Artigo da seção grupos MoviMente

MoviMente

Artigo da seção grupos
Dança  
Data de criação da obra MoviMente: 2009 Local de crição: (Brasil / Mato Grosso do Sul / Campo Grande)

Histórico

MoviMente – Fórum de Artistas da Dança é uma comunidade informal de pessoas ligadas à dança em Campo Grande, Mato Grosso do Sul. Esse grupo comunica-se por meio de redes sociais desde 2009 para refletir sobre o processo criativo e organizacional da dança na contemporaneidade. Alguns dos integrantes estudam no primeiro curso de especialização em dança do estado, oferecido pela Universidade Católica Dom Bosco. Na época, constituem-se os primeiros cursos de graduação em Artes Cênicas em Mato Grosso do Sul: artes cênicas com habilitação em teatro, ativo desde 2009, na Universidade Federal da Grande Dourados (UFGD), e artes cênicas e dança, ativo desde 2010, na Universidade Estadual de Mato Grosso do Sul (UEMS). A reflexão crítica e coletiva sobre dança explicita descontentamentos com a gestão pública de cultura do estado e do município e com a baixa representatividade política da classe naquelas instituições. 

Em 2009, um projeto de oficina de dança contemporânea para crianças é reprovado pela Fundação Municipal de Cultura (Fundac), órgão gestor da política pública de cultura de Campo Grande. A seleção do programa de oficinas é feita pela Associação Sul-Mato-Grossense dos Profissionais da Dança (ASPDMS), única entidade representativa da classe no estado. A justificativa é de que “não existe dança contemporânea para crianças, somente balé clássico”. A incoerência dessa justificativa revela a necessidade de artistas mobilizarem-se e atuarem politicamente para defender os interesses da categoria. 

Em 8 de abril de 2009, realiza-se a primeira reunião do Fórum, na capital mato-grossense. Nesse momento, surgem questionamentos sobre “como” o grupo MoviMente deve oficializar-se. Na condição de um conjunto de “pessoas físicas”? Ou organizado como pessoa jurídica? Ou, ainda, como uma nova associação? Para não repetir erros de organizações existentes, o grupo inicia reflexões sobre um modo de organização democrático e sem hierarquias. 

As discussões nas primeira reuniões desviam o foco do motivo original do grupo e revelam as lacunas na educação política dos integrantes. Apesar de alguns deles terem participado da ASPDMS ou atuado na gestão pública para cultura, são poucas as experiências específicas com mobilização política em dança. Para chegar a um consenso sobre o modo de organização, os integrantes elencam os motivos que os unem. 

De início, constatam três motivações diferentes, não exatamente conciliáveis: motivações políticas, para debater questões comuns e públicas da dança em Mato Grosso do Sul; motivações corporativas, para a criação de um órgão de representação de classe; e motivações profissionais, para articular o trabalho entre pessoas que atuam ou querem atuar juntas. Em outras palavras, o grupo organiza-se como fórum político, representação de classe e empreendimento cultural. Ao longo das reuniões, torna-se claro que a vocação do MoviMente realiza-se na mobilização política e na reflexão crítica.

Entre 2010 e 2012, o MoviMente atua em diversas áreas. Em 2010 e 2011, promove a festa MoviMente in Black, para divulgar e defender ideais do Fórum. Em junho de 2010, elabora propostas para o edital de circulação de dança da Fundação de Cultura de MS – o “Circuito Dança no Mato”. No mesmo ano, incentiva a criação da Câmara Setorial de Dança de Campo Grande. Em 2011, sugere modificações no edital de oficinas de dança da Fundac. Além disso, propõe critérios para a seleção de professores de dança das unidades Sesc e contribui na elaboração da minuta do edital do Fundo Municipal de Incentivo à Cultura (FMIC). Em novembro de 2011, participa da produção de manifesto a favor do investimento de 1% do orçamento público municipal para a cultura – o A Imaginação Move a Cidade: Todos Somos Um. Desde de 2011, o grupo mantém um blogue sobre as atividades e reflexões ligadas à dança sul-mato-grossense.

Durante os anos de atuação, algumas demandas do grupo são atendidas pelos órgãos públicos. Além disso, a representatividade dos integrantes no espaço público da dança de Mato Grosso do Sul fortalece-se, e artistas da dança e órgãos públicos exercitam debate democrático e aberto – as opiniões do grupo são divulgadas e mediadas, sobretudo, no blogue que define o MoviMente como um “fórum (teórico-prático) de artistas (e interessados) em dança (e conexões)”. 

Na opinião de Renata Leoni, uma das integrantes e fundadoras do MoviMente, o melhor resultado do Fórum é o de “abrir discussões, mas não necessariamente fechar, armazenar e controlar resultados”. Esses talvez estejam materializados em cada espetáculo, evento, manifestação pública, publicação na internet, de cada integrante que atua em diferentes frentes da dança em Mato Grosso do Sul (criação, ensino, produção, gestão pública) e em outras localidades. Sem serem guiadas por estatutos, diretoria ou presidência, essas ações formam a “rede” conectada do MoviMente. 

Outras informações do grupo MoviMente:

  • Outros nomes
    • Fórum MoviMente

Fontes de pesquisa (3)

  • MOVIMENTE, Fórum. Disponível em: < http://forummovimente.blogspot.com/ >. Acesso em: 10 mar. 2012.

     

  • MOVIMENTE, Fórum. Entrevista concedida por e-mail a Luiza Rosa. 8 mar. 2012.

     

  • LEONI, Renata. O que é o MoviMente? Artigo (Conclusão de curso de  em Dança) – Universidade Católica Dom Bosco. Campo Grande, 2010.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • MOVIMENTE . In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2017. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/grupo636058/movimente>. Acesso em: 15 de Dez. 2017. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7