teatro-Studio; Tairov: Notas para um Teatro de Síntese; Meierhold e Grotowski; e Quarenta anos de Habima. Traduziu também, do repertório dramático: Crimes e Crimes, de Strindberg, em 1952 e publicado pela Edusp, em 1999; O Dibuk, de Sch. Ans-ki, publicado em 1952, reeditado em 1965 pela Brasiliense e, em 1988, pela Perspectiva; Pirandello: do Teatro no Teatro, Perspectiva, 1999.

Diretor Presidente da Editora Perspectiva, vem desbravando especialmente o campo da estética e dos estudos teatrais com uma notável linha editorial, cujos títulos já se constituem em bibliografia obrigatória. Diálogos sobre Teatro, organizado por Armando Sérgio da Silva, em 1992, reúne sob a forma de ensaios a maior parte dos temas acadêmicos que Jacó abordou e redigiu com seus orientandos e ex-alunos, abrangendo diferentes áreas da arte cênica, no âmbito da discussão teórica e da reflexão sobre a prática teatral e da arte e educação. De seus projetos editoriais também fazem parte a organização e a publicação da  larga e importante obra do filósofo, crítico e ensaísta, Anatol Rosenfeld, trabalho em que conta com a colaboração de Nanci Fernandes e Abílio Tavares, e que se apresenta até o momento em 17 volumes agrupados por temas afins.

Aposentado da ECA/USP desde 1991 e homenageado com o título de Professor Emérito da USP em 2001, recebe em 1975 a Medalha Anchieta da Câmara Municipal de São Paulo e o Prêmio do Mérito Intelectual Judaica, em 1983, pelo Congresso Judio Latinoamericano, rama Del Congreso Judio Mundial.

Sobre sua importância no panorama do pensamento estético nacional, destaca o crítico Sábato Magaldi: "[...] ele é ensaísta de primeira grandeza - rigoroso, culto, conhecedor profundo de seu objeto de estudo, e se movimenta com desenvoltura pela estética, pela filosofia e pela arte, em que o teatro se tornou o foco privilegiado, além de dispor de sóbria elegância no domínio do idioma".1

Notas
1. MAGALDI, Sábato. Apresentação. In: GUINSBURG, Jacó. Da cena em cena. São Paulo: Perspectiva, 2001.

Outras informações de Jacó Guinsburg:

  • Outros nomes
    • Jacó Guinsburg
    • Jacob Guinsburg
  • Habilidades
    • Tradutor
    • crítico de teatro
    • ensaísta
    • professor universitário
  • Relações de Jacó Guinsburg com outros artigos da enciclopédia:

Espetáculos (2)

Eventos relacionados (1)

Fontes de pesquisa (6)

  • ALBUQUERQUE, Johana. Jacó Guinsburg (ficha curricular) In: ___________. ENCICLOPÉDIA do Teatro Brasileiro Contemporâneo. Material elaborado em projeto de pesquisa para a Fundação VITAE. São Paulo, 2000.
  • GUINSBURG, Jacó. Memorial. Comunicações e Artes, São Paulo, ano 13, n. 19, p. 103-114, 1988.
  • MICHALSKI, Yan. Jacó Guinsburg. In: __________. PEQUENA Enciclopédia do teatro Brasileiro Contemporâneo. Material inédito, elaborado em projeto para o CNPq. Rio de Janeiro, 1989.
  • PINTO, Manuel da Costa. Editor, crítico e ensaísta Jacó Guinsburg morre em São Paulo, aos 97 anos. Folha S. Paulo, 21 out. 2018. Disponível em: < https://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/2018/10/editor-critico-e-ensaista-jaco-guinsburg-morre-em-sao-paulo-aos-97-anos.shtml >.  Acesso em: 22 out. 2018.
  • Programa do Espetáculo - Equus - 1975
  • Programa do Espetáculo - O Diário de Anne Frank - 1977

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • JACÓ Guinsburg. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2019. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa109358/jaco-guinsburg>. Acesso em: 10 de Dez. 2019. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7