Obras e Cinema

(179) artigos disponíveis
Apresentação do conteúdo em Grid Grid
Apresentação do conteúdo em Lista Lista
Limpar Filtros

Artigo sobre Fragmentos da Vida

Artigo da seção obras
Temas do artigo: Cinema  
Data de criaçãoFragmentos da Vida: 1929
Autores da obra:
Resumo do artigo Fragmentos da Vida:

Análise Fragmentos da Vida (1929), de José Medina (1894-1980) é uma adaptação livre de um conto do escritor norte-americano O. Henry (1862-1910) 1 . Traz a história de dois vagabundos que vivem de pequenos golpes nas ruas da cidade de São Paulo. Na infância, um deles presencia a morte do pai, um operário da construção civil, que cai de um andaime. Antes de morrer, o pai aconselha a

Artigo sobre Aleluia, Gretchen!

Artigo da seção obras
Temas do artigo: Cinema  
Data de criaçãoAleluia, Gretchen!: 1976
Autores da obra:
Imagem representativa do artigo
Legenda da imagem representativa do artigo:

Reprodução fotográfia autoria desconhecida

Resumo do artigo Aleluia, Gretchen!:

Análise Aleluia, Gretchen! é o terceiro longa-metragem de Sylvio Back (1937) , tem roteiro do próprio diretor, com a colaboração de Manoel Carlos Karam (1947) , e coprodução da Empresa Brasileira de Filmes (Embrafilme). O filme narra a saga de 40 anos de uma família de imigrantes que chega ao Brasil, em 1937, após um de seus integrantes, o democrata Ross, divergir do partido nacional

Artigo sobre Gaijin, Caminhos da Liberdade

Artigo da seção obras
Temas do artigo: Cinema  
Data de criaçãoGaijin, Caminhos da Liberdade: 1979
Autores da obra:
Resumo do artigo Gaijin, Caminhos da Liberdade:

Análise Gaijin, Caminhos da Liberdade o primeiro longa-metragem de Tizuka Yamazaki (1949) , é uma realização do Centro de Produção e Comunicação (CPC) e tem financiamento da Empresa Brasileira de Filmes (Embrafilme). É considerado o primeiro filme brasileiro de ficção a ter como tema a imigração japonesa no Brasil, pois E a Paz Volta a Reinar , longa-metragem ficcional dirigido por

Artigo sobre Pixote, a Lei do mais Fraco

Artigo da seção obras
Temas do artigo: Cinema  
Data de criaçãoPixote, a Lei do mais Fraco: 1980
Autores da obra:
Imagem representativa do artigo
Legenda da imagem representativa do artigo:

Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Resumo do artigo Pixote, a Lei do mais Fraco:

Pixote, a Lei do Mais Fraco (1980) é o terceiro longa-metragem de Hector Babenco (1946-2016) . Retrata a trajetória de um garoto de 11 anos, apelidado Pixote, do momento em que é enviado a um reformatório até a experiência vivenciada por ele e mais três colegas após a fuga da instituição. Trata da infância marginalizada e da decadência de instituições regeneradoras em tom de denúncia. O

Artigo sobre O Escorpião Escarlate

Artigo da seção obras
Temas do artigo: Cinema  
Data de criaçãoO Escorpião Escarlate: 1990
Autores da obra:
Resumo do artigo O Escorpião Escarlate:

Análise O Escorpião Escarlate é o terceiro longa-metragem do cineasta Ivan Cardoso (1952), com roteiro do escritor Rubens Francisco Lucchetti (1930). É inspirado em dois seriados radiofônicos de sucesso nos anos 1950: As Aventuras do Anjo , criado, produzido e protagonizado por Álvaro Aguiar (1926-1988) para a Rádio Nacional, entre 1948 e 1965; e O Escorpião Escarlate ( 1956 ), escrito

Artigo sobre Braza Dormida

Artigo da seção obras
Temas do artigo: Cinema  
Data de criaçãoBraza Dormida: 1928
Autores da obra:
Resumo do artigo Braza Dormida:

Análise Braza Dormida , de Humberto Mauro (1897-1983) , faz parte do ciclo de filmes de Cataguases, um movimento cinematográfico ocorrido nos anos 1920, dentro dos chamados "ciclos regionais" do cinema brasileiro silencioso. Diferentemente das primeiras experiências de Mauro, Braza Dormida marca a presença forte da cidade e seus hábitos e, sobretudo, a incorporação definitiva de um jeito

Artigo sobre Barro Humano

Artigo da seção obras
Temas do artigo: Cinema  
Data de criaçãoBarro Humano: 1929
Autores da obra:
Resumo do artigo Barro Humano:

