Artigo da seção pessoas Ana Maria Tavares

Ana Maria Tavares

Artigo da seção pessoas
Artes visuais  
Data de nascimento deAna Maria Tavares: 1958 Local de nascimento: (Brasil / Minas Gerais / Belo Horizonte)
Imagem representativa do artigo

Estação II , 2005 , Ana Maria Tavares
Registro fotográfico Sérgio Guerini

Biografia
Ana Maria da Silva Araújo Tavares (Belo Horizonte MG 1958). Escultora. Inicia sua formação na Escola de Belas Artes da Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG, entre 1977 e 1978. Após esse período, transfere-se para São Paulo, onde cursa licenciatura em artes plásticas na Fundação Armando Álvares Penteado - Faap. Leciona desenho na mesma instituição, entre 1982 e 1984. Freqüenta cursos com Regina Silveira (1939) e Julio Plaza (1938 - 2003), professores que influenciam seu experimentalismo. Entre 1984 e 1986, faz mestrado na The School of The Art Institute of Chicago [Escola do Instituto de Arte de Chicago], Estados Unidos. É marcante sua passagem por essa escola, pois intensifica questões conceituais e impõe novos parâmetros ao desenvolvimento de sua obra. Desde 1993, leciona na graduação do departamento artes plásticas na Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo - ECA/USP, onde obtém título de doutora em 2000, com a tese Armadilhas para os Sentidos: uma Experiência no Espaço-Tempo da Arte. Entre 2002 e 2003, é bolsista da John Simon Guggenheim Foundation, em Nova York. A partir de 2002, torna-se docente no curso de pós-graduação em poéticas visuais na ECA/USP. Em 2006, realiza a instalação Enigmas de uma Noite com Midnight Daydreams, no Instituto Tomie Ohtake, e desenvolve obra de grande escala para a Bienal de Cingapura.

Comentário Crítico
Ana Maria Tavares inicia sua produção em meio à voga da pintura, no início dos anos 1980. Em 1983, participa da mostra coletiva Pintura como Meio, no Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo - MAC/USP. Suas telas procuram interagir com o espaço circundante: a artista dispõe seus painéis buscando criar ambientes.

Em 1984, muda-se para os Estados Unidos, onde cursa mestrado na The School of The Art Institute of Chicago. Na escola de Chicago, é incentivada a desenvolver um trabalho mais espontâneo e a fazer uso de referências e padrões de industriais. Segundo o crítico de arte Tadeu Chiarelli, com base em sua experiência norte-americana, que vai de 1984 a 1986, a artista radicaliza seu descontentamento com "os espaços limitados das modalidades tradicionais".¹ Algumas instalações dessa época são expostas na Superior Street Gallery, em Chicago. Em 1986, realiza no jardim da Faap a escultura Abrigo para o Sol. Chiarelli considera a obra um marco na trajetória de Ana Tavares, por "estabelecer relações inusitadas com o espaço".² A partir de 1988, a artista busca atribuir uma aparência ainda mais industrial aos trabalhos. Algumas esculturas lembram objetos de design, como móveis, escadas, chicotes e outros.

Na década de 1990, faz instalações importantes. Algumas de suas obras ambientais recriam lugares anódinos, de passagem, como salas de aeroporto, roletas e salas de espera. A artista refaz ambientes que não demonstram qualidades distintivas nos quais as pessoas ficam por pouco tempo. Nesses trabalhos, o espaço é invadido por objetos impessoais e estranhos à galeria de arte.

Notas

1 CHIARELLI, Tadeu. Ana Maria Tavares e o cerco da arte. In: Arte Internacional Brasileira. São Paulo: Lemos Editorial, 2002. p. 232.

2 Idem. p. 230.

Outras informações de Ana Maria Tavares:

  • Outros nomes
    • Ana Maria da Silva Araújo Tavares
    • Ana Maria da Silva Araújo Tavares Pini
    • Ana Tavares
  • Habilidades
    • artista visual
    • escultor

Obras de Ana Maria Tavares: (19) obras disponíveis:

Exposições (196)

Artigo sobre Foto/Idéia (1981 : São Paulo, SP)

Artigo da seção eventos
Temas do artigo: Artes visuais  
Data de inícioFoto/Idéia (1981 : São Paulo, SP): 04-11-1981  |  Data de término | 30-11-1981
Resumo do artigo Foto/Idéia (1981 : São Paulo, SP):

Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo (Ibirapuera, São Paulo, SP)

Todas as exposições

Eventos relacionados (6)

Fontes de pesquisa (36)

