Artigo da seção pessoas Ana Maria Tavares

Ana Maria Tavares

Artigo da seção pessoas
Artes visuais  
Data de nascimento deAna Maria Tavares: 1958 Local de nascimento: (Brasil / Minas Gerais / Belo Horizonte)
Imagem representativa do artigo

Corrimão , 1996 , Ana Maria Tavares
Registro fotográfico Eduado Brandão/Itaú Cultural

Biografia
Ana Maria da Silva Araújo Tavares (Belo Horizonte MG 1958). Escultora. Inicia sua formação na Escola de Belas Artes da Universidade Federal de Minas Gerais - UFMG, entre 1977 e 1978. Após esse período, transfere-se para São Paulo, onde cursa licenciatura em artes plásticas na Fundação Armando Álvares Penteado - Faap. Leciona desenho na mesma instituição, entre 1982 e 1984. Freqüenta cursos com Regina Silveira (1939) e Julio Plaza (1938 - 2003), professores que influenciam seu experimentalismo. Entre 1984 e 1986, faz mestrado na The School of The Art Institute of Chicago [Escola do Instituto de Arte de Chicago], Estados Unidos. É marcante sua passagem por essa escola, pois intensifica questões conceituais e impõe novos parâmetros ao desenvolvimento de sua obra. Desde 1993, leciona na graduação do departamento artes plásticas na Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo - ECA/USP, onde obtém título de doutora em 2000, com a tese Armadilhas para os Sentidos: uma Experiência no Espaço-Tempo da Arte. Entre 2002 e 2003, é bolsista da John Simon Guggenheim Foundation, em Nova York. A partir de 2002, torna-se docente no curso de pós-graduação em poéticas visuais na ECA/USP. Em 2006, realiza a instalação Enigmas de uma Noite com Midnight Daydreams, no Instituto Tomie Ohtake, e desenvolve obra de grande escala para a Bienal de Cingapura.

Comentário Crítico
Ana Maria Tavares inicia sua produção em meio à voga da pintura, no início dos anos 1980. Em 1983, participa da mostra coletiva Pintura como Meio, no Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo - MAC/USP. Suas telas procuram interagir com o espaço circundante: a artista dispõe seus painéis buscando criar ambientes.

Em 1984, muda-se para os Estados Unidos, onde cursa mestrado na The School of The Art Institute of Chicago. Na escola de Chicago, é incentivada a desenvolver um trabalho mais espontâneo e a fazer uso de referências e padrões de industriais. Segundo o crítico de arte Tadeu Chiarelli, com base em sua experiência norte-americana, que vai de 1984 a 1986, a artista radicaliza seu descontentamento com "os espaços limitados das modalidades tradicionais".¹ Algumas instalações dessa época são expostas na Superior Street Gallery, em Chicago. Em 1986, realiza no jardim da Faap a escultura Abrigo para o Sol. Chiarelli considera a obra um marco na trajetória de Ana Tavares, por "estabelecer relações inusitadas com o espaço".² A partir de 1988, a artista busca atribuir uma aparência ainda mais industrial aos trabalhos. Algumas esculturas lembram objetos de design, como móveis, escadas, chicotes e outros.

Na década de 1990, faz instalações importantes. Algumas de suas obras ambientais recriam lugares anódinos, de passagem, como salas de aeroporto, roletas e salas de espera. A artista refaz ambientes que não demonstram qualidades distintivas nos quais as pessoas ficam por pouco tempo. Nesses trabalhos, o espaço é invadido por objetos impessoais e estranhos à galeria de arte.

Notas

1 CHIARELLI, Tadeu. Ana Maria Tavares e o cerco da arte. In: Arte Internacional Brasileira. São Paulo: Lemos Editorial, 2002. p. 232.