Barro Humano , de Adhemar Gonzaga (1901-1978) , é produção da Cinédia que põe em prática os ideais da  Cinearte , principal revista que busca realizar cinema no Brasil nos moldes norte-americanos. Sua cenografia, seus intérpretes e seu estilo o tornam um dos filmes mais sofisticados do período, ao lado de  Sangue Mineiro , de Humberto Mauro (1897-1983) , e de  Fragmentos da Vida

Artigo sobre O Homem que Virou Suco

Artigo da seção obras
Temas do artigo: Cinema  
Data de criaçãoO Homem que Virou Suco: 1980
Autores da obra:
Imagem representativa do artigo
Legenda da imagem representativa do artigo:

Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Resumo do artigo O Homem que Virou Suco:

Análise Após dirigir alguns documentários sobre o processo migratório na São Paulo dos anos 1970 - como Migrantes (1972) e Caso Norte (1977) -, João Batista de Andrade (1939) aborda esse tema no longa-metragem O Homem que Virou Suco (1980), uma produção da empresa Raiz Produções Cinematográficas em parceria com a hoje extinta Empresa Brasileira de Filmes S/A - (Embrafilme). No

Artigo sobre Garrincha, Alegria do Povo

Artigo da seção obras
Temas do artigo: Cinema  
Data de criaçãoGarrincha, Alegria do Povo: 1962
Autores da obra:
Imagem representativa do artigo
Legenda da imagem representativa do artigo:

Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Resumo do artigo Garrincha, Alegria do Povo:

Em 1962, após retornar de uma viagem de estudos nos Estados Unidos, onde entra em contato com os irmãos Maysles e as técnicas do cinema direto, Joaquim Pedro de Andrade (1932-1988) é convidado pelo produtor Luiz Carlos Barreto (1928) a dirigir um documentário sobre o jogador de futebol Garrincha (1933-1983). Considerando oportuno realizar um filme sobre futebol no mesmo ano em que a seleção

Artigo sobre O Padre e a Moça

Artigo da seção obras
Temas do artigo: Cinema  
Data de criaçãoO Padre e a Moça: 1965
Autores da obra:
Imagem representativa do artigo
Legenda da imagem representativa do artigo:

Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Resumo do artigo O Padre e a Moça:

Análise O Padre e a Moça é escrito e dirigido por Joaquim Pedro de Andrade (1932-1988) . Com Helena Ignez (1939) e Paulo José (1937) no elenco e fotografia de Mário Carneiro (1930-2007) . Inspirado no poema O Padre, a Moça , de Carlos Drummond de Andrade (1902-1987) , o filme é o primeiro longa-metragem de ficção de Joaquim Pedro, que já havia chamado a atenção da crítica com o

Artigo sobre Guerra Conjugal

Artigo da seção obras
Temas do artigo: Cinema  
Data de criaçãoGuerra Conjugal: 1975
Autores da obra:
Imagem representativa do artigo
Legenda da imagem representativa do artigo:

Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Resumo do artigo Guerra Conjugal:

Guerra Conjugal (1975) é o quarto longa-metragem ficcional dirigido por Joaquim Pedro de Andrade (1932-1988). Depois do drama romântico rural O Padre e a Moça (1965), da literatura modernista em Macunaíma (1969) e do teatro histórico brechtiano em Os Inconfidentes (1972), o diretor aborda a comédia burguesa em chave erótica, aventurando-se no terreno da pornochanchada, gênero que no

Artigo sobre Jango

Artigo da seção obras
Temas do artigo: Cinema  
Data de criaçãoJango: 1984
Autores da obra:
Resumo do artigo Jango:

O documentário Jango (1984) , de Silvio Tendler (1950) , narra a história política do presidente João Goulart (1919-1976), deposto pelo Golpe de Estado de 1964. Tendler trabalha por três anos com entrevistas 1 para o filme e com a montagem de um conjunto de imagens de arquivo que soma 100 horas . O diretor, que começa a rodar Jango em 1981, pouco depois da estreia de Os Anos JK:

Artigo sobre Os Anos JK

Artigo da seção obras
Temas do artigo: Cinema  
Data de criaçãoOs Anos JK: 1979  |  Data de término da criação 1980
Autores da obra:
Imagem representativa do artigo
Legenda da imagem representativa do artigo:

Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Resumo do artigo Os Anos JK:

Os Anos JK - Uma Trajetória Política , com produção da Terra Filmes e distribuição da extinta Empresa Brasileira de Filmes S.A.(Embrafilme), é o primeiro longa-metragem dirigido por Silvio Tendler (1950) e trata da trajetória da vida pública e pessoal do ex-presidente Juscelino Kubitschek, falecido em 1976, em decorrência de um acidente de carro na Rodovia Dutra. O documentário é narrado por

