Artigo da seção pessoas Eduardo de Almeida

Eduardo de Almeida

Artigo da seção pessoas
Artes visuais  
Data de nascimento deEduardo de Almeida: 1933 Local de nascimento: (Brasil / São Paulo / São Paulo)

Biografia
Eduardo Luiz Paulo Riesencampf de Almeida (São Paulo SP 1933). Arquiteto, designer e professor. Em 1960, forma-se na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo da Universidade de São Paulo - FAU/USP, escola em que leciona a partir de 1967, nas cadeiras de desenho industrial e projeto de edificações, e se aposenta, em 1998. Em 1962, cursa desenho industrial e história da arte e da arquitetura na Faculdade de Arquitetura e Urbanismo de Florença, na Itália. Associado anteriormente a arquitetos como Arnaldo Martino, Sérgio Bernardes (1919-2002), Arthur Fajardo Netto, Henrique Pait, Ludovico Martino e Dácio Ottoni, trabalha sozinho desde 1987.

Inspirado primeiramente pela obra de Frank Lloyd Wright (1867-1959), aproxima-se da arquitetura norte-americana com influência de Ludwig Mies van der Rohe (1886-1969), particularmente importante em São Paulo nos anos 1950 e 1960. Vem daí a freqüente associação da sua obra com conceitos como "elegância", "clareza" e "rigor", e sua obsessão pela modulação geométrica associada ao uso de componentes construtivos, como o bloco de concreto ou o tijolo cerâmico. Completa a sua formação a convivência na FAU/USP, e a proximidade com a "escola paulista", liderada por Vilanova Artigas (1915-1985), marcada pela criação de grandes espaços associados ao uso do concreto armado e aparente.

De sua obra inicial, destacam-se a Residência Tassinari, 1964/1973, influenciada pelo brutalismo de Le Corbusier (1887-1965), e o conjunto de edifícios modulares Gemini, 1969/1970, vencedor na categoria Habitação Coletiva - Obra Construída, na premiação anual do Instituto de Arquitetos do Brasil - IAB, em 1974. Em seguida, constrói verdadeiros marcos para a arquitetura residencial em São Paulo, como as casas Sigrist, 1973, Define, 1976, e sua própria residência, 1974. Com projetos residenciais, é premiado na 4ª e 5ª Bienais de Arquitetura de São Paulo, 1999 e 2003, e no concurso Bticino Interior da Arquitetura, em 1999. É o vencedor no Concurso de Anteprojetos para o Novo Campus da Fundação Getúlio Vargas, 1995, e recebe menção honrosa no Concurso Internacional de Projetos para o Museu Costantini, 1997, em Buenos Aires. Desde 2001 desenvolve o projeto para o Centro Universitário Biblioteca Brasiliana Guita e José Mindlin, na USP, em parceria com Rodrigo Mindlin Loeb.

Comentário crítico
Autor de projetos residenciais importantes, como a casa que constrói para sua família, 1974, as residências Sigrist, 1973, e Define, 1976, Eduardo de Almeida é um arquiteto cuja obra é normalmente associada a termos como "precisão", "clareza", "rigor" e "discrição". É que, apesar de estar próximo dos arquitetos brutalistas de São Paulo, Almeida não se identifica com a arquitetura que define seu partido pelo princípio estrutural ou pelo compromisso político-ideológico. Adepto da abstração formal e do apuro construtivo, admite ter em Frank Lloyd Wright (1867-1959) a sua referência principal e primeira, sobretudo no que toca à sensibilidade do arquiteto americano diante dos materiais e na relação que estabelece entre o edifício e a natureza. Honesto ao descrever seu processo de criação, Eduardo declara trabalhar sempre com referências: "eu nunca me atreveria a inventar nada", diz.1

continuar a leitura do texto Continuar a leitura do texto...

Outras informações de Eduardo de Almeida:

  • Outros nomes
    • Eduardo Luiz Paulo Riesencampf de Almeida
    • Eduardo Luiz P. R. de Almeida
  • Habilidades
    • arquiteto
    • designer
    • professor universitário
  • Relações de Eduardo de Almeida com outros artigos da enciclopédia:

Fontes de pesquisa (4)

  • ACAYABA, Marlene Milan. Residências em São Paulo: 1947-1975. Apresentação Gilberto Freyre, Julio Roberto Katinsky. São Paulo: Projeto, 1986. 452 p. 728 A168r
  • ACAYABA, Marlene Milan. Residências em São Paulo: 1947-1975. Apresentação Gilberto Freyre, Julio Roberto Katinsky. São Paulo: Projeto, 1986. 452 p.
  • GUERRA, Abílio (org.). Eduardo de Almeida. São Paulo: Romano Guerra Editora, 2006. Não catalogado
  • PIÑÓN, Helio. Eduardo de Almeida. Barcelona: Escola Técnica Superior d'Arquitectura de Barcelona, Edicions UPC, 2005. Não catalogado

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • EDUARDO de Almeida. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2017. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa102836/eduardo-de-almeida>. Acesso em: 18 de Nov. 2017. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7