Artigo da seção pessoas Maria Clara Machado

Maria Clara Machado

Artigo da seção pessoas
Teatro  
Data de nascimento deMaria Clara Machado: 03-04-1921 Local de nascimento: (Brasil / Minas Gerais / Belo Horizonte) | Data de morte 30-04-2001 Local de morte: (Brasil / Rio de Janeiro / Rio de Janeiro)
Imagem representativa do artigo

Maria Clara Machado , s.d. , Fredi Kleemann
Registro fotográfico Fredi Kleemann

Biografia
Maria Clara Jacob Machado (Belo Horizonte, Minas Gerais, 1921 - Rio de Janeiro, Rio de Janeiro, 2001). Autora, diretora, professora, atriz e escritora. Aos 15 anos, entra para o movimento bandeirante e descobre sua vocação para o teatro. No começo da década de 1940, dedica-se ao teatro de bonecos, base de seu aprendizado teatral. Em 1949, participa da criação do grupo amador Os Farsantes, que monta a peça A Farsa do Advogado Pathelin, apresentada em curta temporada no Teatro de Bolso, no Rio de Janeiro.

Entre o fim de 1949 e início de 1950, recebe uma bolsa do governo francês e frequenta, em Paris, cursos de formação de ator na Education Par les Jeux Dramatiques (E.P.J.D.), do ator francês Jean-Louis Barrault (1910-1994). Convidada pela Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), faz nas férias um curso de teatro em Londres. De volta ao Brasil, integra o elenco do filme Ângela, 1951, direção do argentino Tom Payne (1914-1996) e do dramaturgo Abílio Pereira de Almeida (1906-1977), produção da Companhia Cinematográfica Vera Cruz. Em 1951, funda o grupo de teatro amador O Tablado, com amigos e intelectuais que se reúnem na casa de seu pai, o escritor Aníbal Machado (1894-1964). Na estreia, dirige a peça O Pastelão e a Torta, de Michel Richard e R. Burguiard, atua em O Moço Bom e Obediente, com direção de Martim Gonçalves (1919-1973), e protagoniza A Moça da Cidade, espetáculo de mímica. Volta a Paris em 1952 e frequenta o curso de mímica do ator Étienne Decroux (1898-1991).

Dirige O Boi e o Burro a Caminho de Belém, em 1953, seu primeiro texto para o público infantil. Escreve e monta Pluft, o Fantasminha, em 1955, considerada uma de suas melhores peças. No ano seguinte inicia a publicação dos Cadernos de Teatro. Cria o curso regular de teatro do Tablado em 1964 e o coordena até 1999. Ensina improvisação no Conservatório Nacional de Teatro (atual Escola de Teatro da Unirio), de 1959 a 1974, e é diretora da escola em 1967.

Escreve 27 peças para o público infantil e cinco para adultos, entre 1953 e 2000. Dedicadas ao público infantil, além das já citadas, destacam-se A Bruxinha que Era Boa, 1958; O Cavalinho Azul, 1960; Maroquinhas Fru-Fru, 1961; A Menina e o Vento, 1963; Tribobó City, 1971; O Dragão Verde, 1984; Jonas e a Baleia, 2000, sua última obra, escrita em parceria com Cacá Mourthé (1959), sua sobrinha. Nos anos 1960 e início de 1970, revela-se como autora de peças para o teatro adulto. São encenadas As Interferências, 1966, Miss Brasil, 1970, Os Embrulhos, 1970, e Um Tango Argentino, 1972. Esta peça pode, segundo a autora, ser classificada como teatro juvenil, o mesmo ocorrendo com A Menina e o Vento e O Dragão Verde.

Em 1981, substitui a atriz Henriette Morineau (1908-1990) em Ensina-me a Viver, de Collin Higgins. Sua última atuação ocorre em Este Mundo É um Hospício, de Joseph Kesselring, em 1985, espetáculo que também dirige. Nos anos 1990, entrega a direção de suas peças a Cacá Mourthé, que encena Passo a Passo no Paço, em 1992, A Coruja Sofia e Por um Fio, em 1994, A Bela Adormecida, em 1996, Jonas e a Baleia, em 2000.

Comentário Crítico
A obra teatral de Maria Clara Machado está intimamente ligada à trajetória de O Tablado. Para o grupo amador, fundado em 1951, a autora desenvolve uma dramaturgia própria e pioneira, que revela sua importante contribuição na série de transformações e inovações introduzidas no teatro para crianças, a partir de 1950, em consonância com as mudanças por que passa a atividade teatral no Brasil.

continuar a leitura do texto Continuar a leitura do texto...

Outras informações de Maria Clara Machado:

  • Outros nomes
    • Maria Clara Jacob Machado
  • Habilidades
    • diretora de teatro
    • professora
    • atriz
    • escritora
    • autora

Representação (1)

Espetáculos (268)

Todos os espetáculos

Fontes de pesquisa (14)

  • KÜHNER, Maria Helena. O teatro infantil: antes e depois. In: SUSSEKIND, Flora (Org.). O Tablado. Dionysos, Rio de Janeiro, n. 27, 1986. Edição especial.
  • PRADO, Décio de Almeida. Pluft, o fantasminha. In: ______. Teatro em progresso: crítica teatral, 1955-1964. São Paulo: Martins, 1964. 314 p.
  • SUSSEKIND, Flora (Org.). O Tablado. Dionysos, Rio de Janeiro, n. 27, 1986. Edição especial.
  • ANDRADE, Carlos Drummond de. A menina e o vento. Correio da Manhã, Rio de Janeiro, 19 set. 1963.
  • ANDRADE, Carlos Drummond de. Tablado, ontem e hoje. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 18 jan.1977.
  • CAMPOS, Claudia de Arruda. Maria Clara Machado. São Paulo: Edusp, 1998.
  • EICHBAUER, Hélio. [Currículo]. Enviado pelo artista em 24 de abril de 2011. Espetáculo: Platonov - 1980 Não catalogado
  • GUIADASEMANA. Rio de Janeiro. Disponível em: < http://www.guiadasemana.com.br/Rio_de_Janeiro/Artes_e_Teatro/Evento/Entre_Quatro_Paredes.aspx?id=80931 >. Acesso em :03 de agosto de 2011 Não catalogado
  • MACHADO, Luiz Raul (Org.). Maria Clara Machado: teatro infantil brasileiro. Rio de Janeiro: Nova Aguilar, 2010.
  • MACHADO, Maria Clara. Maria Clara: eu e o teatro. Rio de Janeiro: Agir, 1991.
  • MACHADO, Maria Clara; ROSMAN, Marta. 100 jogos dramáticos - teatro. Rio de Janeiro: Agir, 2001.
  • MICHALSKI, Yan. Tablado sopra quinze velas. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 17 de julho de 1966.
  • O TABLADO. Site oficial. Rio de Janeiro, 2010. Disponível em: [http://www.otablado.com.br]. Acesso em: 15 ago. 2010.
  • ROSMAN, Martha. O melhores anos de muitas vidas: 50 anos de Tablado. Rio de Janeiro: Agir, 2001.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • MARIA Clara Machado. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2017. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa109243/maria-clara-machado>. Acesso em: 23 de Abr. 2017. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7