Artigo sobre A Margem

Artigo da seção obras
Temas do artigo: Cinema  
Data de criaçãoA Margem: 1967
Autores da obra:
Resumo do artigo A Margem:

A Margem (1967) , de Ozualdo Candeias, é realizado em um esquema de cooperativa, tendo por sócios iniciais Ozualdo Candeias e Michel Saddi, sociedade rompida durante as filmagens, sobrando nas mãos do cineasta paulista a tarefa de finalizar e lançar o filme. O orçamento é bastante limitado e os atores trabalham de graça, esperando pelo dinheiro que seria recebido com a exibição. Trata-se do

Artigo sobre Triste Trópico

Artigo da seção obras
Temas do artigo: Cinema  
Data de criaçãoTriste Trópico: 1974
Autores da obra:
Resumo do artigo Triste Trópico:

Triste Trópico , dirigido por Arthur Omar (1948) , é o primeiro longa-metragem do cineasta, produzido pela Melopeia Cinematográfica. Dá continuidade a discussões já presentes no seu curta-metragem Congo (1972), tais como o questionamento das relações estabelecidas pelo documentário com a cultura brasileira e o contato entre cineastas e o povo. O filme não se enquadra em nenhuma das duas

Artigo sobre Bang Bang

Artigo da seção obras
Temas do artigo: Cinema  
Data de criaçãoBang Bang: 1971
Autores da obra:
Imagem representativa do artigo
Legenda da imagem representativa do artigo:

Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Resumo do artigo Bang Bang:

Análise Bang Bang é dirigido por Andrea Tonacci (1944-2016) e produzido pela Total Filmes, em 1971, com recursos da Comissão Estadual de Cinema de São Paulo. Filmado em Belo Horizonte, este primeiro longa-metragem do diretor retoma com mais rigor traços anunciados no curta Olho por Olho , de 1966. Destacam-se a perambulação em longas viagens sem destino e a grande quantidade de cenas em

Artigo sobre Viagem ao Fim do Mundo

Artigo da seção obras
Temas do artigo: Cinema  
Data de criaçãoViagem ao Fim do Mundo: 1967
Autores da obra:
Imagem representativa do artigo
Legenda da imagem representativa do artigo:

Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Resumo do artigo Viagem ao Fim do Mundo:

Análise Viagem ao Fim do Mundo , segundo longa-metragem dirigido por Fernando Coni Campos (1933-1988) , o filme leva três anos para ser finalizado, por conta de dificuldades de produção. Possui elementos que o distinguem como um dos precursores imediatos do Cinema Marginal, ou Udigrúdi, em particular a assimilação irreverente de diversas referências da cultura de massa e a anticonvencional

Artigo sobre Lavoura Arcaica

Artigo da seção obras
Temas do artigo: Cinema  
Data de criaçãoLavoura Arcaica: 2001
Resumo do artigo Lavoura Arcaica:

Análise Lavoura Arcaica (2001) é o primeiro longa-metragem de Luiz Fernando Carvalho (1960) . Com roteiro escrito pelo diretor, baseia-se na obra homônima do escritor Raduan Nassar (1935) , publicada em 1975. O longa é rodado no distrito de São José das Três Ilhas, em Belmiro Braga, cidade mineira da Zona da Mata. O filme centra a narrativa numa família de imigrantes libaneses no

Artigo sobre Terra Estrangeira

Artigo da seção obras
Temas do artigo: Cinema  
Data de criaçãoTerra Estrangeira: 1995
Autores da obra:

Resumo do artigo Terra Estrangeira:

Terra Estrangeira é a segunda realização ficcional de Walter Salles (1956) e primeiro longa-metragem codirigido com Daniela Thomas (1959). Fotografada em preto e branco por Walter Carvalho (1947), a obra é filmada em três países de continentes diferentes: Brasil, Portugal e Cabo Verde. O filme dialoga com um momento importante da história contemporânea do país e do cinema nacional. Em 1990, o

Artigo sobre Asa Branca, um Sonho Brasileiro

Artigo da seção obras
Temas do artigo: Cinema  
Data de criaçãoAsa Branca, um Sonho Brasileiro: 1981
Autores da obra:
Imagem representativa do artigo
Legenda da imagem representativa do artigo:

Reprodução fotográfica autoria desconhecida

Resumo do artigo Asa Branca, um Sonho Brasileiro:

Análise Primeiro longa-metragem do cineasta Djalma Limongi Batista (1947). Forma-se em cinema na primeira turma da Escola de Comunicações e Artes da Universidade de São Paulo (ECA/USP). Após trabalhar como fotógrafo still e realizar curtas e médias, Djalma levanta recursos com a Embrafilme para um longa-metragem ficcional sobre um jogador de futebol. Trata-se de Asa Branca, um Sonho