Artigo da seção pessoas Leda Catunda

Leda Catunda

Artigo da seção pessoas
Artes visuais  
Data de nascimento deLeda Catunda: 23-06-1961 Local de nascimento: (Brasil / São Paulo / São Paulo)
Imagem representativa do artigo

Composição Abrace-me , 1986 , Leda Catunda

Biografia

Leda Catunda Serra (São Paulo, São Paulo, 1961). Pintora e gravadora. Cursa artes plásticas na Fundação Armando Álvares Penteado (Faap), em São Paulo, entre 1980 e 1984, onde é aluna, entre outros, de Regina Silveira (1939), Julio Plaza (1938-2003), Nelson Leirner (1932) e Walter Zanini (1925-2013). A partir de 1986, leciona na Faap e em seu ateliê, até meados dos anos 1990. Desde o fim dos anos 1980, ministra também workshops e cursos livres em várias instituições culturais no Brasil e ocasionalmente no exterior. Recebe o Prêmio Brasília de Artes Plásticas/Distrito Federal, na categoria aquisição, em 1990. Em 2003, defende doutorado em artes, com o trabalho Poética da Maciez: Pinturas e Objetos Poéticos, na Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA/USP), com orientação de Julio Plaza. Tem ainda relevante atuação docente, lecionando pintura e desenho no curso de artes plásticas da Faculdade Santa Marcelina (FASM), em São Paulo, entre 1998 e 2005. Em 1998, é publicado o livro Leda Catunda, de autoria de Tadeu Chiarelli, pela editora Cosac & Naify.

Análise

Leda Catunda estuda artes plásticas na Fundação Armando Álvares Penteado (Faap) em São Paulo, de 1980 a 1984. Lá, assiste às aulas de Nelson Leirner, Regina Silveira, Julio Plaza e Walter Zanini. Os professores aproximam-na de discussões sobre arte conceitual, o estatuto da obra, sua mercantilização e o uso de meios tecnológicos de produção. Na mesma época, interessa-se pela pintura neo-expressionista produzida na Europa e nos Estados Unidos por artistas como Julian Schnabel (1951), Sandro Chia (1946) e Francesco Clemente (1952). Segundo o crítico de arte Tadeu Chiarelli, em suas primeiras obras, Leda trabalha com questões críticas do debate conceitual, como os interesses plásticos dos neo-expressionistas.1 Em 1982, faz litografias em que se apropria de imagens televisivas, procedimento familiar à geração de seus professores. Ao mesmo tempo, pinta quadros realistas.

No ano seguinte, a pintura passa a ser central em sua poética. Trabalha sobre tecidos estampados, cobrindo as figuras com cor. Continua trabalhando sobre superfícies estampadas. Ao invés de cobrir as imagens, sua pintura as realça, como em Jaguar (1984). Realiza figurações a partir do agrupamento de objetos e suportes inusitados. Junta tecidos recortados, costura-os e sobrepõe elementos pouco usuais à pintura. As obras ficam entre a pintura e o objeto. A artista lida também com motivos figurativos presentes na cultura popular.

Paulatinamente, o interesse de seu trabalho migra do tema da figuração para as questões estruturais. Chiarelli, afirma que "em 1989 (...) Leda tenta redimensionar a sua produção, atentando mais precisamente para os seus aspectos visuais e plásticos, buscando com ímpeto desvencilhar-se do caráter anedótico e fortemente narrativo que caracteriza o seu trabalho anterior".2 Não abandona a figura; no entanto, concentra-se nas relações formais e na estruturação da tela a partir do uso de materiais não convencionais, como meias e camisetas.

Na década de 1990, aprofunda o interesse pela especificidade dos materiais com que trabalha. Cria superfícies pictóricas a partir da sobreposição de tecidos e outros meios planos e coloridos. Trabalha com elementos diferentes, como tule, veludo, plástico, acolchoados, lona, couro e fórmica. O modo de agrupá-los por vezes é abstrato. Em outros trabalhos, como os relevos, a composição guarda familiaridade com imagens recorrentes. Partem de motivos simples, como o desenho da lua, insetos, gotas e partes do corpo. Nesses trabalhos, feitos na segunda metade da década de 1990, aproxima-se das esculturas de Claes Oldenburg (1929).

