Artigo da seção pessoas Osvaldo Gabrieli

Osvaldo Gabrieli

Artigo da seção pessoas
Teatro  
Data de nascimento deOsvaldo Gabrieli: 1958 Local de nascimento: (Argentina / Buenos Aires / Buenos Aires)

Biografia
Osvaldo Miguel Gabrieli (Buenos Aires, Argentina 1958). Diretor, cenógrafo e figurinista. Artista multimídia profundamente identificado com o teatro de formas animadas, fundador do grupo paulista XPTO.

Ainda na Argentina, Gabrieli forma-se na Escola de Belas Artes. No Brasil funda, em 1984, o grupo XPTO, reunindo artistas multimídia em performances e intervenções. Sua primeira criação destinada aos palcos é Buster Keaton Contra a Infecção Sentimental, criação e direção coletiva do grupo XPTO, pela qual Gabrieli recebe o prêmio revelação de cenógrafo da Associação Paulista de Críticos de Artes (APCA). Esse espetáculo é apresentado conjuntamente com A Infecção Sentimental Contra-Ataca, um inovador espetáculo que reúne atores e formas animadas. Sua criação seguinte é Kronos, também criação e direção coletiva, um exercício sobre o tempo, em 1987.

Com nova formação o grupo lança, em 1989, Coquetel Clown, Prêmio APCA por cenário e bonecos, reunindo atores treinados com as técnicas clownescas e formas animadas, em seqüências de cenas que sugerem um caleidoscópio. Em 1991, surge XPTO Mega Mix, síntese de alguns quadros bem-sucedidos dos espetáculos anteriores mesclados com outros inéditos, nova demonstração da talentosa e inventiva trupe.

Babel Bum, uma grande realização articulada em torno das inesgotáveis fronteiras artísticas, reúne técnicas e artistas diversos, numa narração pouco convencional, que transmite grande energia e inventividade, pelo qual Osvaldo recebe o Prêmio Shell de melhor figurino, em 1994. O ano seguinte é pródigo de realizações em que são criados XPTO Futebol Clube, reunindo convidados e ex-integrantes da equipe, assim como Aquelarre 2000 - La Luna, espetáculo para espaços abertos criado no Sesc Interlagos.

Em 1996, o espetáculo O Pequeno Mago, novamente criação e direção coletiva, recebe os prêmios APCA e Mambembe de melhor direção; prêmios APCA, Coca-Cola de Teatro Jovem, Apetesp e Mambembe de melhor cenografia; prêmios APCA, Mambembe e Coca-Cola de Teatro Jovem de melhor figurino, projetando novamente Osvaldo e seu grupo.

De 1997 a 1998, Gabrieli dedica-se a reviver a figura de Buster Keaton, em Buster, o Enigma do Minotauro, mais uma realização coroada de prêmios, lançando a personagem ao encontro de histórias mitológicas. Em 1999, com Além do Abismo, suas pesquisas encontram novas perspectivas de concretização cênica. Um projeto destinado a ser realizado nas praças de São Paulo - Estação Cubo - envolve o artista e seu grupo em 2002.

Sobre O Pequeno Mago, assim registra suas impressões o crítico Dib Carneiro Neto: "Mímica, pantomima, teatro de sombras, música ao vivo, manipulação de bonecos, dança. Tudo isso junto no palco é a linguagem que sempre caracterizou o trabalho do grupo paulistano XPTO. O experimentalismo cênico sempre dá o tom. [...] Agora, desde o início de julho, o XPTO entra no clima de superprodução teatral proporcionado pelo Sesi em seu teatro popularíssimo da Avenida Paulista. O Pequeno Mago atrai filas quilométricas nos horários matinais e vespertinos do Sesi e é uma peça concebida e dirigida por um dos três fundadores da companhia, Oswaldo Gabrielli. É a primeira vez que há diálogos, e ditos em português bem claro, em um espetáculo do XPTO. Porém, é inevitável concluir que a fase muda e de onomatopéias era mais revolucionária e criativa. O XPTO falado ganhou em deslumbramento visual, tecnologia e riqueza - méritos que devem ser divididos com o Sesi, que patrocinou tal requinte de produção".1

Notas
1. CARNEIRO NETO, Dib. Marca é a experimentação. O Estado de S. Paulo, São Paulo, 12 jul. 1996. Caderno 2, p. D21.

Outras informações de Osvaldo Gabrieli:

  • Outros nomes
    • Osvaldo Miguel Gabrieli
    • Oswaldo Gabrieli
    • Osvaldo Gabrielli
    • Oswaldo Gabrielli
  • Habilidades
    • diretor de teatro
    • cenógrafo
    • figurinista

Espetáculos (42)

Todos os espetáculos

Fontes de pesquisa (8)

  • ALBUQUERQUE, Johana. Osvaldo Gabrielli (ficha curricular) In: ___________. ENCICLOPÉDIA do Teatro Brasileiro Contemporâneo. Material elaborado em projeto de pesquisa para a Fundação VITAE. São Paulo, 2000.
  • CARNEIRO NETO, Dib. Marca é a experimentação. O Estado de S. Paulo, São Paulo, 12 jul. 1996. Caderno 2, p. D21.
  • GUZIK, Alberto. O talento e a sensibilidade, a serviço da pesquisa. Jornal da Tarde, São Paulo, p. 8, 11 maio 1985.
  • Programa do Espetáculo - Os Sertões - A Luta 2 Não Catalogado
  • Programa do Espetáculo - Lorca: Aleluia Erótica em 38 Quadros e um Assassinato - 2007. Não catalogado
  • Programa do Espetáculo - Os Bandidos -2008. Não catalogado
  • XPTO. Disponível em: http://www.grupoxpto.com.br.
  • ______. Teatro infantil. O Estado de S. Paulo, São Paulo, 28 jul. 1996. Caderno 2, p. D7.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • OSVALDO Gabrieli. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2017. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa109273/osvaldo-gabrieli>. Acesso em: 18 de Nov. 2017. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7