2 Idem. p. 230.

Outras informações de Ana Maria Tavares:

  • Outros nomes
    • Ana Maria da Silva Araújo Tavares
    • Ana Maria da Silva Araújo Tavares Pini
    • Ana Tavares
  • Habilidades
    • artista visual
    • escultor

Obras de Ana Maria Tavares: (19) obras disponíveis:

Exposições (196)

Artigo sobre Foto/Idéia (1981 : São Paulo, SP)

Artigo da seção eventos
Temas do artigo: Artes visuais  
Data de inícioFoto/Idéia (1981 : São Paulo, SP): 04-11-1981  |  Data de término | 30-11-1981
Resumo do artigo Foto/Idéia (1981 : São Paulo, SP):

Museu de Arte Contemporânea da Universidade de São Paulo (Ibirapuera, São Paulo, SP)

Todas as exposições

Eventos relacionados (6)

Fontes de pesquisa (36)

  • CHIARELLI, Tadeu. Ana Maria Tavares e o cerco da arte. In: ______. Arte Internacional Brasileira. São Paulo: Lemos, 2002. p. 230.
  • CITY canibal. Curadoria Vitória Daniela Bousso. São Paulo: Paço das Artes, 1998. [58] p., il. color.  
  • AO cubo. São Paulo: Paço das Artes, 1997. s.p. il.
  • ARNAUD, Raquel (coord.), CIMINO, Fabio (coord.). Eduardo Sued, Nuno Ramos, Frida Baranek. São Paulo: Gabinete de Arte Raquel Arnaud, 1993. 4 p. il. p.b.
  • ARTE brasileira contemporânea: doações recentes/96. São Paulo: MAM, 1996. 45 p., il. p&b color.
  • ARTE híbrida. Rio de Janeiro: Funarte, 1989. 44 p., il. color, p&b.
  • BARROS, Stella Teixeira de. Ana Maria Tavares. Galeria: revista de arte, n. 23, p. 49-53.
  • BIENAL BRASIL SÉCULO XX, 1994, SÃO PAULO, SP. Bienal Brasil Século XX: catálogo. Organização Nelson Aguilar; apresentação Edemar Cid Ferreira. São Paulo: Fundação Bienal de São Paulo, 1994. 516 p., il. color.
  • BIENAL DE HABANA, 7., 2000, Habana. Séptima Bienal de Habana. Coordenação Lourdes Ricardo Suaréz. Habana: Centro de Arte Contemporâneo Wifredo LAM, 2000. 462 p., il. color.
  • BRASIL: la nueva generación. Tradução Maria Elvira Iriarte. Caracas: Fundación Museo de Bellas Artes, 1991. il. color.
  • CENNI, Roberto (coord.). Território expandido. Prêmio Multicultural Estadão 1999. Apresentação Danilo Santos de Miranda, Roberto C. Mesquita. São Paulo: Sesc, 1999. paginação irregular, il. color.
  • COLLECTION. Apresentação Fábio Cimino, Luciana Brito; tradução Izabel Murat Burbridge. São Paulo: Galeria Brito Cimino, s.d. 2f. dobradas,9 lâms., il. color.
  • CREAM 3: contemporary art in culture. London: Phaidon, 2003. 448 p., il. color.
  • DOIS. Apresentação Luciana Brito, Fábio Cimino. São Paulo: Galeria Brito Cimino, s.d.
  • HERKENHOFF, Paulo (org.), PEDROSA, Adriano (org.). Marcas do corpo, dobras da alma. Apresentação Luiz Antonio Viana, Margarita Pericás Sansone. São Paulo: Takano, 2000. 383 p., il. color.
  • HORIZONTE reflexivo. Versão em inglês Stephen Berg. Rio de Janeiro: Centro Cultural Light, 1998. 36p. il. color.
  • III. Apresentação Luciana Brito, Fábio Cimino; tradução Thomas Karsten. São Paulo: Galeria Brito Cimino, 2000.
  • LEME, Shirley Paes (coord.). Arte na cidade. Apresentação Shirley Paes Leme. Uberlândia: UFU, 1995. [18] p., il. p&b.