Outras informações de Leda Catunda:

  • Outros nomes
    • Leda Catunda Serra
  • Habilidades
    • artista intermídia
    • pintor
    • gravador
    • professor

Obras de Leda Catunda: (22) obras disponíveis:

Título da obra: Rio

Artigo da seção obras
Temas da obra: Artes visuais  
Data de criaçãoRio : 1997
Autores da obra:
Imagem representativa da obra
Legenda da imagem representativa:

Reprodução fotográfica Romulo Fialdini

Todas as obras de Leda Catunda:

Midias (1)

Leda Catunda inicia sua trajetória fazendo óleos sobre tela, sobre os quais aplica objetos pouco usuais, como tecidos ou pedaços de madeira. “Mas nunca tirei a pintura”, destaca. “Algumas pessoas dizem que meu trabalho já tem um assunto e não precisaria da tinta. Mas eu acho que a pintura dá um caráter artesanal e tem a cor, que só consigo resolver com ela”, explica. Esse recurso é uma característica que acompanha a artista desde os anos 1980, num processo de colagem a que ela se refere como “apropriação”. “Uso imagens que não são minhas”, diz Catunda, que sobrepõe signos de diferentes universos, criando um novo sentido. “As obras surgem da minha experiência no mundo”, descreve a criadora, que tem o hábito de colecionar ideias em cadernos, nos quais ela amadurece formas recorrentes de seu universo criativo, como as figuras arredondadas, depois reproduzidas em aquarelas e, finalmente, transpostas em telas.

Produção: Documenta Vídeo Brasil
Captação, edição e legendagem: Sacisamba
Intérprete: Erika Mota (terceirizada)
Locução: Júlio de Paula (terceirizado)

Exposições (256)

Todas as exposições

Eventos relacionados (6)

Artigo sobre 7ª sp-arte

Artigo da seção eventos
Temas do artigo: Artes visuais  
Data de início7ª sp-arte: 12-05-2011  |  Data de término | 15-05-2011
Resumo do artigo 7ª sp-arte:

Fundação Bienal de São Paulo

Fontes de pesquisa (36)

