Artigo da seção grupos Companhia de Ópera Seca

Companhia de Ópera Seca

Artigo da seção grupos
Teatro  

Histórico

Organizada pelo diretor Gerald Thomas, a companhia atua durante cerca de dez anos, com diferentes atores, artistas e técnicos, mantendo como eixo a linguagem grandiloqüente e paródica de seu encenador.

Com exceção de Fim de Jogo, de Samuel Beckett, 1990, todos os demais espetáculos são escritos por Gerald Thomas, mesmo quando inspirados em uma obra literária, como a Trilogia Kafka. O texto, via de regra, serve à imagem, não tendo nenhuma autonomia em relação ao espetáculo - formado de pequenas frases e comentários e, por vezes, monólogos em que o ator reflete sobre a própria cena como um porta-voz do diretor. Os cenários, nos primeiros espetáculos, são de Daniela Thomas, que cria gigantescos e hipotéticos ambientes, como a biblioteca da Trilogia Kafka. Bete Coelho protagoniza várias obras, como atriz capaz de construir a interpretação favorita do encenador, com expressividade que sintetiza, em seu exagero, a dramaticidade e o distanciamento.

O espetáculo de estréia, Trilogia Kafka, 1988, encenada em São Paulo, se compõe de três espetáculos: Um Processo; Uma Metamorfose; Praga - livremente inspirados nas obras de Franz Kafka. Integram o elenco Luiz Damasceno, Marcos Barreto e Bete Coelho - fundadores da companhia. Malu Pessin, Edilson Botelho e Oswaldo Barreto se integram ao conjunto e somam-se, ainda, técnicos que permanecerão por várias montagens: Domingos Varela, na contra-regragem, Washington Oliveira, na sonoplastia, e o iluminador Wagner Pinto

No programa, Daniela Thomas define o cenário: "Mais do que conter livros, essa biblioteca deveria ser o túmulo do pensamento ocidental, o túmulo da razão, aquela que tão racionalmente se perde em Kafka".1 A montagem consagra Bete Coelho, a atriz-chave do espetáculo, responsável pela empatia que, pela primeira vez, o encenador obtém com a platéia. A Trilogia elabora a linguagem já apontada pelo diretor em Eletra Com Creta, ao mesmo tempo que se constitui num aprimoramento da construção dramatúrgica de Gerald Thomas.

Em 1990, a companhia traz à cena um texto dramático - Fim de Jogo, de Samuel Beckett, ao contrário dos anteriores, um espetáculo em que a expressividade dos elementos da encenação recua em favor do texto, da ação e dos atores. Bete Coelho, como Hamm, o cego paralítico, em uma interpretação meticulosa, é o elemento central no espaço claustrofóbico composto por Daniela Thomas. Em M.O.R.T.E., 1990, sua última incursão na companhia, a atriz é criador e criatura, encarnando o alter-ego de Gerald Thomas.

A atriz Fernanda Torres assume o primeiro papel nos próximos três espetáculos: The Flash and Crash Days - Tempestade e Fúria, 1991, O Império das Meias Verdades, 1993, e UnGlauber, 1994. Em The Flash and Crash Days, contracena com a mãe, a consagrada Fernanda Montenegro, que se abre às excêntricas experimentações do diretor. Em Nowhere Man, 1995, Luiz Damasceno interpreta Fausto, na versão do mito, adaptada por Gerald para os conflitos da modernidade. A partir de 1997, o diretor compõe sua equipe em função de cada projeto. O nome Companhia de Ópera Seca passa a significar apenas a estética de Gerald Thomas.

Notas

1. THOMAS, Daniela. Poesia cênica por Daniela. TRILOGIA KAFKA. texto Daniela Thomas. São Paulo, 1988. 1 folder. Programa do espetáculo, apresentado em 1988.

Outras informações

  • Outros nomes
    • Companhia Ópera Seca
    • Dry Opera Company

Espetáculos (27)

Todos os espetáculos

Fontes de pesquisa (6)

  • ALBUQUERQUE, Johana. Gerald Thomas (1954) (ficha curricular) In: _________. ENCICLOPÉDIA do Teatro Brasileiro Contemporâneo. Material elaborado em projeto de pesquisa para a Fundação VITAE. São Paulo, 2000.
  • COMPANHIA de Ópera Seca. Rio de Janeiro: Funarte / Cedoc. Dossiê Grupos Teatro Adulto.
  • FERNANDES, Sílvia. Memória e invenção: Gerald Thomas em cena. São Paulo: Perspectiva, 1996. 339 p.
  • LABAKI, Aimar. O processo de Franz Kafka encerra um processo de Thomas. Folha de S.Paulo, São Paulo, 15 maio 1988.
  • LAMOUNIER, Amadeo. Ficha curricular de Gerald Thomas. São Paulo, 02 jun. 2002.
  • THOMAS, Gerald. Rio de Janeiro: Funarte / Cedoc. Dossiê Personalidades Artes Cênicas.

Como citar?

Para citar a Enciclopédia Itaú Cultural como fonte de sua pesquisa utilize o modelo abaixo:

  • COMPANHIA de Ópera Seca. In: ENCICLOPÉDIA Itaú Cultural de Arte e Cultura Brasileiras. São Paulo: Itaú Cultural, 2017. Disponível em: <http://enciclopedia.itaucultural.org.br/grupo399384/companhia-de-opera-seca>. Acesso em: 27 de Mar. 2017. Verbete da Enciclopédia.
    ISBN: 978-85-7979-060-7