  • LISBOA, Solange (coord.), RUETE, Antonio (coord.). Arte suporte computador. São Paulo: Casa das Rosas, 1997. 62 p., il. color.
  • MODERNIDADE: arte brasileira do século XX. Apresentação Pierre Dossa. Paris: Musée d'Art Moderne de la Ville de Paris, 1988. 352 p., il., p&b., color.
  • MUSEU DE ARTE MODERNA (SÃO PAULO, SP). Arte brasileira no acervo do Museu de Arte Moderna de São Paulo: doações recentes 1996-1998. Rio de Janeiro: Centro Cultural Banco do Brasil, 1998. 48p. il. color.
  • O ESPÍRITO da nossa época: coleção Dulce e João Carlos de Figueiredo Ferraz. Versão em inglês Thomas William Nerney, Izabel Murat Burbridge; apresentação M. F. do Nascimento Brito. São Paulo: MAM, 2001. 216 p., il. color.
  • O MUSEU de Arte Moderna de São Paulo. São Paulo: Banco Safra, 1998. 351 p., il. color.
  • PINTURA como meio. São Paulo: MAC/USP, 1983. , il., p&b.
  • POLÍTICAS de la diferencia, arte iberoamericano fin de siglo. [Valência]: Generalitat Valenciana, 2001. 686 p., il. color.
  • PRÊMIO Brasília de Artes Plásticas 1990. Brasília: Museu de Arte de Brasília, 1990. , s. il.
  • SALÃO NACIONAL DE ARTES PLÁSTICAS, 11., 1989, Rio de Janeiro, RJ. 11º Salão Nacional de Artes Plásticas. Coordenação Leila Cristina Teles. Rio de Janeiro: Funarte, 1989. [112] p., il. color.
  • SAMAD, Daniella Elgul. A Produção Plástica dos anos 80 e 90 no repertório de Ana Maria Tavares e Iran do Espírito Santo. Dissertação (Mestrado) - Departamento de Artes Plásticas da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo - ECA/USP, 2002.
  • SEMANA FERNANDO FURLANETTO, 2., 1999, São João da Boa Vista, SP. II Semana Fernando Furlanetto. Coordenação Maria de Lourdes Germano; apresentação Fritz, Laert de Lima Teixeira. São João da Boa Vista: Prefeitura Municipal, 1999. [29] p., il. p&b, color.
  • SESC (SÃO PAULO, SP). Metal e suas liga-ações. Apresentação Lídia Tolaba, Devanilson Furlan. São Paulo, 1996. 9 p. il. color.
  • TAVARES, Ana Maria. Ana Maria Tavares. Tradução Jan Field. São Paulo: Gabinete de Arte Raquel Arnaud, 1991. folha dobrada, il., foto p.b.
  • TAVARES, Ana Maria. Objetos e interferências. Apresentação Fábio Magalhães. São Paulo: Pinacoteca do Estado, 1982. il. p.b.
  • TAVARES, Ana Maria. [Currículo da Artista]. Enviado em: 29/01/2013.
  • TELLES, Claudio (coord.), CABRAL, Eduardo (coord.). Quatro mestres escultores brasileiros contemporâneos: arte e espaço urbano : quinze propostas. Brasília: Fundação Athos Bulcão, 1996. 104 p., il. p&b.
  • TRIDIMENSIONALIDADE: arte brasileira do século XX. Apresentação Ricardo Ribenboim. 2. ed. São Paulo: Itaú Cultural : Cosac & Naify, 1999. 264 p., il. color.
  • YAMAGISHI, Harumi (org.). Foto/Idéia. Texto Harumi Yamagishi. São Paulo: MAC, 1987. 63p. il., p.b.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • ANA Maria Tavares. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2017. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/pessoa10078/ana-maria-tavares>. Acesso em: 21 de Jul. 2017. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7