Artigo da seção grupos Centro Teatral e Etc e Tal

Centro Teatral e Etc e Tal

Artigo da seção grupos
Teatro  

Histórico

Formado pelos atores Marcio Moura, Melissa Teles-Lôbo e Alvaro Assad, que dirige os espetáculos, o Centro Teatral e Etc e Tal se caracteriza pela técnica da mímica. Ele cria seus próprios textos na pesquisa de junção entre a precisão gestual e o humor da comédia popular.

Fundado no Rio de Janeiro, em 1993 pelo ator e mímico Alvaro Assad, que inicia sua carreira como assistente de direção de Luís de Lima, o Centro se dedica à 'pantomima literária', que conjuga mímica e narração. Os primeiros espetáculos, concebidos e dirigidos por Assad, são Enrola e Desenrola, 1993; Palavras do Silêncio, 1994; e Festival de Pantomima Literária, 1995, apresentados em eventos literários e teatrais.

Em parceria com a Livraria PLIC, dá início ao Projeto Leva e Traz, que promove o intercâmbio de leitura entre alunos, levando para as escolas as Pantomimas Literárias e as oficinas da companhia. Por meio desse projeto, o Centro Teatral e Etc e Tal visita 98 escolas entre 1994 e 2001.

Em 1998, estréia João Mata 7, criação e direção de Alvaro Assad. No ano seguinte, realiza o projeto Rio que Te Quero Riso, que leva o trabalho de artistas cômicos às praças do Rio de Janeiro. Ainda em 1999, estréia Fulano e Sicrano, no Festival de Teatro de Curitiba. O espetáculo trabalha o humor, a linguagem das histórias em quadrinhos e do teatro de animação para o público adulto, mesclando situações cotidianas, gromelô, mímica e pantomima literária. Participa do Festival Internacional de Londrina, do evento Anjos do Picadeiro III e de outros festivais no Brasil.

Em Victor James, 2001, a companhia monta uma ficção a partir de um viciado em videogame que acaba se tornando personagem do mundo virtual. O espetáculo recebe o Prêmio Pronarte do Governo do Estado do Rio de Janeiro. No ano seguinte, estréia O Macaco e a Boneca de Piche, baseado no conto popular em que uma velhinha arma um plano para impedir que o macaco roube suas bananas.

Em 2004, encena No Buraco, cinco pantomimas nas quais os atores, atrás de um biombo de sete metros de comprimento e um metro de altura, criam efeitos e ilusões que sugerem ações de flutuar, voar, afundar, cair. Em dezembro, integra a curadoria do Anjos do Picadeiro 4 - Encontro Internacional de Palhaços. Recebe, do Centro Brasileiro de Teatro para Infância e Juventude - CBTIJ, o Prêmio Destaque 2005 na categoria artística, pelo desenvolvimento de seu trabalho nos últimos anos, comprometido com o teatro para crianças e jovens.

Em ¿Branca de Neve?, 2006, a mímica transporta a ação para os diversos ambientes do conto de fadas e os três atores se revezam em vinte personagens, usando pela primeira vez os recursos do teatro de sombras.

O crítico de teatro infantil Carlos Augusto Nazareth, do Jornal do Brasil, escreve: "(...) o Centro Teatral e Etc e Tal consegue um reconto eficiente apenas com mímica, sombras e sons, fazendo com que o adulto e a criança, por um lado, re-conheçam a história e por outro apresenta elementos de versões pouco conhecidas, numa mistura muito bem equilibrada. Cada um dos três atores faz vários personagens da história, que gira em torno da figura feminina, seja a rainha, madrasta, bruxa ou a própria Branca de Neve, conduzida de modo excepcional pela atriz Melissa Teles-Lôbo. (...) O espetáculo alia mímica, humor e teatro de sombras ao lado de uma interpretação primorosa dos atores e uma direção exata. Técnica e pesquisa se aliam para fazer um espetáculo de qualidade".¹

Melissa Teles-Lôbo recebe, em 2006, o Prêmio Zilka Sallaberry de Teatro Infantil como melhor atriz e o grupo recebe o prêmio especial pela proposta de renovação da linguagem. A companhia participa da 9ª edição de Sementes - Mostra Internacional de Artes para o Pequeno Público, em Almada, Portugal.

Com seu repertório, a companhia participa de mostras e eventos em diversos países - Alemanha, Dinamarca, França, Portugal, Argentina e Paraguai - e faz turnês pelo Brasil, tendo se apresentado em dezessete Estados.

Notas

1. NAZARETH, Carlos Augusto. Técnica e pesquisa se alinham para fazer um espetáculo de qualidade, Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 15 dez. 2006.

Outras informações do grupo Centro Teatral e Etc e Tal:

  • Outros nomes
    • Centro Teatral Etc e Tal

Espetáculos (16)

Fontes de pesquisa (3)

  • ETC e tal. Disponível em: [http://www.etcetal.art.br]. Acesso em: 02/05/2007.
  • GRUPOS e cias. Disopnível em: [http://www.gruposecias.com.br].  Acesso em: 02/05/2007.
  • NAZARETH, Carlos Augusto Nazareth. Técnica e pesquisa se alinham para fazer um espetáculo de qualidade. Jornal do Brasil, Rio de Janeiro, 15 dez. 2006.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • CENTRO Teatral e Etc e Tal. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2018. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/grupo466955/centro-teatral-e-etc-e-tal>. Acesso em: 15 de Out. 2018. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7