Eventos

Arsênico e Alfazema

  • Análise
  • Ficha Técnica
  • Histórico

    Comédia dirigida por Adolfo Celi (1922-1986), no Teatro Brasileiro de Comédia, faz grande sucesso de público e funciona como trunfo para equilibrar as contas da companhia sempre que necessário. O texto do norte-americano Joseph Kesselring debruça-se sobre uma família nada convencional, enfocando situações cômicas que, muitas vezes, chegam a atingir o plano da farsa: duas tias solteironas são adeptas da eutanásia e pretendem envenenar diversas pessoas, recorrendo ao uso de um certo chá. Paralelamente, um sobrinho se julga o presidente Roosevelt, enquanto um jovem casal tenta, em meio às loucuras e desencontros, perpetuar seu amor. Sobra espaço para a entrada de policiais, médicos e um reverendo protestante, criando situações típicas das peças de qüiproquós.

    Análise profunda das situações, marcação exata para os atores e um bom número de achados cômicos destinados a prender a atenção do público apresentam a metodologia típica do trabalho de encenação de Adolfo Celi.

    Do elenco constam Cacilda Becker (1921-1969), Madalena Nicoll, Clóvis Garcia (1921-2012), Célia Biar (1918-1999), Maurício Barroso, Milton Ribeiro e Carlos Vergueiro, entre outros, nesta produção estreada em 1949, reunindo amadores e profissionais.

    A peça faz sucesso e é remontada, nos anos subseqüentes, sempre que a situação financeira se mostrar desfavorável ou para preencher lacunas na programação, causadas por espetáculos mal-sucedidos. É o que ocorre após a malograda carreira de O Grilo da Lareira, em 1951, quando a remontagem de Arsênico e Alfazema ganha implementos de produção e um elenco de primeira linha: Sergio Cardoso (1925-1973), Paulo Autran (1922-2007), Luiz Linhares, Victor Merinov, Ziembinski (1908-1978), Waldemar Wey e Marina Freire substituem os artistas da montagem original. O figurino fica sob a supervisão de Cleyde Yáconis (1923-2013) e as caracterizações com Victor Merinov.

  • Autoria
    Joseph Kesselring

    Direção
    Adolfo Celi

    Cenografia
    Noemia Mourão

    Elenco Personagem Premiação
    A. C. Carvalho Dr. Einstein  
    Cacilda Becker Abby Brewster  
    Carlos Vergueiro Sargento O'Hara  
    Célia Biar Alain Harper  
    Clóvis Garcia Sargento Brody  
    Geraldo Pacheco Jordão Tenente Rooney  
    Haroldo Gregory Mr. Gibbs  
    J. E. Coelho Neto Reverendo Harper  
    José Expedito de Castro Dr. Whiterspoon  
    Madalena Nicol Marta Brewster  
    Maurício Barroso Mortimer Brewster  
    Milton Ribeiro Jonathan Brewster  
    Moisés Leiner Sargento Klein  
    Ruy Affonso Teddy Brewster  

    Produção
    Franco Zampari
    Teatro Brasileiro de Comédia (TBC)

Representação (1)

Fontes de Pesquisa

DIONYSOS. Rio de Janeiro: Serviço Nacional de Teatro, n. 25, set. 1980. Número especial sobre o TBC.

GUZIK, Alberto. TBC: crônica de um sonho. São Paulo: Perspectiva, 1984. 233 p.

PRADO, Décio de Almeida. Apresentação do Teatro Brasileiro Moderno. São Paulo: Perspectiva: 1996.