  • 15 artistas brasileiros. São Paulo: MAM, 1996. 44 p., 15 il.. color. SPmam 1996/q
  • PERFIL da Coleção Itaú. Prefácio Olavo Egydio Setubal; curadoria e texto Stella Teixeira de Barros. São Paulo: Itaú Cultural, 1998. 256 p., fotos color. IC 708 P438
  • A ARTE brasileira no mundo: uma trajetória: 24 artistas brasileiros. São Paulo: Dan Galeria, 1993. 24p. il. color. SPdg 1993
  • ARTE híbrida. Rio de Janeiro: Funarte, 1989. 44 p., il. color, p&b. RJfunarte 1989/a
  • ARTE híbrida. Texto Aracy Amaral, Sérgio Romagnolo. Rio de Janeiro: Funarte, 1989. 44 p., il. color, p&b.
  • ATUNDA, Leda. Pinturas moles. Vila Velha: Museu Ferroviário Vale do Rio Doce, 2000. folha dobrada, il. color. C369p 2000
  • AYALA, Walmir. Dicionário de pintores brasileiros. Organização André Seffrin. 2. ed. rev. e ampl. Curitiba: Ed. UFPR, 1997. 428 p. R750.81 A973d 2.ed.
  • BIENAL BRASIL SÉCULO XX, 1994, São Paulo, SP. Bienal Brasil Século XX: catálogo. Curadoria Nelson Aguilar, José Roberto Teixeira Leite, Annateresa Fabris, Tadeu Chiarelli, Maria Alice Milliet, Walter Zanini, Cacilda Teixeira da Costa, Agnaldo Farias. São Paulo: Fundação Bienal de São Paulo, 1994. 700 BI588sp Sec.XX
  • BRASILIDADE e independência. Brasília: Foyer do Teatro Nacional, 1985. , il. p&b. color. DFftn 1985
  • BRASILIDADE e independência. São Paulo: Museu da Casa Brasileira, 1985. folha dobrada, 1 il. color.
  • Brasilidade: coletânea de artistas brasileiros. Goiânia: Galeria de Arte Marina Patrich, 1997. s.p. GOmp 1997/b
  • CATUNDA, Leda. Leda Catunda. Apresentação Aracy Amaral; fotografia Romulo Fialdini. São Paulo: Galeria de Arte São Paulo, 1992. [8] p., il. p&b. color. C369 1992
  • CATUNDA, Leda. Leda Catunda. Fotografia Romulo Fialdini, Orlando Azevedo, Vilma Slomp. Curitiba: Casa da Imagem, 1998. [16] p., il. color. C369 1998
  • CATUNDA, Leda. Leda Catunda. Rio de Janeiro: Thomas Cohn Arte Contemporânea, 1988. 15 p., il. color. C369 1988
  • CATUNDA, Leda. Leda Catunda. São Paulo: Galeria de Arte São Paulo, 1990. 16 p., il. color. C369 1990
  • CATUNDA, Leda. Pinturas moles. Curadoria Katia Canton. Vila Velha: Museu Ferroviário Vale do Rio Doce, 2000. 1 folha dobrada, il. color.
  • CATUNDA, Leda. Poética da maciez: pinturas e objetos. 2003. Tese (Doutorado) - Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo  - ECA/USP, São Paulo, 2003.
  • CATUNDA, Leda. Poética da maciez: pinturas e objetos. 2003. Tese (Doutorado) - Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo  - ECA/USP, São Paulo, 2003. Não catalogado
  • CENTRO Cultural São Paulo: programa de exposições 91. São Paulo: Pavilhão da Bienal, 1992. , il. p&b. CAT-G SPccsp 1992
  • CHIARELLI, Tadeu. Leda Catunda. Colaboração Lisette Lagnado, Paulo Herkenhoff; versão em inglês John Norman. São Paulo: Cosac & Naify, 1998. 189 p., il. color.
  • COCA-COLA 50 anos com arte. Tradução Lia Wyler. Rio de Janeiro: MAM, 1992. 54p. il. p.b. color. RJmam 1992
  • FESTIVAL DE INVERNO DA UFMG, 29. , 1997, Ouro Preto, MG. 29º Festival de Inverno da UFMG: experiências e perspectivas. Ouro Preto: UFMG, 1997. 40 p., il. color. MGfi-ufmg 29/1997
  • HERANÇAS contemporâneas. São Paulo: MAC/U SP, 1997. [14] p., il. color. SPmac 1997/h
  • I Mostra Christian Dior de Arte Contemporânea: pinturas. Rio de Janeiro: Paço Imperial, 1986. 48 p., il. p&b color. RJpi 1986/pr
  • Leda Catunda. São Paulo: Cosac & Naify, 1998. 189 p., il. color. ISBN 85-86374-19-9. 759.81 C369c
  • LEITE, José Roberto Teixeira. 500 anos da pintura brasileira. Produção Raul Luis Mendes Silva, Eduardo Mace. [S.l.]: Log On Informática, 1999. 1 CD-ROM. CDR 759.981 L533q
  • LEITE, José Roberto Teixeira. 500 anos da pintura brasileira. Produção Raul Luis Mendes Silva, Eduardo Mace. [S.l.]: Log On Informática, 1999. 1 CD-ROM.
  • LOUZADA, Maria Alice do Amaral; LOUZADA, Júlio. Artes plásticas Brasil 1996: seu mercado, seus leilões. São Paulo: Júlio Louzada, 1996. R702.9 L895a v.3
  • MATTOS, Armando (Coord.). Anos 80: o palco da diversidade. Rio de Janeiro: MAM, 1995. 66 p., 37 il., color. CAT-G RJmam 1995/ao
  • MUSEU DE ARTE MODERNA (SÃO PAULO, SP); SOARES, Marcelo Lacerda (Coord.). Arte brasileira contemporânea. São Paulo: Bayer, 1996. 76p. il., color. Spmam 1996/a
  • OS anos 80. Apresentação Aguinaldo Coelho. Goiânia: Marina Potrich Galeria de Arte, 1998. , il. color. GOmp 1998
  • OS ANOS 80. Goiânia: Marina Potrich Galeria de Arte, 1998. , il. color.
  • PONTUAL, Roberto. Entre dois séculos: arte brasileira do século XX na coleção Gilberto Chateaubriand. Rio de Janeiro: Edições Jornal do Brasil, 1987. 709.8104 Cg492pr
  • PONTUAL, Roberto. Entre dois séculos: arte brasileira do século XX na coleção Gilberto Chateaubriand. Rio de Janeiro: Edições Jornal do Brasil, 1987.
  • PRÊMIO Brasília de Artes Plásticas 1990. Brasília: Museu de Arte de Brasília, 1990. 20 lâminas. DFfcdf 1990
  • SILVEIRA, Dôra (Coord.). Espelho da Bienal. Curadoria Ruben Breitman; versão em inglês Jullan Smyth; texto Mário Pedrosa e Paulo Reis; apresentação Italo Campofiorito. Niterói: MAC-Niterói, 1998. [16] p., 11 cartões-postais. RJmac 1998

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • LEDA Catunda. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2017. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa10215/leda-catunda>. Acesso em: 17 de Ago. 2017. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7