Artigo da seção grupos Núcleo Bartolomeu de Depoimentos

Núcleo Bartolomeu de Depoimentos

Artigo da seção grupos
Teatro  

Histórico

A companhia, fundada em São Paulo, em 1999, utiliza elementos da cultura Hip-Hop - break, grafite, DJ e Rap - na realização de seus trabalhos teatrais. Com a direção da dramaturga Claudia Schapira e do DJ e ator Eugênio Lima, o grupo investe na oralidade ritmada e na póetica musical, expondo as urgências, dificuldades e contradições da vida nas metrópoles. O objetivo é estabelecer o encontro da arte de representar com os modos de expressão urbanos, resultando numa linguagem híbrida, que evolui para espetáculos-manifestos e marcada pelo tom de denúncia social, mas sem contudo desenvolver um discurso panfletário.

Essa ambição é estruturada na forma da narrativa épica, segundo o modelo brechtiano. Estrutura utilizada pelo grupo desde o primeiro espetáculo, Bartolomeu, Que Será Que Nele Deu?, 2000, livre-adaptação do conto Bartebly, o Escriturário, de Herman Melville. A direção de Georgette Fadel prenuncia o casamento estético radicalizado na montagem seguinte.

Acordei que Sonhava, 2003, é mais ousado na plasticidade e na escrita de cena, que recria o clássico da literatura universal, A Vida É Sonho, do espanhol Pedro Calderón de la Barca, escrita no século XVII. O texto, uma metáfora da trajetória do personagem central, o príncipe Segismundo, alude aos destinos do povo brasileiro aprisionado à ignorância - na acepção da diretora Schapira.
 
Em Frátria Amada Brasil - Pequeno Compêndio de Lendas Urbanas, 2006, o Núcleo elege o poema Odisséia, de Homero, como ponto de partida. Na peça, a epópeia vivida pela personagem Ulisses é desdobrada no movimento de anônimos, "zés-ninguém", vagando sem destino. Ao longo do desfile desse seres errantes, movidos por vaidades e prepotência a atraídos pelos mitos, suas desventuras resultam num processo de aprendizagem.

A crítica Beth Néspoli afirma que o Núcleo Bartolomeu concebe um espetáculo "inovador" e destaca o foco da montagem no processo de individuação: "Não confundir com individualismo. Neste último, o sujeito imagina isolar-se do mundo - cuido de mim, cada um por si -, mas continua impregnado da ideologia de seu tempo, sempre ditada pelo poder. Na individuação, ao contrário, o processo é o do autoconhecimento, da tomada de consciência, uma separação entre indivíduo e ideologia, única forma de agir sobre ela - idéia explorada com incrível clareza no espetáculo. Outra boa sacada foi a transmutação para o exílio em terra própria. Entre os mitos, o da mãe pátria que a todos acolhe. Só quebrado esse mito, adquirida a consciência de quem se é, onde se está, é possível arregaçar as mangas e talvez transformar pátria - de pai patrão - em frátria, idéia sintetizada com brilho na cena final".1

O grupo também se desdobra em intervenções públicas, como as que nascem do Projeto Urgência nas Ruas, na região central e noutros bairros de São Paulo, entre 2002 e 2004. Alguns dos seus integrantes militam ainda no coletivo de 'artivismo' Frente 3 de Fevereiro, cujas performances colocam o racismo em xeque.

Notas

1. NÉSPOLI, Beth. Potência é marca de Frátria Amada. O Estado de S. Paulo, São Paulo, 14 nov. 2006. Caderno 2.

Outras informações do grupo Núcleo Bartolomeu de Depoimentos:

  • Outros nomes
    • Companhia Bartolomeu de Depoimentos

Espetáculos (13)

Fontes de pesquisa (5)

  • ACORDEI que Sonhava. Programa do espetáculo. São Paulo, 2003.
  • BARTOLOMEU, Que Será que Nele Deu? Programa do espetáculo. São Paulo, 2000.
  • FRÁTRIA Amada Brasil - Um compêndio de Lendas Urbanas. Programa do espetáculo. São Paulo, 2006.
  • NÉSPOLI, Beth. Potência é marca de Frátria Amada. O Estado de S. Paulo, São Paulo, 14 nov. 2006. Caderno 2.
  • PROJETO Urgência nas Ruas - Intervenções. Programa do espetáculo. São Paulo, 2002.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • NÚCLEO Bartolomeu de Depoimentos. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2019. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/grupo464387/nucleo-bartolomeu-de-depoimentos>. Acesso em: 26 de Jun. 2019. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7