  • CHIARELLI, Tadeu. Ana Maria Tavares e o cerco da arte. In: ______. Arte Internacional Brasileira. São Paulo: Lemos, 2002. p. 230.
  • CITY canibal. Curadoria Vitória Daniela Bousso. São Paulo: Paço das Artes, 1998. [58] p., il. color.  
  • AO cubo. São Paulo: Paço das Artes, 1997. s.p. il.
  • ARNAUD, Raquel (coord.), CIMINO, Fabio (coord.). Eduardo Sued, Nuno Ramos, Frida Baranek. São Paulo: Gabinete de Arte Raquel Arnaud, 1993. 4 p. il. p.b.
  • ARTE brasileira contemporânea: doações recentes/96. São Paulo: MAM, 1996. 45 p., il. p&b color.
  • ARTE híbrida. Rio de Janeiro: Funarte, 1989. 44 p., il. color, p&b.
  • BARROS, Stella Teixeira de. Ana Maria Tavares. Galeria: revista de arte, n. 23, p. 49-53.
  • BIENAL BRASIL SÉCULO XX, 1994, SÃO PAULO, SP. Bienal Brasil Século XX: catálogo. Organização Nelson Aguilar; apresentação Edemar Cid Ferreira. São Paulo: Fundação Bienal de São Paulo, 1994. 516 p., il. color.
  • BIENAL DE HABANA, 7., 2000, Habana. Séptima Bienal de Habana. Coordenação Lourdes Ricardo Suaréz. Habana: Centro de Arte Contemporâneo Wifredo LAM, 2000. 462 p., il. color.
  • BRASIL: la nueva generación. Tradução Maria Elvira Iriarte. Caracas: Fundación Museo de Bellas Artes, 1991. il. color.
  • CENNI, Roberto (coord.). Território expandido. Prêmio Multicultural Estadão 1999. Apresentação Danilo Santos de Miranda, Roberto C. Mesquita. São Paulo: Sesc, 1999. paginação irregular, il. color.
  • COLLECTION. Apresentação Fábio Cimino, Luciana Brito; tradução Izabel Murat Burbridge. São Paulo: Galeria Brito Cimino, s.d. 2f. dobradas,9 lâms., il. color.
  • CREAM 3: contemporary art in culture. London: Phaidon, 2003. 448 p., il. color.
  • DOIS. Apresentação Luciana Brito, Fábio Cimino. São Paulo: Galeria Brito Cimino, s.d.
  • HERKENHOFF, Paulo (org.), PEDROSA, Adriano (org.). Marcas do corpo, dobras da alma. Apresentação Luiz Antonio Viana, Margarita Pericás Sansone. São Paulo: Takano, 2000. 383 p., il. color.
  • HORIZONTE reflexivo. Versão em inglês Stephen Berg. Rio de Janeiro: Centro Cultural Light, 1998. 36p. il. color.
  • III. Apresentação Luciana Brito, Fábio Cimino; tradução Thomas Karsten. São Paulo: Galeria Brito Cimino, 2000.
  • LEME, Shirley Paes (coord.). Arte na cidade. Apresentação Shirley Paes Leme. Uberlândia: UFU, 1995. [18] p., il. p&b.
  • LISBOA, Solange (coord.), RUETE, Antonio (coord.). Arte suporte computador. São Paulo: Casa das Rosas, 1997. 62 p., il. color.
  • MODERNIDADE: arte brasileira do século XX. Apresentação Pierre Dossa. Paris: Musée d'Art Moderne de la Ville de Paris, 1988. 352 p., il., p&b., color.
  • MUSEU DE ARTE MODERNA (SÃO PAULO, SP). Arte brasileira no acervo do Museu de Arte Moderna de São Paulo: doações recentes 1996-1998. Rio de Janeiro: Centro Cultural Banco do Brasil, 1998. 48p. il. color.
  • O ESPÍRITO da nossa época: coleção Dulce e João Carlos de Figueiredo Ferraz. Versão em inglês Thomas William Nerney, Izabel Murat Burbridge; apresentação M. F. do Nascimento Brito. São Paulo: MAM, 2001. 216 p., il. color.
  • O MUSEU de Arte Moderna de São Paulo. São Paulo: Banco Safra, 1998. 351 p., il. color.
  • PINTURA como meio. São Paulo: MAC/USP, 1983. , il., p&b.
  • POLÍTICAS de la diferencia, arte iberoamericano fin de siglo. [Valência]: Generalitat Valenciana, 2001. 686 p., il. color.
  • PRÊMIO Brasília de Artes Plásticas 1990. Brasília: Museu de Arte de Brasília, 1990. , s. il.
  • SALÃO NACIONAL DE ARTES PLÁSTICAS, 11., 1989, Rio de Janeiro, RJ. 11º Salão Nacional de Artes Plásticas. Coordenação Leila Cristina Teles. Rio de Janeiro: Funarte, 1989. [112] p., il. color.
  • SAMAD, Daniella Elgul. A Produção Plástica dos anos 80 e 90 no repertório de Ana Maria Tavares e Iran do Espírito Santo. Dissertação (Mestrado) - Departamento de Artes Plásticas da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo - ECA/USP, 2002.
  • SEMANA FERNANDO FURLANETTO, 2., 1999, São João da Boa Vista, SP. II Semana Fernando Furlanetto. Coordenação Maria de Lourdes Germano; apresentação Fritz, Laert de Lima Teixeira. São João da Boa Vista: Prefeitura Municipal, 1999. [29] p., il. p&b, color.
  • SESC (SÃO PAULO, SP). Metal e suas liga-ações. Apresentação Lídia Tolaba, Devanilson Furlan. São Paulo, 1996. 9 p. il. color.
  • TAVARES, Ana Maria. Ana Maria Tavares. Tradução Jan Field. São Paulo: Gabinete de Arte Raquel Arnaud, 1991. folha dobrada, il., foto p.b.
  • TAVARES, Ana Maria. Objetos e interferências. Apresentação Fábio Magalhães. São Paulo: Pinacoteca do Estado, 1982. il. p.b.
  • TAVARES, Ana Maria. [Currículo da Artista]. Enviado em: 29/01/2013.
  • TELLES, Claudio (coord.), CABRAL, Eduardo (coord.). Quatro mestres escultores brasileiros contemporâneos: arte e espaço urbano : quinze propostas. Brasília: Fundação Athos Bulcão, 1996. 104 p., il. p&b.
  • TRIDIMENSIONALIDADE: arte brasileira do século XX. Apresentação Ricardo Ribenboim. 2. ed. São Paulo: Itaú Cultural : Cosac & Naify, 1999. 264 p., il. color.
  • YAMAGISHI, Harumi (org.). Foto/Idéia. Texto Harumi Yamagishi. São Paulo: MAC, 1987. 63p. il., p.b.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • ANA Maria Tavares. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2017. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa10078/ana-maria-tavares>. Acesso em: 28 de Mai. 2017. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7